Search icone
Permuta de Trabalhos Acadêmicos
Garantias
Leia mais sobre as nossas garantias.

O perfil do empreendedor e do empresário

Informações sobre o autor

Consultoria - Consultoria - Gerência de Recursos Humanos
Nível
Especializado
Estudo seguido
Mestrado...

Informações do trabalho

Marta O.
Data de Publicação
Idioma
português
Formato
Word
Tipo
estudo dirigido
Número de páginas
15 páginas
Nível
Especializado
Consultado
2 vez(es)
Validado por
Comitê Facilitaja
0 Avaliaçao cliente
0
escrever um comentário
  1. Introdução
    1. Empresário e empreendedor
  2. A Importância da Cultura na Formação do Empreeendedor
    1. O Perfil do Empreendedor
    2. Características do Empreendedor
  3. A Atividade Empreendedora Contribui com o Desenvolvimento das Empresas e das Nações
    1. Evolução e Declínio do Empreendedor
    2. O Empreendedor nas Organizações
  4. Uma Visão Crítica da Academia de Administração
    1. O Papel das Instituições de Ensino Superior no Empreendedorismo
    2. Motivos para se Iniciar seu Próprio Negócio
    3. Os cuidados na Elaboração do Plano de Negócio
  5. Conclusão
  6. Bibliografia


Mediante cenário mercadológico, onde os mínimos detalhes pode fazer a diferença, sobreviver no mundo competitivo atual, desenvolvendo seu negócios tal como realizado há dez anos atrás, pode ser considerado uma vitória. Atualmente, com o advento das novas tecnologias, a facilidade de se obter informações e, principalmente, com a chegada de novos modelos organizacionais de gestão através da comunicação, as empresas que pretendem ter sucesso, não podem e nem devem ficar competindo com outras empresas analisando somente a sua relação custo benefício e sim analisar o sistema como um todo.
A necessidade de novas idéias, o conhecimento do cliente e, principalmente, um aprimorado planejamento e controle dos aspectos organizacionais, faz com que surge um diferencial competitivo em relação aos demais concorrentes. Entretanto, o fator humano não pode ser deixado de lado. As relações humanas no trabalho, a motivação, a criatividade, o sentido do desafio, a sensação da contribuição para o desenvolvimento profissional e social, pesam muito nos resultados finais da empresa.
A criação do futuro, o cumprimento da missão de uma instituição, o desenvolvimento e a manutenção de competências distintivas resultam mais do que apenas a compreensão da própria atividade da organização e sim de um trabalho isolado. Para tanto, faz-se necessário o conhecimento global do seu setor e da multiplicidade de interações e relacionamentos estabelecidos para atender simultaneamente a suas características, objetivos e estratégias de atuação.
Assim, a organização sintetiza os objetivos dos agentes nas normas administrativas, nas técnicas e nas tecnologias, vocacionadas para o crescimento pessoal e institucional, uma vez que, o desemprego é uma questão complexa e urgente. Para sua compreensão, faz-se necessário abranger um conjunto de fatores vinculados e determinantes entre si. Sendo assim, compreender e aprender certas peculiaridades que leva o desemprego a se configurar, de fenômeno estrutural do sistema capitalista, em fenômeno crítico e ameaçador para a sociedade como um todo. Portanto, a reclamar uma resposta urgente.

[...] A ação do empreendedor está voltada para a inovação, centra foco no cliente e foco no produto, quer seja, o atender as necessidades do mercado utilizando as vantagens competitivas de sua organização. Todo o empreendedor sabe bem disso, tem uma visão clara de onde quer chegar e como fazer para chegar com sucesso. Todo o empreendedor é um visionário de seu tempo, acredita piamente naquilo que está fazendo, realiza-se no trabalho que faz. Faz por amor, mesmo que esteja fazendo de forma errada alcança o sucesso. [...]


[...] Para FILION, citado por MACHADO e GIMENEZ (2000, 136), o coração do processo de empreendedorismo e o aspecto que melhor distingue o empreendedor do gerente e do pequeno empresário parece recair no desenvolvimento e implantação do processo visionário. Gerentes e pequenos empresários buscam atingir metas a partir dos recursos disponível, dentro de uma estrutura pré-definida ou copiada. Os empreendedores, por outro lado, gastam boa parte de seu tempo imaginando onde querem chegar e como farão para chegar lá. De alguma forma os empreendedores são detectores de espaços de mercado e criadores de contextos. [...]


[...] Enquanto o perfil do empresário é de uma pessoa altiva o do empreendedor é de uma pessoa auto-confiante, despojada, criativa e otimista tornando-se lider, acreditando no talento, idéias e capacidade realizadora dos seres humanos. Atualmente o empreendedor tornou-se peça chave fundamental nas diversas organizações que objetivam o sucesso e competitividade, uma vez que o intrapreuner é o funcionário com espírito empreendedor e o intrapreuring o método de se aplicar esse espírito empreendedor. Contudo, percebe-se que empreendedorismo, vem se firmando como uma grande possibilidade de opção profissional junto à atuação nas grande organizações privadas e públicas, fornecendo a difusão e a transferencia de tecnologias dentre essas organizações. [...]

Estes documentos podem interessar a você

Empreendedorismo X empresariedade

 Administração e marketing   |  Administração   |  Estudo dirigido   |  09/11/2008   |  BR   |   .doc   |   33 páginas

Mais Vendidos administração

Administração de Suprimentos e Logística

 Administração e marketing   |  Administração   |  Projeto   |  30/08/2006   |  BR   |   .doc   |   13 páginas

A importância dos níveis hierárquicos na organização

 Administração e marketing   |  Administração   |  Estudo de caso   |  19/09/2007   |  BR   |   .ppt   |   12 páginas