Search icone
Permuta de Trabalhos Acadêmicos
Garantias
Leia mais sobre as nossas garantias.

Gestão do conhecimento para empresas prestadoras de serviços: estudo de caso

Informações sobre o autor

Consultoria - Consultoria - Gerência de Recursos Humanos
Nível
Especializado
Estudo seguido
Mestrado...

Informações do trabalho

Marta O.
Data de Publicação
Idioma
português
Formato
Word
Tipo
estudo de caso
Número de páginas
40 páginas
Nível
Especializado
Consultado
3 vez(es)
Validado por
Comitê Facilitaja
0 Avaliaçao cliente
0
escrever um comentário
  1. Introdução
  2. Referencial teórico
    1. Algumas considerações
    2. Conceitos de gestão do conhecimento
    3. Tendências da gestão do conhecimento nas empresas
    4. A orientação da empresa para a G.C
    5. Formas de conversão do conhecimento nas organizações
    6. A escola do posicionamento
    7. Criação de competências através da aprendizagem
    8. Uma retrospectiva histórica do trabalho e conhecimento
    9. Conhecimento, trabalho e organizações formais
    10. Metodologias de gestão do conhecimento
  3. Metodologia
  4. Apresentação dos resultados da pesquisa
  5. Discussão
  6. Conclusão

Efeito da globalização, avanços tecnológicos entre outros, fazem com que a sociedade e principalmente as empresas, vivam num ambiente altamente competitivo onde, o chamado ativo intangíveis se configuram como fonte de inovação e criação de novos patamares de valor. Neste contexto, a Gestão do Conhecimento tem recebido cada vez mais atenção das organizações. Elas têm buscado compreender seu significado e encontrar formas de gestão que lhes garanta, em última instância, impactos positivos no desempenho da empresa. O objetivo principal deste trabalho será identificar se nas empresas prestadoras de serviços existe maior conhecimento e valorização da Gestão do Conhecimento na sua estratégia empresarial e se os empresários acreditam que esta gestão pode influenciar nas relações e nos resultados de negócios, bem como se os funcionários estão cientes da importância da gestão do conhecimento para suas vidas futuras. A Gestão do conhecimento pode ser vista como uma coleção de processos que governa a criação, disseminação e utilização do conhecimento para atingir plenamente os objetivos da organização, sempre acredita-se que os projetos ou iniciativas de gestão do conhecimento estão apoiadas numa tríade formada por pessoas, tecnologia e processos de negócio. Finalizando, as organizações não têm vida própria, são os indivíduos que lá estão que dão a ação e a cultura a elas, o que se tem então são vários níveis de poder, e os processos decisórios se mantêm apenas em níveis mais altos, e assim para a aplicação e aceitação deste novo paradigma deverá fazer o reconhecimento de todo o grupo de trabalho, de todos os indivíduos, para que se evite a imposição de uns em relação aos outros. E para reforçar, tais modificações são urgentes e delas dependerá o sucesso das organizações que existem hoje, pois sem a valorização do indivíduo, não se pode garantir como elas estarão no futuro. Torna-se urgente uma mudança de paradigma pela visão do indivíduo dentro deste novo contexto de modernidade e da globalização, pela visão abrangente e universal do pensamento complexo e pela substituição das relações de autoridade e poder atual por processos argumentativos que procuram o consenso. Pode-se concluir que a Gestão do Conhecimento ainda não está sendo bem difundido, existem poucas iniciativas, embora estes que acreditam neste tipo estão se sobressaindo no mercado.

[...] Berdrow e Lane (2003) concluíram, através de um estudo de caso de joint ventures internacionais, que existem seis fatores que podem contribuir para o sucesso ou insucesso da gestão do conhecimento, neste contexto. São eles: mindset, controle, integração estratégica, treinamento e desenvolvimento, contribuição e integração de recursos e desenvolvimento de relacionamentos. Sharp (2003) afirma que para o sucesso de uma implementação bem- sucedida de gestão do conhecimento, algumas armadilhas precisam ser evitadas. São elas: . falta de suporte da cúpula da empresa; . [...]


[...] Tem-se percebido que o conhecimento criado nas organizações têm contribuído para o surgimento de novas oportunidades de negócios, novos produtos para novos nichos de mercado, deslocado, desta forma, a base de competição de custos para a diferenciação dos produtos/serviços Metodologias de Gestão do Conhecimento Podem ser distinguidos três aspectos diferentes à gestão do conhecimento: Conhecimento individual -consiste nas capacidades e experiências individuais que contribuem para o projeto, em termos das ações que têm possibilidades de realizar. Ação é o segundo aspecto e envolve ações físicas tais como elaboração de documentação, ações mentais para resolução de problemas, aprendizagem e reflexão. [...]


[...] Alternativa Quantidade Porcentagem Gráfico 5 - Há quanto tempo existe esse programa Das empresas que responderam ter o programa de Gestão do Conhecimento afirmam que o tem a menos de 1 ano menos de três anos e somente 16% a mais de três anos. Nota-se que é um programa que está sendo adotado a pouco tempo pelas empresas de prestação de serviços Assinale as afirmações verdadeiras? Tabela 6 - Alternativas diversas Alternativa Quantidade Porcentagem estratégia organizacional sucesso do programa conhecimento à gestão de conhecimento Gráfico 6 Sobre o Programa Com esta questão pode-se verificar como é o modelo de implantação da G.C. [...]

Mais Vendidos administração

Administração de Suprimentos e Logística

 Administração e marketing   |  Administração   |  Projeto   |  30/08/2006   |  BR   |   .doc   |   13 páginas

A importância dos níveis hierárquicos na organização

 Administração e marketing   |  Administração   |  Estudo de caso   |  19/09/2007   |  BR   |   .ppt   |   12 páginas

Últimos trabalhos administração

Relação do Estado das Estradas e a Qualidade da Maçã

 Administração e marketing   |  Administração   |  Estudo   |  11/06/2013   |  BR   |   .doc   |   18 páginas

Produção e Gestão da Serraria

 Administração e marketing   |  Administração   |  Estudo   |  16/08/2012   |  BR   |   .doc   |   35 páginas