Search icone
Permuta de Trabalhos Acadêmicos
Garantias
Leia mais sobre as nossas garantias.

Comportamento organizacional

Informações sobre o autor

 
Nível
Avançado
Estudo seguido
administração
Faculdade
ucg

Informações do trabalho

Bruna C.
Data de Publicação
Idioma
português
Formato
Word
Tipo
estudo
Número de páginas
31 páginas
Nível
avançado
Consultado
7 vez(es)
Validado por
Comitê Facilitaja
0 Avaliaçao cliente
0
escrever um comentário
  1. Segmentação dos comportamentos organizacionais
  2. Conceito de liderança
  3. O poder nas organizações
  4. Lidando com conflitos: gestão administrativa de conflitos
  5. Qualidade de vida no trabalho
  6. Cultura organizacional
  7. Sistema de ação cultural brasileiro

Comportamento Organizacional (CO) é um campo de estudo voltado a prever, explicar, compreender e modificar o comportamento humano no contexto das empresas. A partir desse contexto, encontram-se três considerações importantes:o comportamento organizacional enfoca comportamentos observáveis, tais como conversar com colegas de trabalho; utilizar equipamentos ou preparar um relatório; o comportamento organizacional estuda o comportamento das pessoas tanto como indivíduos quanto como membros de unidades sociais maiores; o comportamento organizacional também analisa o "comportamento" dessas unidades sociais maiores ? grupos e organizações ? pôr si.
O comportamento organizacional definido nesses termos tem suas origens no final dos anos 1940, quando os pesquisadores das áreas de psicologia, sociologia, ciência política, economia e de outras ciências sociais procuravam desenvolver uma estrutura unificada de pesquisas organizacionais.
Atualmente, encontra-se dividido em três áreas bem distintas, cada uma com suas próprias bases nas ciências sociais: o comportamento microorganizacional, que deriva da psicologia e da pesquisa comportamental; o comportamento mesoorganizacional, originado da psicologia social e da sociologia interacionista; e o comportamento macroorganizacional, derivado da economia, da sociologia estrutural, da antropologia cultural e da ciência política.
Hoje em dia o espírito de Liderança é muito valorizado, tanto no âmbito profissional como no pessoal, ser Líder não é ser o "chefe" ou o "gerente", é muito diferente disto. Os Líderes autênticos são pessoas que já absorveram a verdade fundamental da existência: que não é possível fugir das contradições inerentes à vida. A mente de Liderança é ampla. Ela tem espaço para as ambigüidades do mundo, para sentimentos conflitantes e idéias contraditórias
O comportamento de Liderança envolve funções como planejar, dar informações, avaliar, arbitrar, controlar, recompensar, estimular, punir etc., deve ajudar o grupo a satisfazer suas necessidades.
Tannenbaum, Weschler e Massarik definiriram: "Liderança é a influência interpessoal exercida numa situação e dirigida através do processo de comunição humana à consecução de um ou de diversos objetivos específicos". A Liderança é encarada como um fenômeno social, pois ocorre exclusivamente em grupos sociais, ou seja, envolve relações pessoais e estruturas sociais.
Um líder inato pode ser facilmente reconhecido perante o grupo, pois sua capacidade de coordenar, direcionar, conduzir o grupo à atingir seus objetivos ficam evidentes e o tornam uma espécie de guia representativo do grupo.

[...] É exercido por meio de ameaças em troca do comportamento desejado. Poder Manipulativo: baseia-se no controle de recursos materiais e recompensas. É exercido por meio da troca de algum tipo de recompensa pelo comportamento esperado. Poder Normativo: baseia-se no controle e manipulação de recompensas simbólicas. Está associado ao controle moral e ético dos integrantes da organização, que são regidos por motivos, como convicção, fé, crença ou ideologia -BASES DO PODER Conforme já vimos, o poder decorre do nível que uma pessoa ocupa na hierarquia de uma organização, de suas características pessoais e de muitos outros fatores que relacionaremos agora: Poder de Coerção: este poder baseia-se no temor. [...]


[...] Forças nas negociações: que podem partir de alguns membros levando a cargo a série de estruturas descritas acima ou ao nível de leis e normas, que deveriam ser utilizadas como reguladoras e mediadoras, porém se construídas de forma monopartidárias perdem a sua eficácia tornando-se forças afins do conflito - ANALISE ESTRUTUARL DO CONFLITO Tendo obtido agora a estrutura do conflito, podemos analisar a forma intrínseca como estes fatores funcionam em um contexto organizacional - SEGUNDO NÍVEL: A ANÁLISE DINÂMICA DO CONFLITO Como o próprio nome diz, a dinâmica, ou seja, como que se interagem os fatores descritos no modelo acima em relação ao meio. [...]


[...] Esse comportamento de arrogância do patrão e de submissão dos funcionários tem passado de pai para filho. Se você, leitor, quer comprovar esse fato, observe como o pessoal mais jovem se dirige a um chefe. Essa incompatibilidade tem diminuído, mas a passos lentos. De qualquer forma, ainda é um fator inibidor para o estabelecimento de uma cultura empresarial sadia. Terceiro, a comunicação precária. A grande vilã do cenário empresarial. Pesquisas revelam que 90% dos problemas de uma empresa brasileira são provocados por falhas na comunicação. [...]

Estes documentos podem interessar a você

Estágio Supervisionado na área organizacional e do trabalho II

 Psicologia e letras   |  Psicologia   |  Estudo   |  22/03/2007   |  BR   |   .doc   |   14 páginas

Comportamento organizacional: diferenças individuais

 Administração e marketing   |  Administração   |  Estudo   |  10/02/2010   |  BR   |   .doc   |   11 páginas

Últimos trabalhos recursos humanos

Administração de cargos : análise de cargos em um ambiente em mudança

 Administração e marketing   |  Recursos humanos   |  Estudo   |  30/01/2010   |  BR   |   .ppt   |   28 páginas

Relações interpessoais na formação de times de trabalho

 Administração e marketing   |  Recursos humanos   |  Estudo   |  03/01/2010   |  BR   |   .ppt   |   30 páginas