Search icone
Permuta de Trabalhos Acadêmicos
Garantias
Leia mais sobre as nossas garantias.

Balanço Patrimonial, Demonstração do Resultado do Exercício (DRE), Demonstração dos Lucros ou Prejuízos Acumulados (DLPA), Demonstração das Origens e Aplicações de Recursos (DOAR)

Informações sobre o autor

 
Nível
Avançado
Estudo seguido
administração
Faculdade
ucg

Informações do trabalho

Bruna C.
Data de Publicação
Idioma
português
Formato
Word
Tipo
artigo
Número de páginas
21 páginas
Nível
avançado
Consultado
7 vez(es)
Validado por
Comitê Facilitaja
1 Avaliaçao cliente
1
escrever um comentário
  1. Balanço patrimonial ( Lei 6404/76)
  2. Demonstração do resultado do exercício
  3. Demonstração dos lucros ou prejuízos acumulados (DLPA)
  4. Demonstração das origens e aplicações de recursos (DOAR)

As demonstrações tidas como obrigatórias no Brasil são: Balanço Patrimonial, Demonstração do Resultado do Exercício (DRE), Demonstração dos Lucros ou Prejuízos Acumulados (DLPA), Demonstração das Origens e Aplicações de Recursos (DOAR).Além de todas estas demonstrações supracitadas devemos ressaltar a importância e necessidade da elaboração das notas explicativas como forma de complemento das demonstrações contábeis. Este trabalho tem por objetivo enfatizar essas obrigatoriedades detalhadamente com objetivo de facilitar a identificação e o conhecimento contábeis das empresas. O Balanço Patrimonial é a apresentação dos saldos respectivos de todas as contas da contabilidade de uma companhia em uma determinada data, dispostos ou arrumados de uma forma relativamente padronizada, com a finalidade de permitir, a quem o analisa, uma visualização rápida da posição econômico-financeira dessa companhia naquela data.
Assim, temos a conceituação definida pelo Conselho Federal de Contabilidade.
"O balanço patrimonial é a demonstração contábil destinada a evidenciar, quantitativa e qualitativamente, numa determinada data, a posição patrimonial e financeira da Entidade".
A estrutura do Balanço Patrimonial é formada pelo Ativo, Passivo e Patrimônio Líquido.
O balanço patrimonial consiste na apresentação das contas classificadas por grupos, segundo os elementos do patrimônio que registrem, e agrupadas de modo a facilitar o conhecimento e a análise da situação financeira da companhia. No Brasil, a Lei nº 6.404 de 15 de dezembro de 1976 (Lei das Sociedades por Ações) padronizou o título de cada grupo do balanço

[...] Aplicações temporárias em ouro Aplicações em Títulos e Valores Mobiliários Imóveis destinados à Venda ESTOQUES Mercadorias para revenda Material de expediente Importações em Andamento de Bens Destinados à Venda Adiantamento a Fornecedores de Bens Destinados à Venda DESPESAS DO EXERCÍCIO SEGUINTE PAGAS ANTECIPADAMENTE Seguros a Vencer Juros a Apropriar Assinaturas e Anuidades a Apropriar ATIVO REALIZÁVEL A LONGO PRAZO CRÉDITOS E VALORES Bancos Contas Vinculadas Clientes Créditos com Coligadas e Controladas Transações não Operacionais Créditos Sócios, Acionistas ou Titular Adiantamentos a Terceiros Provisão para Devedores Duvidosos INVESTIMENTOS TEMPORÁRIOS A LONGO PRAZO Títulos a Valores Mobiliários Aplicações Temporárias em Incentivos Fiscais Empréstimos compulsórios DEPESAS ANTECIPADAS Seguros a Vencer a Longo Prazo ATIVO PERMANENTE INVESTIMENTOS Participações permanentes em outras sociedades Obras de Arte Terrenos e Imóveis para utilização futura Imóveis Destinados à Renda Provisão para Perdas Permanentes IMOBILIZADO Terrenos Instalações Máquinas e Equipamentos Móveis e Utensílios Veículos Construções em Andamento Importações em Andamento de Bens do Imobilizado Adiantamento para Inversões Fixas Direitos de Uso de Telefones Marcas e Patentes Industriais Florestamento e Reflorestamento Direitos sobre Recursos Naturais Depreciação Acumulada Amortização Acumulada Exaustão Acumulada DIFERIDO Despesas de Implantação e Pré-Operacionais Despesas de Modernização Pesquisa e Desenvolvimento de Produtos Amortização Acumulada PASSIVO CIRCULANTE Salários a Pagar Fornecedores Encargos Sociais a Pagar Empréstimos a Pagar Impostos e Taxas a Recolher Adiantamentos Recebidos Participações e Gratificações a Pagar EXIGÍVEL A LONGO PRAZO Empréstimos e Financiamentos Debêntures a Resgatar Imposto de Renda Diferido Provisão para Riscos Fiscais e outros Passivos Contingentes RESULTADO DE EXERCÍCIOS FUTUROS Receita de Exercícios Futuros Custos e Despesas correspondentes às Receitas PATRIMÔNIO LÍQUIDO Capital Social Capital Subscrito Capital a Integralizar Reservas de Capital Reserva de Reavaliação Reservas de Lucros Lucros (ou Prejuízos) Acumulados Ações em Tesouraria CUSTOS E DESPESAS DO EXERCÍCIO CUSTOS DO EXERCÍCIO Custo das Mercadorias Vendidas DESPESAS DO EXERCÍCIO DESPESAS ADMINISTRATIVAS Honorários da Diretoria Gratificações à Diretoria Honorários diversos Contribuições INSS Materiais de Expediente Consumidos Seguros Despesas de viagens Contribuições e doações Assinaturas de jornais e revistas Depreciações Amortizações DESPESAS COM PESSOAL Ordenados e férias 13 salário Gratificação a empregados Contribuições INSS Contribuições FGTS Indenizações Refeitório Vale Transporte DESPESAS COM VENDAS Comissões vendas Fretes vendas Contribuições INSS Despachos Propaganda DESPESAS TRIBUTÁRIAS Imposto operações financeiras IR aplicações financeiras Contribuição Social lucros PIS Receita Operacional I.P.V.A. [...]


[...] FULANA DE TAL DEMONSTRAÇÃO DE LUCROS ACUMULADOS Exercício findo em SALDO EM 11 DE DEZEMBRO DE AJUSTES DE EXERCÍCIOS ANTERIORES Efeitos da mudança de critérios contábeis ( 2.800 ) Retificação de erro de exercícios anteriores ( 1.000 ) PARCELA DE LUCROS INCORPORADA AO CAPITAL ( 8.000 ) CORREÇÃO MONETÁRIA 2.117 REVERSÕES DE RESERVAS de Contingências 1.100 de Lucros a Realizar 1.200 LUCRO LÍQUIDO DO EXERCÍCIO 19.689 PROPOSTA DA ADMINISTRAÇÃO DE DESTINAÇÃO DO LUCRO Transferências para Reservas Reserva Legal (984) Reserva Estatutária ( 2.405 ) Reserva de Lucros a Realizar ( 1.077 ) Reserva de Lucros para Expansão ( 6.000 ) Dividendos a distribuir 0,06 por ação) ( 7.920 ) SALDO EM 11 DE DEZEMBRO DE 19X 5 DEMONSTRAÇÃO DAS ORIGENS E APLICAÇÕES DE RECURSOS (DOAR) Essa demonstração tem por objetivo evidenciar informações de operações de financiamentos e investimento da empresa durante o exercício, além de evidenciar também as alterações na posição financeira da empresa. [...]


[...] A Demonstração do Resultado do Exercício é, tão somente, a estruturação, ordenaçãoda movimentação desta conta que transitoriamente recebe todas as receitas custos/despesas OBJETIVO O objetivo da DRE é fornecer aos usuários das demonstrações financeiras da empresa os dados básicos e essenciais da formação do resultado do exercício (lucro ou prejuízo) OBRIGATORIEDADE É uma demonstração obrigatória, conforme determina o art da Lei n.º 6.404 / CONTEÚDO A Lei atual define o conteúdo da Demonstração do Resultado do Exercício, que deverá ser apresentado na forma dedutiva, com os detalhes necessários das receitas, despesas, ganhos e perdas e definindo claramente o lucro ou prejuízo líquido do exercício, e por ação, sem confundir-se com a conta de Lucros Acumulados, onde é feita a distribuição ou alocação do resultado O art da Lei das S.ª determina que na sua estrutura deve ser da seguinte maneira: Receita Bruta de Vendas de Produtos e Serviços, nada mais é do que o faturamento bruto da entidade. [...]

Estes documentos podem interessar a você

Princípios contabéis e normas brasileiras de contabilidade

 Administração e marketing   |  Contabilidade   |  Monografia   |  03/09/2006   |  BR   |   .doc   |   30 páginas

mais Pontuados contabilidade

Empresas de Serviços Contábeis: Estrutura e Funcionamento

 Administração e marketing   |  Contabilidade   |  Estudo   |  24/03/2011   |  BR   |   .doc   |   59 páginas