Search icone
Permuta de Trabalhos Acadêmicos
Garantias
Leia mais sobre as nossas garantias.

O espaço rural no cinema brasileiro

Informações sobre o autor

 
Nível
Para todos
Estudo seguido
outros
Faculdade
PUC-Rio

Informações do trabalho

Angelita V.
Data de Publicação
Idioma
português
Formato
Word
Tipo
estudo
Número de páginas
4 páginas
Nível
Para todos
Consultado
1 vez(es)
Validado por
Comitê Facilitaja
0 Avaliaçao cliente
0
escrever um comentário
  1. O espaço rural no cinema brasileiro

Os filmes ?O Quatrilho?, ?Abril Despedaçado? e ?A Ostra e o Vento?, serão analisados dentro das características rurais, ou seja, a narrativa possui aspectos sociais e demonstram elementos reais. As histórias são passadas no espaço rural, lugares pequenos, onde os personagens demonstram seus desejos e tradições culturais, tendo também as contradições em relação aos personagens que rompem com as regras sociais, morais e religiosas: coisas que a sociedade impõe, mas que alguns indivíduos acabam deixando de lado a submissão existente perante a tradição.
O ponto inicial a ser analisado será a luta do indivíduo contra as regras e valores estabelecidos no meio social, aonde ele vai perdendo a liberdade. Nos três filmes veremos os ?choques? culturais, de acordo com o que cada personagem deseja, como a ideologia que cada um carrega dentro de si: uns presos ao ?Estado regulador?, onde preservam os costumes, ficam somente naquele espaço, sem desafiar a vida e resguardando seus instintos. Outros podemos chamar de desafiadores, não tem receio em mudar e lutar pela liberdade, por isso esses são mais sonhadores, agem com o sentimento, mesmo que saibam que a vida seja cheia de dúvidas e incertezas, sentimentos que eles próprios possuem.

[...] Não sendo um filme histórico, ele introduz para o cinema uma obra literária, o que permite ao espectador olhar a história que está sendo passada como uma forma de representação social. Isso nos permite a compreensão de um determinado tempo, através do campo imaginário, momento em que o autor tem liberdade para criar os diálogos, personagens e o texto, mas sem deixar de ter a aproximação do real. A contextualização histórica é temporal, podendo ser observada através das fotografias do filme, que são colocadas enfatizando o período e o ambiente em que se passa a história, tendo o espectador uma leitura da realidade. [...]


[...] O filme também é mostrado uma ficção, com características baseadas no Cinema Novo, o que nos dá a percepção de estar vendo a realidade no universo rural. Esse universo nos apresenta os conflitos ideológicos entre os personagens, cuja família preserva a tradição da honra pela terra em que vive, o que nos mostra a idéia do Tempo Mítico da narrativa, em que, os acontecimentos de vingança de morte de alguns familiares são repetidos, ou seja, nunca acaba, sendo assim uma continuidade dentro do universo rural. [...]

Estes documentos podem interessar a você

Cultura e ensino - o lugar do folclore na educação

 Sociedade   |  Educação   |  Dissertação   |  16/09/2009   |  BR   |   .doc   |   27 páginas

Últimos trabalhos cinema

A abordagem do nazismo no filme " A arquitetura da destruição"

 Artes e mídia   |  Cinema   |  Artigo   |  09/04/2008   |  BR   |   .doc   |   9 páginas

Direção de arte

 Artes e mídia   |  Cinema   |  Estudo   |  26/01/2008   |  BR   |   .doc   |   7 páginas