Search icone
Permuta de Trabalhos Acadêmicos
Garantias
Leia mais sobre as nossas garantias.

Os meios de comunicação em massa

Informações sobre o autor

 
Nível
Avançado
Estudo seguido
administração
Faculdade
ucg

Informações do trabalho

Bruna C.
Data de Publicação
Idioma
português
Formato
Word
Tipo
artigo
Número de páginas
11 páginas
Nível
avançado
Consultado
537 vez(es)
Validado por
Comitê Facilitaja
0 Avaliaçao cliente
0
escrever um comentário
  1. O aparelho ideológico da comunicação
  2. Os meios de comunicação e o massacre da cultura
  3. Notícias: as belas mentiras
  4. Propaganda-publicidade "atenção para nossos comerciais"

"A comunicação faz a realidade. Assim uma coisa passa a existir no momento em que é comunicada".(GUARESCHI, Pedrinho Porto Alegre 2000).
Isso acontece muito, como a conversa entre os dois homens que o autor colocou no texto, falando sobre a Guerra no Iraque, na verdade a Guerra ainda não terminou mesmo, apesar do país do "ditador Sadan Hussein"2 estarem o primeiro sob intervenção e o segundo em poder dos americanos, a Guerra ainda continua lá ate hoje, pois ainda não tivemos notícias da retirada das tropas americanas e inglesas que invadiram o Iraque, mas como a TV parou com a chuva de notícias que colocava quando do auge da Guerra, até esquecemos que ainda há fortes batalhas dos iraquianos contra as forças americanas e inglesas, só que agora a TV coloca ao ar só a parte que interessa as forças norte-americanas, onde sempre diz que os iraquianos fazem ataques suicidas a eles, mas na verdade quem invadiu quem? E com que provas? Hoje todos vemos e podemos também ver que foram provas falsas, lançadas com imensa cobertura nos jornais e na televisão fazendo com que acreditássemos que realmente o Iraque tinha as tais armas de destruição em massa. Então na verdade o que o Presidente norte-americano fez foi levar sua feroz "estratégia de Marketing" como fez a campanha que o Brasil fez em 70, do Milagre Brasileiro e como a ITT fez durante 12 meses para todos esquecerem que haviam ajudado com dinheiro para derrubar o Presidente do Chile, levando a população a acreditar nessa realidade construída através da mídia. O que se via pelas ruas, como o autor mesmo fala, era a discussão sobre essa Guerra, pois foi um assunto que foi muito apresentado pelos meios de comunicação, isso faz com que vejamos o poder da mídia no nosso dia-a-dia, o que a TV e os Jornais noticiam são os assuntos em pauta nas conversa, agora se a notícia não é veiculada fica de fora das nossas conversas, é quase que esquecida, até que volte a ser manchete novamente.

[...] Delas se beneficiam os excluídos, os pequenos anunciantes das pequenas empresas, que dão empregos e precisam vender seus produtos em sua pequena aldeia de fregueses".1 Seriam uma saída hoje em dia para uma comunicação alternativa, se não fosse o fato de serem reprimidas e marginalizadas pelas grandes redes de televisão e rádio, que monopolizam e fazem pressão para o não funcionamento de tais rádios. "Para o Governo e as grandes emissoras elas são "piratas"; para os usuários, elas são "Rádios Comunitárias". [...]


[...] O que se via pelas ruas, como o autor mesmo fala, era a discussão sobre essa Guerra, pois foi um assunto que foi muito apresentado pelos meios de comunicação, isso faz com que vejamos o poder da mídia no nosso dia-a-dia, o que a TV e os Jornais noticiam são os assuntos em pauta nas conversa, agora se a notícia não é veiculada fica de fora das nossas conversas, é quase que esquecida, até que volte a ser manchete novamente Quem tem a comunicação tem o poder "Quem detém a comunicação constrói uma realidade de acordo com seus interesses, justamente para poder garantir o poder".GUARESCHI, Pedrinho Porto Alegre 2000 A comunicação no Brasil esta nas mãos de poucas pessoas realmente, essas pessoas fazem o que? [...]


[...] Na realidade, mais uma vez, os EUA transformaram especulações em instrumentos de poder, fazendo uso da mídia mundial para implementar o princípio de que "uma mentira repetida várias vezes se torna uma verdade".2 O pressuposto falso é justamente isso, a imprensa, por meio dos seus presidentes, ou de pessoas mais poderosas jogam notícias na mídia as notícias que lhe interessam, fazendo com que essa mentira seja repetida várias e várias vezes, tornando-as realidade, pra eles poderem justificar seus atos. Usam do fato de que tudo que é noticiado é a verdade, e de que as pessoas que assistam são ingênuas e acreditam em tudo o que se diz, sem ao menos desconfiar, simplesmente pelo fato de uma pessoa ser importante, não usam a sua crítica, de que mesmo pessoas assim podem mentir, ou ludibriar-nos para seus fins Instrumentos para descobrir as mentiras Para descobrirmos as mentiras existem alguns mecanismos, mas como nós hoje em dia acreditamos em tudo que os telejornais noticiam, acabamos perdendo esse senso crítico, o que mais vemos são os jornalistas dizendo que são imparciais em tudo, que somente lançam as notícias, mas cada pessoa tem seu ponto de vista sobre determinado assunto, cada um pode descrever uma passeata de diversas formas, como o próprio autor do texto nos mostra, nisso ele quis dizer que cada pessoa tem seu julgamento, já na televisão o jornalista enfoca aquilo que tem interesse para o seu telejornal, o que vai vender mais, o que vai dar mais ibope. [...]

Estes documentos podem interessar a você

Ética na televisão

 Sociedade   |  Assuntos sociais   |  Estudo   |  21/11/2006   |  BR   |   .doc   |   37 páginas

A história do jornalismo impresso: análise do jornal Agora

 Artes e mídia   |  Mídia   |  Estudo   |  07/10/2008   |  BR   |   .doc   |   6 páginas

Últimos trabalhos comunicação

Relações interpessoais: funcionamento e desenvolvimento do grupo

 Administração e marketing   |  Comunicação   |  Estudo   |  16/01/2010   |  BR   |   .ppt   |   25 páginas

Panorama do carnaval pernambucano

 Administração e marketing   |  Comunicação   |  Monografia   |  01/01/2010   |  BR   |   .doc   |   38 páginas