Search icone
Permuta de Trabalhos Acadêmicos
Garantias
Leia mais sobre as nossas garantias.

Índices contábeis

Informações sobre o autor

 
Nível
Avançado
Estudo seguido
administração
Faculdade
Fundação...

Informações do trabalho

Elaine S.
Data de Publicação
Idioma
português
Formato
Word
Tipo
estudo
Número de páginas
29 páginas
Nível
avançado
Consultado
1 vez(es)
Validado por
Comitê Facilitaja
0 Avaliaçao cliente
0
escrever um comentário
  1. Introdução
  2. Metodologia
  3. Índices de Estrutura de Capital
  4. Quadro VII - Liquidez Seca X Liquidez Corrente
  5. MBR
  6. Relatórios dos índices contábeis - MBR
  7. Cia. Vale do Rio Doce
  8. Relatórios dos índices contábeis CVRD
  9. Petrobrás
  10. Relatórios dos índices contábeis Petrobrás
  11. Conclusão
  12. Bibliografia

Pode se afirmar que o setor petroquímico brasileiro acompanha o desenvolvimento dos maiores centros do mundo no decorrer de sua existência. Isso se deve, inicialmente a inserção de capital estatal no setor que ocorreu até o final da década de 70. Na década de 80, a chamada ?década perdida? para o Brasil, houve uma desaceleração de quase todos os setores econômicos do país o que também potencializou as limitações da siderúrgica estatal, criando entraves ao seu desenvolvimento.
Com a crise instalada no Estado brasileiro, houve uma redução brusca nos investimentos destinados ao setor petroquímico o que acabou tornando fundamental a entrada de capital privado para dar continuidade ao desenvolvimento do setor.

[...] Hoje, a MBR é uma das cinco maiores produtoras e exportadoras de minério de ferro do mundo e a segunda do Brasil. As atividades da MBR começaram na Mina do Pico, em Itabirito, Minas Gerais, no início dos anos 40, depois que seu fundador, Augusto Trajano de Azevedo Antunes, arrendou as minas da região, na época, pertencentes aos ingleses da Saint John Del Rey Mining Company. Começava então, a trajetória de uma empresa conduzida por um empreendedor que, mais tarde, viria a ser chamado de rei do ferro". [...]


[...] Os analistas de balanços recomendam que este índice não seja superior a 100%, isto porque a empresa deve possuir um Capital Circulante Líquido positivo. Mas, o que vem a ser o Capital Circulante Líquido ou simplesmente CCL? O CCL é o que sobra dos Recursos não Correntes após a parcela destinada à imobilização do Ativo Permanente, ou a parcela dos Recursos não Correntes destinada ao Ativo Circulante. MATARAZZO (1995, p.167) define o CCL como " . a folga financeira a curto prazo, ou seja, financiamentos de que a empresa dispõe para o seu giro e que não serão cobrados a curto prazo". [...]


[...] Alcançar a auto?suficiência sustentável sempre foi uma meta para o Brasil e conseqüentemente para a Petrobras; significa reduzir a vunerabilidade do País às flutuações internacionais do mercado de petróleo, ou seja, a Petrobras tem que sustentar sua produção acima da demanda a longo prazo. A trajetória da Petrobras até o alcance da auto-suficiência foi marcada por altos investimentos em avanços tecnológicos e recordes de perfuração em águas profundas, além do aperfeiçoamento de diversas atividades da Companhia. Em 1974, descobriu-se a mais importante província petrolífera do país, a Bacia de Campos, um marco rumo à auto-suficiência. [...]

Estes documentos podem interessar a você

A importância da análise de balanço para a tomada de decisão: o caso da ilpisa s.a.

 Administração e marketing   |  Contabilidade   |  Estudo de caso   |  09/10/2006   |  BR   |   .doc   |   30 páginas

A prestação de serviços mantida pelo contador junto às pequenas empresas

 Administração e marketing   |  Contabilidade   |  Estudo   |  03/01/2007   |  BR   |   .doc   |   23 páginas

Mais Vendidos administração

Administração de Suprimentos e Logística

 Administração e marketing   |  Administração   |  Projeto   |  30/08/2006   |  BR   |   .doc   |   13 páginas

A importância dos níveis hierárquicos na organização

 Administração e marketing   |  Administração   |  Estudo de caso   |  19/09/2007   |  BR   |   .ppt   |   12 páginas