Search icone
Permuta de Trabalhos Acadêmicos
Garantias
Leia mais sobre as nossas garantias.

Balanços fraudulentos

Informações sobre o autor

 
Nível
Para todos
Estudo seguido
administração
Faculdade
FACECA/FADIVA

Informações do trabalho

José Antônio P.
Data de Publicação
Idioma
português
Formato
Word
Tipo
estudo
Número de páginas
10 páginas
Nível
Para todos
Consultado
344 vez(es)
Validado por
Comitê Facilitaja
0 Avaliaçao cliente
0
escrever um comentário
  1. Introdução
  2. Balanço fraudulento
  3. Conclusão

Encontramos, nos mais variados tipos de organizações, códigos de ética. Mesmo empresas com fins lucrativos criaram e criam suas normas de conduta, além das associações, clubes e profissionais. São estes códigos depositários das aspirações de comportamento esperado de seus membros. Com certeza, através da maneira de agir das pessoas abrangidas por este ou aquele código, têm-se também, como distinguirem-se, estas pessoas, de quem são seus pares ou não.
Especificamente, no que se refere ao âmago do presente trabalho, é editado em 04 de setembro de 1970, através da Resolução CFC no 290, o Código de Ética Profissional do Contabilista (posteriormente atualizada pela Resolução CFC no 803, de 10 de outubro de 1996). Sem dúvida um grande avanço para a profissão que, naquele momento, já estava consolidada e carecia de normatização própria.
Um código de ética é muito mais do que uma simples reunião de direitos, deveres, limitações e punições. É o verdadeiro norteador, que deve reger toda a conduta dos elementos envolvidos por ele.

[...] Mas, se todos os profissionais agissem conforme a ética, estes que detêm o poder econômico, não conseguiriam forçá-los a agirem de modo contrário, pois não encontrariam quem o fizesse. Quem não se lembra dos escândalos de Demonstrações Contábeis ?falsas e forjadas? de bancos em vias de falência, justamente elaboradas para encobrir este fato dos acionistas e da sociedade? E o que é pior, demonstrações estas, auditadas por grandes empresas de auditoria, que não receberam nenhuma alusão a possíveis indícios de fraudes. [...]


[...] ] os recursos utilizados agora no truque financeiro de Jean-Marie Messier são provenientes de uma complexa operação de venda da participação da Vivendi na companhia de TV a cabo britânica BSKyB. A venda desta empresa era a condição dada pela Comissão Européia para aprovar a fusão da Vivendi, Canal Plus e Seagram. O que o grupo francês não podia fazer, segundo as leis locais, era agregar o valor recebido pela venda da BSkyB no balanço de 2001. O valor das ações da companhia caiu 39%. [...]


[...] É a herança da sede expansionista de Messier. Um outro escândalo financeiro conhecido como Caso Parmalat reacendeu um polêmico debate: a necessidade de as empresas de responsabilidade limitada divulgarem regularmente os seus balanços. A Parmalat já foi líder no mercado de laticínios no Brasil, mas após a descoberta de uma dívida da matriz italiana que hoje é de 14,3 bilhões de euros, escondida por balanços fraudulentos, os negócios da marca no Brasil começaram a entrar em declínio. Sem crédito para capital de giro, a subsidiária brasileira começou a atrasar os pagamentos ainda no final ano passado e em janeiro pediu concordata. [...]

mais Pontuados contabilidade

Empresas de Serviços Contábeis: Estrutura e Funcionamento

 Administração e marketing   |  Contabilidade   |  Estudo   |  24/03/2011   |  BR   |   .doc   |   59 páginas

Últimos trabalhos contabilidade

Empresas de Serviços Contábeis: Estrutura e Funcionamento

 Administração e marketing   |  Contabilidade   |  Estudo   |  24/03/2011   |  BR   |   .doc   |   59 páginas

Consultoria contábil : uma nova perspectiva da profissão contábil

 Administração e marketing   |  Contabilidade   |  Estudo   |  26/12/2009   |  BR   |   .doc   |   18 páginas