Search icone
Permuta de Trabalhos Acadêmicos
Garantias
Leia mais sobre as nossas garantias.

Planejamento urbano X patrimônio cultural

Informações sobre o autor

 
Nível
Para todos
Estudo seguido
outros
Faculdade
CASTELO BRANCO

Informações do trabalho

Armênio C.
Data de Publicação
Idioma
português
Formato
Word
Tipo
estudo
Número de páginas
46 páginas
Nível
Para todos
Consultado
2 vez(es)
Validado por
Comitê Facilitaja
0 Avaliaçao cliente
0
escrever um comentário
  1. Introdução
  2. Restauração e Preservação
  3. Planos de preservação
    1. Programa de Reabilitação Urbana de Sítios Históricos - URBIS
    2. Plano de Preservação de Sítios Históricos - PPSH
    3. Programa Monumenta
  4. A preservação urbana
    1. Políticas Públicas na Questão da Preservação
    2. A Reabilitação Urbana dos Sítios Históricos como Política de Preservação Urbana
    3. Pressupostos da Reabilitação Urbana de Sítios Históricos no Brasil
  5. O município de Congonhas
    1. Aleijadinho e sua Importância para Congonhas
    2. O Santuário de Bom Jesus de Matosinhos
    3. Os Passos da Paixão
    4. Outros Monumentos
  6. A descaracterização do patrimônio cultural ocasionada pela expansão urbana da cidade de Congonhas
    1. O Crescimento Aleatório da Cidade de Congonhas e a Falta de Fiscalização
  7. A questão do planejamento urbano na cidade de Congonhas
    1. A Necessidade de Planejar para Preservar
    2. Orientações Básicas Acerca do Planejamento Urbano Integrado ao Processo de Preservação do Patrimônio
    3. Considerações Sobre o Processo de Planejamento e Preservação Cultural Urbana de Congonhas
    4. Pressupostos Sobre as Diretrizes Para a Ocupação e Uso do Solo no Núcleo Histórico Urbano de Congonhas e a Descompressão da Área Central
    5. Considerações Sobre o Sistema Viário e Trânsito
    6. Requalificação da Área Central de Congonhas
    7. O Programa Monumenta em Congonhas
    8. A Preservação do Patrimônio Cultural dos Distritos, Incorporando-os ao Processo de Desenvolvimento Global do Município
    9. Patrimônio Imaterial
    10. Educação Patrimonial
  8. Conclusão
  9. Referências Bibliográficas

O Patrimônio é o legado que deve ser respeitado para ser mantido às futuras gerações. É inseparável da comunidade que o criou e do seu contexto natural devendo ser preservados em toda a sua diversidade, sua originalidade e sua riqueza. Sem os monumentos, sem as cidades históricas, sem os sítios marcados pela espiritualidade, sem artesanatos, sem a música local, sem a originalidade gastronômica seria mais difícil o desenvolvimento da economia e conseqüentemente, o desenvolvimento urbano.
Para desenvolver é preciso planejar, e estas ações se tornam necessárias à medida em que as cidades se expandem, principalmente às que guardam valioso patrimônio de interesse histórico e que se encontram em sua maioria fragmentadas de suas funções urbanas, sociais, econômicas e culturais. Estas ações devem ser conduzidas pelo poder público, em parceria com a população e com os diferentes agentes públicos e privados que atuam e interferem no espaço da cidade.

[...] A integração de técnicos e população no processo de planejamento urbano permite o desencadeamento de um processo mais social de tomada de decisões, posto que, as pessoas que habitam em determinado espaço e se relacionam dentro dele, são as mais preparadas para explicar o seu ambiente sócio-político e econômico PLANOS DE PRESERVAÇÃO As áreas urbanas de valores histórico-culturais estão sendo objeto de atenção por parte dos agentes governamentais que através de suas experiências urbanísticas mais recentes, acreditam na necessidade de adotar políticas e estratégias de preservação que definem soluções nos níveis e padrões de intervenções, criando modelos e diretrizes para enfrentar o problema da preservação sustentável do patrimônio cultural urbano. [...]


[...] (METATURISMO, 2005) 6 A DESCARACTERIZAÇÃO DO PATRIMÔNIO CULTURAL OCASIONADA PELA EXPANSÃO URBANA DA CIDADE DE CONGONHAS Sobre a ocupação e expansão urbana de Congonhas, consta-se da extração do texto do Plano Diretor de Desenvolvimento Municipal (IDM/2004), a seguinte palestra[3]: verdade, vamos fazer uma leitura da cidade enquanto estrutura física e estrutura orgânica, em termos do parcelamento e ocupação do solo, circulação de veículos e pessoas, localização e funcionamento de atividades urbanas que geram impactos sobre o meio ambiente e sobre o patrimônio histórico. [...]


[...] focalização e a territorialização das políticas públicas no tratamento do binômio território e cultura é uma necessidade e no que se refere às questões do patrimônio cultural é uma meta a ser atingida, enquanto vetor para a transformação do quadro urbano atual nas áreas centrais da cidade, notadamente naquelas áreas protegidas em função de seu valor histórico cultural?. (BRITO p. 02) 4.2 A Reabilitação Urbana dos Sítios Históricos como Política de Preservação Urbana A reabilitação urbana como política de preservação expressa e conjuga ações estratégicas de gestão urbana que visa a requalificação de áreas degradadas mediante a várias intervenções que valorizam os potenciais sócio- econômicos, culturais e funcionais, assegurando melhor condição de vida para os moradores dessas áreas. [...]

Mais Vendidos arquitetura

Arquitetura e o espaço social

 Artes e mídia   |  Arquitetura   |  Estudo dirigido   |  30/04/2008   |  BR   |   .doc   |   9 páginas

Últimos trabalhos arquitetura

Projeto arquitetônico de uma academia de tênis

 Artes e mídia   |  Arquitetura   |  Estudo   |  28/10/2008   |  BR   |   .pdf   |   37 páginas

Conceito de "paisagem" através dos tempos

 Artes e mídia   |  Arquitetura   |  Estudo dirigido   |  01/06/2008   |  BR   |   .doc   |   7 páginas