Search icone
Permuta de Trabalhos Acadêmicos
Garantias
Leia mais sobre as nossas garantias.

Estudio de caso - criança com baixo rendimento escolar

Informações sobre o autor

 
Nível
Para todos
Estudo seguido
administração
Faculdade
FACECA/FADIVA

Informações do trabalho

José Antônio P.
Data de Publicação
Idioma
português
Formato
Word
Tipo
monografia
Número de páginas
81 páginas
Nível
Para todos
Consultado
8 vez(es)
Validado por
Comitê Facilitaja
0 Avaliaçao cliente
0
escrever um comentário
  1. INTRODUÇÃO
    1. OBJETIVOS
    2. Objetivo Geral
    3. Objetivos Específicos
    4. JUSTIFICATIVA
    5. METODOLOGIA
  2. ENCAMINHAMENTO
  3. ENTREVISTA INICIAL COM O PROFESSOR
    1. Entrevista com o professor
  4. ANAMNESE
    1. Anamnese com a mãe
    2. Passado
    3. ATUAL
  5. EOCA
    1. Inquérito
    2. Análise da EOCA
    3. Roteiro para a análise do comportamento
    4. Análise da Verbalização da Criança
  6. TÉCNICAS PROJETIVAS PSICOPEDAGÓGICAS
    1. Desenho da figura humana
    2. Desenho da família
    3. Desenho da dupla educativa
    4. Imagine o porquê
  7. ANÁLISE DO MATERIAL ESCOLAR
  8. ANÁLISE DA LECTO-ESCRITA
  9. PROVAS DO DIAGNÓSTICO OPERATÓRIO
    1. PROVA DA CONSERVAÇÃO DE QUANTIDADES DISCRETAS
    2. PROVA DA CONSERVAÇÃO DAS QUANTIDADES DE LÍQUIDO
    3. PROVA DA CONSERVAÇÃO DA MASSA
    4. PROVA DE CLASSES - MUDANÇA DE CRITÉRIO OU DICOTOMIA
    5. PROVA DE INCLUSÃO DE CLASSE (FRUTAS)
    6. PROVA DE SERIAÇÃO DE BASTONETES
  10. HIPÓTESE E SÍNTESE DIAGNÓSTICA
  11. PLANO DE INTERVENÇÃO
  12. ENTREVISTA DEVOLUTIVA
  13. CONCLUSÃO
  14. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

O Diagnóstico Psicopedagógico é o processo pelo qual é analisada a situação do aluno com dificuldades dentro do contexto escola e de sala de aula, com a finalidade de proporcionar aos professores orientações e instrumentos que permitem modificar o conflito manifestado.
Fernandez (1990) afirma que o diagnóstico, para o terapeuta, deve ter a mesma função que a rede para um equilibrista. É ele, portanto, a base que dará suporte ao psicopedagogo para que este faça o encaminhamento necessário.
É um processo que permite ao profissional investigar, levantar hipóteses provisórias que serão ou não confirmadas ao longo do processo recorrendo, para isso, conhecimentos práticos e teóricos. Esta investigação permanece durante todo o trabalho diagnóstico através de intervenções e da "[] escuta psicopedagógica []", para que "[] se possa decifrar os processos que dão sentido ao observado e norteiam a intervenção" (BOSSA, 2000, p. 24).
Na Epistemologia Convergente todo o processo diagnóstico é estruturado para que se possa observar a dinâmica de interação entre o cognitivo e o afetivo de onde resulta o funcionamento do sujeito (BOSSA, 1995, p.80). Conforme Weiss, ?o objetivo básico do diagnóstico psicopedagógico é identificar os desvios e os obstáculos básicos no Modelo de Aprendizagem do sujeito que o impedem de crescer na aprendizagem dentro do esperado pelo meio social? (2003, p. 32).
O diagnóstico possui uma grande relevância tanto quanto o tratamento. Ele mexe de tal forma com o paciente e sua família que, por muitas vezes, chegam a acreditar que o sujeito teve uma melhora ou tornou-se agressivo e agitado no decorrer do trabalho diagnóstico. Por isso devemos fazer o diagnóstico com cuidado observando o comportamento e mudanças que podem ocorrer no sujeito.

[...] É possível interpretar relações ensinante- aprendente, o papel vivido na escola, em sala de aula, as rejeições às situações escolares, ameaça da figura do professor, relacionamento com os colegas, etc. Para Drouet (1995, p.12) escola o professor deve estar sempre atento às etapas do desenvolvimento do aluno, colocando-se na posição de facilitador da aprendizagem e calcando seu trabalho no respeito mútuo, na confiança e no afeto.? Objetivo: Interpretar relações ensinante-aprendente, o papel vivido na escola, na turma, as rejeições às situações escolares, a ameaça da figura do professor. [...]


[...] Em relação ao social: Oscilação de humor, narcísica (egocentrismo não superado), baixa tolerância a frustação ANÁLISE DO MATERIAL ESCOLAR Analisando o material escolar, o psicopedagogo poderá constatar as relações da criança com a escola, a professora e a aprendizagem. Observando suas dificuldades nas tarefas apresentadas no caderno, no livro, etc., e ainda, a atuação da professora. Objetivo: Fazer interferências sobre a natureza da relação do aluno com a escola com a professora e o aprender, obter indício das dificuldades apresentadas pela criança na realização de suas tarefas escolares, fornecer pistas sobre a atuação da professora, suas estratégias de ensino, os conteúdos e atividades priorizados, recursos para reforço e correção e atitudes frentes ao aluno. [...]


[...] Portanto, o tipo de relacionamento estabelecido entre professores e alunos e entre os alunos da classe poderá criar boas condições para o aprendizado da mesma forma que, também, pode dificultá-lo JCS, apresentava um rendimento escolar muito baixo, preocupada com a situação a professora RMJ encaminhou para uma avaliação psicopedagógica ENTREVISTA INICIAL COM O PROFESSOR Serve para ver a princípio a queixa do professor em relação ao desenvolvimento do aluno. Um questionário é montado de acordo com a queixa, com a finalidade de levantar as primeiras hipóteses do problema em evidência. [...]

Estes documentos podem interessar a você

A epistemologia convergente segundo Jorge Visca

 Sociedade   |  Educação física   |  Estudo   |  24/09/2007   |  BR   |   .doc   |   14 páginas

Mais Vendidos administração

Administração de Suprimentos e Logística

 Administração e marketing   |  Administração   |  Projeto   |  30/08/2006   |  BR   |   .doc   |   13 páginas

A importância dos níveis hierárquicos na organização

 Administração e marketing   |  Administração   |  Estudo de caso   |  19/09/2007   |  BR   |   .ppt   |   12 páginas