Search icone
Permuta de Trabalhos Acadêmicos
Garantias
Leia mais sobre as nossas garantias.

Desenvolvimento de novos fornecedores – cadeia de suprimento

Informações sobre o autor

 
Nível
Avançado
Estudo seguido
administração
Faculdade
ucg

Informações do trabalho

Bruna C.
Data de Publicação
Idioma
português
Formato
Word
Tipo
estudo
Número de páginas
17 páginas
Nível
avançado
Consultado
863 vez(es)
Validado por
Comitê Facilitaja
1 Avaliaçao cliente
4
escrever um comentário
  1. Fornecedores
  2. Gestão de estoque

Com a globalização e a abertura dos mercados, a concorrência se agigantou, e com isto as empresas procuram manter o diferencial competitivo através de diversas inovações.
Um dos principais diferenciais é o preço, porém, não para por aí. Os diferenciais passam pela a solicitação da compra, o ressuprimento até a entrega do produto ao consumidor final.
Para que o diferencial seja a aquisição de insumos as empresas buscam formas para selecionar os melhores fornecedores, criam a chamada parceria e instalam os principais fornecedores dentro de sua própria "casa". Assim, mantém a garantia e compromisso mútuo, com este processo as empresas clientes conseguem reduzir os estoques mantendo-os nos próprios fornecedores e os fornecedores com o intuito de também reduzir os níveis de investimentos em seus estoques selecionam fornecedores secundários gerando o sistema modular de fornecimento.
Diante desta gama de necessidade criou-se a Gestão de Estoques que nada mais é que acompanhamento, gerenciamento, e controle dos níveis de estoques desde as formas quantitativas como financeiras.
A Logística é o processo de gerenciar estrategicamente a aquisição, movimentação e armazenagem de materiais e os fluxos de informações correspondentes. O controle de estoque é parte vital do composto logístico, pois estes podem absorver de 25 a 40 % dos custos totais. O planejamento e o controle de estoques constituem atualmente um grande desafio para os administradores de materiais. Devido às variações de fatores influenciam os custos relativos, a busca continua por solução que visam a redução dos custos e a eficiência dos controles, criam-se adaptações de métodos que satisfaçam as políticas atuais da empresa. Assim nenhuma organização pode planejar detalhadamente todos os aspectos de suas ações atuais ou futuras, mas todas podem e devem ter noção para onde estão dirigindo-se e determinar como podem chegar lá, ou seja, precisam de uma visão estratégica de todo o complexo produtivo. Neste posicionamento todas as empresas devem constituir políticas para a administração de materiais.

[...] Com o sistema modular de fornecimento , os fornecedores ficam responsáveis em manter abaixo de si uma cadeia de subfornecedores, com isto garantindo o fornecimento a qualquer circunstância. Então hoje podemos dizer que o papel do fornecedor não é apenas vender e sim fornecer produtos e serviços com o preço compatível, de boa qualidade , na quantidade solicitada, na data certa, e ainda manter estoques para os clientes, portanto o papel fundamental do fornecedor é ser parceiro, pois com isto, o parceiro cliente como o parceiro fornecedor tem uma melhor condição de superar as dificuldades do mercado competitivo que gerou o processo de globalização A seleção de Fornecedor . [...]


[...] Assim sendo, como resultado de uma típica classificação ABC, surgirão grupos divididos em três classes, como segue: Itens Pequeno número de itens responsável por alta participação no valor total dos estoques Itens Grande número de itens com reduzida expressão no valor total dos estoques Itens Aqueles situados entre as duas categorias anteriores Uma classificação ABC de itens de estoque tida como típica apresenta uma configuração na qual 20% dos itens são considerados A e que estes respondem por 65% do valor de demanda ou consumo anual. [...]


[...] Conceito: A cadeia de abastecimento é constituída pelo conjunto de organizações que se inter-relacionam criando valor na forma de produtos e serviços, desde os fornecedores de matéria-prima até o consumidor final Fornecedores 1.1 O papel do fornecedor O modelo clássico de relacionamento entre o comprador e o fornecedor baseava-se em julgar preço, prazo e qualidade na hora de fazer uma licitação de compras e no recebimento do material encomendado, com uma inspeção qualitativa e quantitativa. Dentro do conceito do supply chain isto está completamente superado. [...]

Mais Vendidos administração

Administração de Suprimentos e Logística

 Administração e marketing   |  Administração   |  Projeto   |  30/08/2006   |  BR   |   .doc   |   13 páginas

A importância dos níveis hierárquicos na organização

 Administração e marketing   |  Administração   |  Estudo de caso   |  19/09/2007   |  BR   |   .ppt   |   12 páginas

Últimos trabalhos administração

Relação do Estado das Estradas e a Qualidade da Maçã

 Administração e marketing   |  Administração   |  Estudo   |  11/06/2013   |  BR   |   .doc   |   18 páginas

Produção e Gestão da Serraria

 Administração e marketing   |  Administração   |  Estudo   |  16/08/2012   |  BR   |   .doc   |   35 páginas