Search icone
Permuta de Trabalhos Acadêmicos
Garantias
Leia mais sobre as nossas garantias.

Workflow

Informações sobre o autor

auxiliar de escritório - auxiliar de logística -...
Nível
Especializado
Estudo seguido
administraç...

Informações do trabalho

Do Espirito Santo Cardozo W.
Data de Publicação
Idioma
português
Formato
Word
Tipo
dissertação
Número de páginas
12 páginas
Nível
Especializado
Consultado
0 vez(es)
Validado por
Comitê Facilitaja
0 Avaliaçao cliente
0
escrever um comentário
  1. Leucemias crônicas

Segundo Cruz (2004, p. 21):

A construção da maioria dos sistemas de Workflow de primeira geração, durante a década de 1970, partiu de abstrações que descrevem o processo, a partir do exame de um problema. Estas abstrações eram representadas através de algum formalismo e este modelo era então interpretado, direcionando a seqüência de disparos de atividades e distribuição de tarefas aos agentes, o que constitui o fluxo de trabalho neste caso.

A partir da década de 1970 começaram a ser introduzidos os primeiros sistemas de automação de processos de negócios. Alguns desses sistemas continham especificações complexas das corporações, detalhando o fluxo de trabalho e os dados que seriam utilizados neste fluxo, como diz Cruz (2004).
De acordo com Cruz (2004), a partir da década de 1980 foi dada maior ênfase à modelagem dos processos de negócios. Após a década de 1980, mais ênfase foi dada a groupware e CSCW (Computer Support Cooperative Work). A maioria destes trabalhos tinha foco central diferentes, groupwares organizacionais incluído. De fato, houve uma reação negativa sobre a automação dos processos de negócios e sistemas de gerenciamento de Workflow.
Ainda segundo Cruz (2004), na década de 1990, começou-se a aparecer questões e estudos sobre Workflow nas conferências de CSCW. Diversos pesquisadores preocuparam-se em explorar novos modelos acreditando que estes modelos podem ser, particularmente, úteis na compreensão e evolução de processos complexos.
Para Thives Jr. (2004), a tecnologia Workflow foi desenvolvida como o objetivo de automatizar e facilitar todo o fluxo de trabalho de um processo, a fim de possibilitar as organizações atingirem os seus objetivos e possibilitar que os indivíduos trabalhem de maneira cooperativa.


WORKFLOW


Histórico

Thives Jr. (2001), nos diz que Workflow pode transformar radicalmente a maneira de qualquer organização executar processos, atividades, tarefas, políticas e procedimentos. Parece desta forma, que, finalmente, foi inventada a tecnologia que irá solucionar todos os problemas enfrentados pelas organizações nas suas operações diárias. É claro que não é bem assim, pois é preciso tomar muito cuidado com a cultura e o comportamento da organização que venha a usar um software de Workflow.
Segundo Bowditch (2004, p. 2):

O campo do comportamento organizacional tornou-se um elemento de importância crescente, na medida que a visão da administração como processo trouxe uma imagem mais prática da natureza do trabalho administrativo. Há dois níveis distintos de aprendizado: uma compreensão cognitiva dos comportamentos administrativos apropriados a contextos diversos e a capacidade de efetivamente realizar essas atividades.

Os americanos dominam em quantidades e em qualidade o mercado de tecnologias emergentes, principalmente, no que ser refere a Workflow. Entretanto existem bons softwares sendo produzidos em outros países. Entre eles pode-se citar os que vêm da Alemanha, alguns dos quais são especializados em determinados tipos de aplicação. Por exemplo: softwares para aplicação exclusiva para CAD (Computer Aided Designer). Há, também bons softwares desenvolvidos no Brasil. Entretanto, embora existam muitas marcas, são poucos os que realmente se sobressaem tanto em funcionalidades como em qualidade, custo e facilidade de implantação, como diz Cruz (2004, p. 82).

[...] Módulo de gerenciamento dos serviços Workflow: todas as funcionalidades de um sistema Workflow são gerenciadas por esse módulo; 2. Módulo de gerenciamento dos serviços de banco de dados: é responsável pela utilização concorrente do ambiente transacional; 3. Módulo de transporte de mensagens e comunicações: todas as comunicações e o transporte de mensagens são gerenciados por esse módulo. Thives Jr. (2001) nos diz que existe um grande número de fabricantes de softwares de Workflow, os módulos que seus produtos utilizam para realizarem funções básicas inerentes à ferramenta podem ter nomes iguais ou semelhantes. [...]


[...] Em síntese, Workflow foi criado sobre as definições de quem fez o que, de que forma, quando, como; e quais os caminhos que levam e trazem os pacotes de dados e informações que dão vida a qualquer processo de negócio. De acordo com Lacombe (2006, p. 110): Toda empresa tem um organograma. Seja formal, bem desenhado, com todos os níveis hierárquicos corretamente alinhados; seja informal, daquele tipo que todo mundo sabe quem é quem na organização sem que um organograma tenha jamais sido desenhado. [...]


[...] normalmente, os indivíduos acham que Workgroup e Workflow se tratam da mesma coisa por usarem conceitos CSCW, e que ambas servem para automatizar processos. Na verdade, elas são completamente diferentes. Podem até coexistir, embora Workflow possa ser uma evolução do modelo Workgroup. O Workgroup é um modelo baseado na informação. Percebe-se que para esse modelo o foco principal está na informação que será processada. Independentemente de como o processo esteja estruturado, ou até mesmo se há ou não um formalmente organizado, os grupos de trabalho atuarão com base nas informações que receberem, processarem e enviarem, dentro do geralmente caótico fluxo de trabalho, como diz Cruz (2004). [...]

Mais Vendidos administração

Administração de Suprimentos e Logística

 Administração e marketing   |  Administração   |  Projeto   |  30/08/2006   |  BR   |   .doc   |   13 páginas

A importância dos níveis hierárquicos na organização

 Administração e marketing   |  Administração   |  Estudo de caso   |  19/09/2007   |  BR   |   .ppt   |   12 páginas

Últimos trabalhos administração

Relação do Estado das Estradas e a Qualidade da Maçã

 Administração e marketing   |  Administração   |  Estudo   |  11/06/2013   |  BR   |   .doc   |   18 páginas

Produção e Gestão da Serraria

 Administração e marketing   |  Administração   |  Estudo   |  16/08/2012   |  BR   |   .doc   |   35 páginas