Search icone
Permuta de Trabalhos Acadêmicos
Garantias
Leia mais sobre as nossas garantias.

Resumo do livro "Ética e responsabilidade social nas empresas"

Informações sobre o autor

A
Nível
Para todos
Estudo seguido
A

Informações do trabalho

Ana Cecília N.
Data de Publicação
Idioma
português
Formato
Word
Tipo
estudo
Número de páginas
9 páginas
Nível
Para todos
Consultado
2 vez(es)
Validado por
Comitê Facilitaja
0 Avaliaçao cliente
0
escrever um comentário
  1. Não precisamos de outro herói
  2. Valores sob tensão
  3. Por que ?bons? gerentes fazem más escolhas éticas
  4. Ética na prática
  5. Servindo aos pobres do mundo com lucro
  6. A matriz da virtude
  7. Para que serve uma empresa?
  8. A vantagem competitiva da filantropia corporativa

Nesse livro o autor expressa a realidade nas empresas hoje, fazendo um paralelo do que era, foi e ?deveria ser? uma empresa e seus administradores ou gestores.
Essa obra é dividida por títulos e alguns subtítulos, contando com a participação de vários autores, onde é exposta a idéia central da obra.
Muitas pessoas que se consideram líderes, mas nada conseguem fazer, e sim fazer ?média? com a mídia, sem conseguir mudar ou transformar nada ao seu redor; dessa forma é possível analisar alguns relatos vindos de alunos que ocupavam altos cargos em empresas, com sérias responsabilidades gerenciais, que ao se deparar com certos desafios éticos, não conseguiam transformar a situação, propondo soluções radicais, tornando-se ?herói? do nada. Descobrem então, que o melhor é reagir, utilizando uma liderança discreta, onde é prática eficaz e sustentável; os líderes discretos preferem escolher com cuidado suas batalhas e nelas combater com coragem, em vez de empenhar-se de corpo e alma numa única causa heróica (SERRA, 2005, p. 08). Um dos casos relatados sobre o assunto no livro, expõe como um bancário resolveu um problema sério dentro de sua empresa, ou seja, ele foi cuidadoso, paciente e politicamente astuto, durante todo o processo ao qual deveria enfrentar e resolver de maneira ética e satisfatória a todos; conseguiu beneficiar a si próprio e a organização, ao mesmo tempo em que protegeu o emprego de um colega, assim, ele pôde agir como um líder discreto.

[...] Por que gerentes fazem más escolhas éticas Por que, muitos gerentes tomam determinadas atitudes achando que essas vão resolver determinados problemas e que na verdade não vão, ou seja, os seres humanos têm recorrido ao longo dos séculos, para justificar condutas questionáveis, tais como: acreditar que a atividade não é ?realmente? ilegal ou imoral; que atende aos melhores interesses do indivíduo ou da organização; que nunca será descoberta; ou que será tolerada, por ajudar a entidade, dessa forma é possível analisar esses casos e chegar a conclusão que algumas é necessário compreender algumas regras práticas para controlar de maneira mais eficaz ações gerenciais que talvez resultem em problemas, deve-se então controlar, mas não eliminar. [...]


[...] Com efeito, muitas empresas inovadoras, com pequenas experiências empreendedoras e grandes empresas tradicionais, já estão servindo aos pobres do mundo, mediante esquemas que geram grandes receitas, redundam em grandes eficiências operacionais e revelam novas fontes de inovação (SERRA p. 77). As empresas podem oferecer três vantagens importantes quanto prestam serviços aos pobres, ou seja, nova fonte de crescimento da receita, aumento da eficiência e acesso à inovação. O crescimento representa importante desafio para todos os negócios, mas hoje é essencialmente crítico para as empresas muito grandes, dentre as quais numerosos são os casos em que os mercados existentes parecem quase saturados; a demanda é igualmente forte para serviços a preços acessíveis. [...]


[...] As inovações das empresas em comportamentos imbuídos de responsabilidade social ocorrem nas fronteiras, os dois quadrantes superiores da matriz. Os comportamentos que beneficiam os acionistas e ampliam a oferta de responsabilidade social situam-se na fronteira estratégica(SERRA p. 116). Essas migrações reforçam os fundamentos civis, mas também podem debilitá-los se uma massa crítica de empresas abandonar certa prática socialmente responsável (SERRA p. 117). Para que serve uma empresa? Para Charles Handy, julgar que as empresas estão comprometendo seu futuro para inflar o valor das ações no presente, não um julgamento de uma única pessoa, mas de várias. [...]

Mais Vendidos administração

Administração de Suprimentos e Logística

 Administração e marketing   |  Administração   |  Projeto   |  30/08/2006   |  BR   |   .doc   |   13 páginas

A importância dos níveis hierárquicos na organização

 Administração e marketing   |  Administração   |  Estudo de caso   |  19/09/2007   |  BR   |   .ppt   |   12 páginas

Últimos trabalhos administração

Relação do Estado das Estradas e a Qualidade da Maçã

 Administração e marketing   |  Administração   |  Estudo   |  11/06/2013   |  BR   |   .doc   |   18 páginas

Produção e Gestão da Serraria

 Administração e marketing   |  Administração   |  Estudo   |  16/08/2012   |  BR   |   .doc   |   35 páginas