Search icone
Permuta de Trabalhos Acadêmicos
Garantias
Leia mais sobre as nossas garantias.

Desertificação

Informações sobre o autor

Professor ensino Fundamental - Insetos vetores -...
Nível
Especializado
Estudo seguido
Ciências...

Informações do trabalho

RAQUEL F.
Data de Publicação
Idioma
português
Formato
Word
Tipo
estudo
Número de páginas
12 páginas
Nível
Especializado
Consultado
182 vez(es)
Validado por
Comitê Facilitaja
0 Avaliaçao cliente
0
escrever um comentário
  1. Introdução
  2. Histórico
  3. A desertificação no mundo
  4. Causas da desertificação
  5. Conseqüencias da desertificação
  6. A desertificação no Brasil
    1. Caracterização dos Núcleos de Desertificação do Nordeste
  7. Conclusão
  8. Referências

A palavra desertificação vem induzindo a alguns erros de interpretação. Para muitos significa que os desertos do mundo estão crescendo, cobrindo superfícies cada vez maiores de terras férteis. Realmente os limites dos desertos podem se expandir ou retrair ciclicamente em função das flutuações do clima, mas não é esse o caso; na verdade, o processo de desertificação é mais cruel, envolvendo áreas muitas vezes distantes do deserto mais próximo. São áreas isoladas, às vezes pequenas, onde os solos ficam empobrecidos e com a capacidade de regeneração comprometida, em função de práticas inadequadas de cultivo (CAVALCANTI; MORGADO, 1999).
Conforme a Convenção das Nações Unidas de Combate à Desertificação, que já foi assinada por mais de 100 países, já está em vigor desde 26 de dezembro de 1996, a desertificação foi definida como sendo a degradação da terra (se entende a degradação dos solos, dos recursos hídricos, da vegetação e a redução da qualidade de vida das populações afetadas) nas zonas áridas, semi-áridas e sub-úmidas secas resultantes de fatores diversos tais como as variações climáticas e as atividades humanas.

[...] As perdas econômicas anuais devido à desertificação giram em torno de 1 bilhão de dólares e o custo de recuperação das terras em todo o mundo chega a 2 bilhões de dólares por ano. Além disso, a grande maioria dos países afetados são países em desenvolvimento, sendo que o fenômeno ocorre também em 18 países "desenvolvidos". Além desses países diretamente afetados, outros são afetados indiretamente através dos processos de migração, provocados pelas situações de miséria. O desmatamento desenfreado e as práticas erradas de uso do solo fazem com que a cada minuto hectares de terra virem deserto no mundo. [...]


[...] No Brasil as áreas susceptíveis estão localizadas na região Nordeste e no Norte de Minas Gerais. O mapa da susceptibilidade do Brasil, elaborado pelo MMA a partir de trabalho realizado pelo Centro de Sensoriamento Remoto do IBAMA, determinou três categorias de susceptibilidade: Alta, Muito Alta e Moderada. As duas primeiras referem-se respectivamente às áreas áridas e semi-áridas definidas pelo índice de aridez. A terceira é resultado da diferença entre a área do Polígono das Secas e as demais categorias. Assim, de um total de km2 de áreas susceptíveis km2 são de susceptibilidade Muito Alta km2 são de susceptibilidade Alta e 358,037,40 km2 são moderadamente susceptíveis. [...]


[...] Na Ásia, com sua alta densidade populacional, se calcula em quase 1,5 milhão o número de hectares em que já não se pode cultivar, devido à desertificação. Os especialistas salientam também que nas áreas suscetíveis à desertificação e à seca em todo o mundo coincidem do ponto de vista sócio- econômico com os maiores bolsões de pobreza nos países do Terceiro Mundo, fazendo parte da baixa produtividade agrícola e da má qualidade de vida resultantes, um quadro dramático. Esse processo vem colocando fora de produção anualmente cerca de seis milhões de hectares (60 mil km2), devido ao pastoreio incorreto, salinização dos solos por irrigação e processo indevidos de uso intensivo e manejo inadequado da água disponível CAUSAS DA DESERTIFICAÇÃO A desertificação é a degradação das terras secas. [...]

Estes documentos podem interessar a você

A preservação do meio ambiente

 Sociedade   |  Ecologia & meio ambiente   |  Monografia   |  06/07/2007   |  BR   |   .doc   |   14 páginas

Meio ambiente, resíduos sólidos, reciclagem - O direito ambiental

 Sociedade   |  Ecologia & meio ambiente   |  Estudo   |  13/08/2008   |  BR   |   .doc   |   26 páginas

Mais Vendidos biologia

Sistema cardiovascular

 Biologia e medicina   |  Biologia   |  Estudo   |  01/09/2006   |  BR   |   .doc   |   14 páginas