Search icone
Permuta de Trabalhos Acadêmicos
Garantias
Leia mais sobre as nossas garantias.

Comércio e marketing eletrônico

Informações sobre o autor

 
Nível
Avançado
Estudo seguido
administração
Faculdade
ucg

Informações do trabalho

Bruna C.
Data de Publicação
Idioma
português
Formato
Word
Tipo
monografia
Número de páginas
22 páginas
Nível
avançado
Consultado
8 vez(es)
Validado por
Comitê Facilitaja
1 Avaliaçao cliente
4
escrever um comentário
  1. As origens do comércio eletrônico
  2. As vantagens empresariais do e-commerce
  3. Os riscos e desvantagens do e-commerce
  4. Brasil é lider em e-commerce na américa latina
  5. Introdução ao marketing eletrônico
  6. A revolução do marketing eletrônico
  7. Como promover seu produto ou empresa na internet
  8. O novo ciclo do marketing

Até a pouco, gastávamos horas preciosas da semana no supermercado do bairro ou andando por livrarias à procura de um livro especializado ou, ainda, esperando na fila do Banco para pagar algumas contas. Hoje podemos fazer as compras pela Internet e recebê-las em casa, em curto espaço de tempo e a um custo reduzido. Cenas como estas estão se repetindo em todo mundo, e a cada minuto. Hoje, observamos uma nova e abrangente revolução que está transformando nossas vidas, assim como conceitos e velhos hábitos. É a revolução provocada pela economia digital, um movimento mundial que assusta e apaixona, gera descrédito e arrebata, atrai volumosos investimentos e introduz dados novos num cenário econômico, político e social cada vez mais globalizado, algo infinitamente mais complexo e impactante do que possa parecer a quem simplesmente compra livros ou alimentos pela Internet.
Uma revolução silenciosa que está mudando a forma pela qual faremos negócios no século XXI. Em outras palavras, essa revolução, embora positiva, assusta pela rapidez com que as transformações vêm se sucedendo no dia a dia, considerando-se os micro-computadores que vão deixando de ser tema de especialistas para participar da vida diária das pessoas comuns, alterando-lhes o seu modo de vida e a forma de fazer negócio.
Para a Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (FIESP), por sua vez, o E-COMMERCE deve faturar espantosos US$ 3,2 bilhões em 2003.
Acreditamos que, quem ficar para trás nesta transformação global verá seu negócio ou emprego desaparecer, naufragando nas ondas da economia digital. Muitos são os empresários e executivos, inteligentes, competentes e bem preparados em suas áreas, que não conhecem os conceitos básicos da economia digital e não conseguem enxergar como beneficiar a si próprio ou a sua empresa em termos bastante curtos.

[...] Jan-Fev- 2000 Revista INFO EXAME MAIO /01 ANEXO Os 10 maiores mitos do marketing na Internet Por Linda Cox O olhar que a mídia lançou sobre a Internet ajudou a construir uma série de mitos a respeito da rede mundial. Para ilustrar alguns destes mitos, vamos examinar a Internet usando a metáfora da superestrada da informação analogia que era bastante popular no início da rede. Vamos pensar no seu negócio na Internet como uma barraca de cachorro quente no meio de uma estrada, próxima a outros milhões de negócios como lojas, shopping, cafés, restaurantes claro, outras barracas de cachorro quente. [...]


[...] Foi a grande alavanca para o surgimento do E-COMMERCE e de uma corrida desenfreada pelo marketing eletrônico. Hoje, sempre que fazemos alguma compra e pagamos com cartão de crédito, estamos fazendo comércio eletrônico. Ao aceitar um pedido por fax ou encomenda de uma mercadoria, fazemos comércio eletrônico, toda vez que retiramos dinheiro no caixa automático, mais uma vez estamos fazendo comércio eletrônico. Portanto, pensamos que o comércio eletrônico apenas está utilizando os recursos tecnológicos para realizar operações tradicionais de compra e venda de uma forma mais rápida do que seria possível sem a utilização destes recursos. [...]


[...] As firmas compreenderam o poder da Internet e começam a usufruir dessa fonte de riquezas A REVOLUÇÃO DO MARKETING ELETRÔNICO Desde o começo da Revolução Industrial, já se sonhava em criar um sistema de comércio eletrônico eficiente, que pudesse ligar diretamente as empresas seus produtos) diretamente aos consumidores. O surgimento da rede mundial, a Internet, veio a impulsionar ainda mais este sonho, porém, apenas uma pequena parte da população mundial possuía recursos para ter um micro-computador em casa, ou, pior ainda, ter acesso à Internet. [...]

Estes documentos podem interessar a você

Comércio eletrônico: competitividade mercadológica

 Administração e marketing   |  Administração   |  Estudo   |  08/09/2006   |  BR   |   .doc   |   4 páginas

O marketing na internet para supermercadistas

 Sociedade   |  Educação   |  Estudo   |  08/07/2007   |  BR   |   .doc   |   12 páginas

Mais Vendidos marketing

Projeto integrado multidisciplinar - Cosmos Cosméticos S/A

 Administração e marketing   |  Marketing   |  Estudo de caso   |  15/12/2008   |  BR   |   .doc   |   24 páginas

Os desafios da produção na atualidade

 Administração e marketing   |  Marketing   |  Estudo   |  15/02/2007   |  BR   |   .doc   |   5 páginas