Search icone
Permuta de Trabalhos Acadêmicos
Garantias
Leia mais sobre as nossas garantias.

O franchising e a economia

Informações sobre o autor

 
Nível
Para todos
Estudo seguido
administração
Faculdade
ASSOCIAÇÃO...

Informações do trabalho

ELIANE Z.
Data de Publicação
Idioma
português
Formato
Word
Tipo
estudo dirigido
Número de páginas
31 páginas
Nível
Para todos
Consultado
1 vez(es)
Validado por
Comitê Facilitaja
0 Avaliaçao cliente
0
escrever um comentário
  1. O franchising e a economia

Diferentemente de algumas opiniões, não considero o franchising como um setor de atividade econômica. Entendo que existam vários negócios, em diferentes setores da economia, que utilizam da poderosa ferramenta de crescimento e expansão que é o franchising. Portanto, estes negócios em seus respectivos setores de atividade só dependentes da dinâmica da economia. A conjuntura econômica determina a performance dos setores e de suas empresas.
Não se pode falar de maneira genérica do desempenho do franchising. A análise das empresas que praticam o franchising tem de ser considerada a luz do cenário macro econômico. Assim o crescimento da economia favorece as empresas franchising e retração afeta diretamente estas organizações.
Por muito tempo, houve uma tendência errônea de se considerar franchising imune à realidade econômica. Chegou-se a pensar em franchising como uma ilha ou mesmo um oásis em meio as demais atividades. Tendo sido aceita a inserção do franchising na economia, observamos que o sistema desempenha papéis de pioneirismo em algumas oportunidades ou em outra caminha e reboque de tendências consagradas.
Muito antes de falar em globalização, algumas empresas através do franchising, puderam expandir seus mercados de atuação. O fenômeno de master ? franquias consagrou o modelo de marcas globais, eliminando fronteiras culturais e políticas.
Históricos são exemplos da Coca- Cola e Pepsi Cola em seus processos de expansão mundial; memorável foi entrada da Pepsi na China. Mc Donalds, KFC, e Baskin Robbins são outros exemplos de âmbito de alimentação.
Se na globalização o franchising foi pioneiro, já em outro processo e principalmente no Brasil, o franchising ainda é retardatário. Trata-se dos movimentos de fusão e incorporação que a economia vem observando. Setores financeiros, de bebidas, de alimentação entre outros nos últimos anos tiveram seus negócios consolidados quer por incorporação ou por fusões.
A lógica destes processos baseou-se na maximização de recursos, na busca por economias de escala e em redução de custos. Inevitavelmente, esta mesma lógica será aplicada às empresas franqueadoras e especial aqui no Brasil. Teremos grandes empresas franqueadoras administrando diferentes marcas e conceitos.
Atividades de bastidores como contabilidade, financeiro, planejamento, treinamento, consultoria de gestão, etc., serão executadas pela mesma equipe. A visão externa, a percepção do cliente, enfim as marcas deverão ser mantidas.
Para onde o franchising caminha, não se trata de exercício de futurologia, mas sim de reconhecimento que o mesmo faz parte da economia.

O FRANCHISING NA ECONOMIA
Como sistema de negócios, o franchising trouxe ao Brasil oportunidades para todos os portes de investidores. Boa parte das empresas permitem que seus franqueados tenham outras atividades e até administrem franquias de marcas diferentes.

Economicamente falando, o sistema fatura alto. O mercado total de franchising fatura mais de US$ 75 bilhões. Em número de unidades, são mais de 82 mil espalhadas pelo Brasil e quase 1 milhão de empregos diretos oferecidos.

[...] Com a queda nas taxas e na instalação, o prazo de retorno também despencou quase pela metade o que significa um lado muito positivo aos investidores. Por outro lado o faturamento global do setor também sofreu queda sendo alegado, mais uma vez, a crise na economia do país. Com todos esses lados positivos e negativos que o setor vem apresentando, é importante que os investidores prestem atenção a fatores como localização e perfil do consumidor na região em que o negócio será instalado. [...]


[...] A Avaliação da Marca china in Box pelos franqueados Sim Sim, mas Não Não Não com sabe/ se restriçõ não quis aplic es responde a ao r caso satisfeito com o Suporte e Treinamento oferecidos pela marca? prestados correspondem ao valor pago de Taxa de Franquia? investimentos inicial previstos pelo franqueador correspondem aos seus gastos? correspondem aos serviços prestados? publicidade cobrada correspondem ao uso que é feito dela? mensal está dentro do previsto? investimento correspondeu ao período previsto? outra franquia desta mesma marca? [...]


[...] O FRANCHISING NA ECONOMIA .Como sistema de negócios, o franchising trouxe ao Brasil oportunidades para todos os portes de investidores. Boa parte das empresas permitem que seus franqueados tenham outras atividades e até administrem franquias de marcas diferentes. Economicamente falando, o sistema fatura alto. O mercado total de franchising fatura mais de US$ 75 bilhões. Em número de unidades, são mais de 82 mil espalhadas pelo Brasil e quase 1 milhão de empregos diretos oferecidos. Faturamento(US$ 1.000 ) Formatados Marcas Número de Unidades Formatados Marcas Número de Empregos Formatados Marcas OS NÚMEROS DO FRANCHISING. [...]

Mais Vendidos administração

Administração de Suprimentos e Logística

 Administração e marketing   |  Administração   |  Projeto   |  30/08/2006   |  BR   |   .doc   |   13 páginas

A importância dos níveis hierárquicos na organização

 Administração e marketing   |  Administração   |  Estudo de caso   |  19/09/2007   |  BR   |   .ppt   |   12 páginas

Últimos trabalhos administração

Relação do Estado das Estradas e a Qualidade da Maçã

 Administração e marketing   |  Administração   |  Estudo   |  11/06/2013   |  BR   |   .doc   |   18 páginas

Produção e Gestão da Serraria

 Administração e marketing   |  Administração   |  Estudo   |  16/08/2012   |  BR   |   .doc   |   35 páginas