Search icone
Permuta de Trabalhos Acadêmicos
Garantias
Leia mais sobre as nossas garantias.

A administração na sociedade contemporânea

Informações sobre o autor

 
Nível
Avançado
Estudo seguido
administração
Faculdade
ucg

Informações do trabalho

Bruna C.
Data de Publicação
Idioma
português
Formato
Word
Tipo
monografia
Número de páginas
20 páginas
Nível
avançado
Consultado
2 vez(es)
Validado por
Comitê Facilitaja
1 Avaliaçao cliente
4
escrever um comentário
  1. Os papéis do administrador segundo mintzberg
  2. Teoria geral da administração
  3. A globalização e o novo perfil do administrador
  4. Teoria das relações humanas

O novo ambiente empresarial provoca a necessidade das empresas se tornarem organizações de aprendizagem. Para isso, uma série de mudanças devem acontecer, sobretudo no perfil do administrador que atua nessas organizações. Essas mudanças passam por uma série de resistências, provocadas pelo modelo institucional de ensino, que limita a iniciativa, a criatividade e o livre arbítrio dentro das empresas. Neste trabalho, porém, são apresentados alguns modelos de aprendizagem para ajudar aos novos administradores a enfrentar as mudanças tão repentinas que vêm ocorrendo dentro e fora das empresas, considerando-se que o perfil do '' novo administrador" seja um eterno aprendiz, utilizando-se da melhor forma possível, as novas tecnologias de informação.

[...] São as mudanças desejadas pelo próprio administrador que pode incluir melhoramentos na organização e a identificação e aproveitamento de oportunidades de novos negócios, entre outras iniciativas. Controlador de distúrbios: Os distúrbios, ao contrario das mudanças controladas, são aquelas situações que estão parcialmente fora do controle do administrador, tais como eventos imprevistos, as crises ou os conflitos. Para líder com estas situações, o administrador desempenha o papel de controlador de distúrbios. Administrador de recursos: Segundo Mintzberger, a alocação de recursos é o coração do sistema de formulação de estratégias de uma organização. [...]


[...] As organizações, na atualidade, têm que desenvolver essa habilidade que é pressuposto básico para a competitividade. A sociedade da informação chegou para mudar a forma como as organizações encaram clientes, fornecedores e concorrentes. A globalização provocou a quebra de barreiras econômicas, financeiras e comerciais e o mundo se tornou "uno". As organizações tiveram que acompanhar essa evolução. Mudaram suas estruturas, que se tornaram mais flexíveis; investiram em tecnologia, reduzindo custos e aumentando a qualidade de produtos e/ou serviços; tornaram a gestão empresarial mais dinâmica, proporcionando a todos os atores organizacionais a oportunidade de expressar sentimentos, vontades e anseios. [...]


[...] Desta forma, desconcentrando a preocupação colocada na tarefa e na estrutura para a preocupação com as pessoas. Dentro da abordagem humanística, os pesquisadores se deparam com a civilização industrializada que torna as empresas preocupadas exclusivamente com sua sobrevivência financeira e maior eficiência para o alcance de lucros. Assim, todos os métodos convergem para a eficiência e não para a cooperação humana muito menos, para objetivos humanos. Daí a necessidade de um tratamento profilático e preventivo do conflito industrial: o choque entre os objetivos das organizações e os objetivos individuais dos participantes. [...]

Estes documentos podem interessar a você

Estratégia e vantagem competitiva nas micro e pequenas empresas

 Administração e marketing   |  Estratégia   |  Estudo   |  02/01/2007   |  BR   |   .doc   |   34 páginas

Direito à sucessão na união estável

 Direito e contrato   |  Direito civil   |  Monografia   |  08/01/2007   |  BR   |   .doc   |   27 páginas

Mais Vendidos administração

Administração de Suprimentos e Logística

 Administração e marketing   |  Administração   |  Projeto   |  30/08/2006   |  BR   |   .doc   |   13 páginas

A importância dos níveis hierárquicos na organização

 Administração e marketing   |  Administração   |  Estudo de caso   |  19/09/2007   |  BR   |   .ppt   |   12 páginas