Search icone
Permuta de Trabalhos Acadêmicos
Garantias
Leia mais sobre as nossas garantias.

Sistematização da assistência de enfermagem no pré-natal

Informações sobre o autor

A
Nível
Especializado
Estudo seguido
A

Informações do trabalho

Sandra F.
Data de Publicação
Idioma
português
Formato
pdf
Tipo
dissertação
Número de páginas
39 páginas
Nível
Especializado
Consultado
2 vez(es)
Validado por
Comitê Facilitaja
0 Avaliaçao cliente
0
escrever um comentário
  1. Adaptações do organismo materno à gestação
  2. Adaptações do aparelho reprodutor feminino
    1. Útero
    2. Alterações de tamanho, forma e posição
    3. Alterações da contratilidade
    4. Circulação uteroplacentária
    5. Sinal de Holzapfel
    6. Sinal de Hegar
    7. Sinal de Piskacek ou Braum-Fernwald
    8. Sinal de Goodel
    9. Sinal de Mac Donald
    10. Sinal de Nobile-Budin
    11. Ovários e Trompas de Falópio
    12. Vagina e períneo
  3. Sistema cardiovascular
    1. Coração
    2. Volume sanguineo
    3. Pressão arterial
    4. Pressão venosa
    5. Hipotensão ortostática
    6. Síndrome da hipotensão supina
    7. Débito cardíaco
    8. Metabolismo do Ferro
    9. Anemia Ferropriva em gestantes
  4. Sistema respiratório
    1. Alterações anatômicas
  5. Sistema urinário
    1. Alterações morfológicas
    2. Alterações funcionais
  6. Sistema gastrointestinal
  7. Sistema endócrino
    1. Hormônios da gravidez
    2. Gonadotrofina coriónica humana (hCG)
    3. Progesterona
    4. Estrogênios
    5. Prolactina
    6. Relaxina
    7. Outras alterações hormonais da gravidez
    8. Alterações metabólicas
    9. Aumento ponderal
    10. Metabolismo da água
    11. Metabolismo glicídico
  8. Sistema tegumentar
  9. Sistema musculo - esquelético
  10. Queixas mais frequentes na gestação
  11. Diagnósticos de enfermagem
    1. A Taxionomia II da NANDA (2008) possui
    2. Comportamento de busca de saúde
    3. Dor aguda
    4. Conhecimento deficiente sobre a importância do pré-natal
    5. Risco de constipação
    6. Mucosa oral prejudicada

A gravidez gera uma série de alterações anatômicas, fisiológicas e bioquímicas no organismo materno, que resultam em sinais e sintomas próprios. Alguns despertam apenas curiosidade, outros podem causar sintomas desagradáveis. Cabe ao pré-natalista dar orientações, encaminhamentos, apoiando-a e tranqüilizando-a quando necessário, para que a gravidez transcorra de maneira agradável. Adaptações do organismo materno à gestação. "O período da gestação é uma fase em que a mulher não só aprende sobre si mesma, mas também vivencia ansiedade, desamparo e expectativa, pois, nessa ocasião, ela passa por um período de adaptação física e psicológica a uma situação que altera profundamente todo o seu esquema corporal" (VIÇOSA, 1993). Com a nidificação do ovo é preciso que o organismo da grávida se altere, adaptando-se para permitir sua vivência e nutrição adequadas. Modificações locais, imediatas, permitindo seu desenvolvimento, proteção e oportuna expulsão, quando maduro. Ocorrem também modificações gerais, gradativas, que lhe proporcionem o indispensável às solicitações metabólicas, à formação dos tecidos e à constituição das reservas para a vida neonatal. As exigências da prenhez atingem os limites da capacidade funcional de muitos órgãos maternos, podendo fazer despontar, ou agravar, quadros patológicos preexistentes.

[...] Vagina e Períneo Sinal de Jacquemier ou de Chadwiick coloração violácea da vulva (8ª semana) Sinal de Osiander percepção dos batimentos do pulso vaginal (8ª semana) Sinal de Kluge - coloração violácea da mucosa vaginal (8ª semana) Sinal de Puzos rechaço fetal intra-uterino (impulsiona-se o feto com os dedos no fundo-de-saco posterior (14ª semana) As secreções cervicais e vaginais estão consideravelmente aumentadas na gravidez e consistem num muco espesso, de coloração branca, com pH ácido resultante do aumento da produção de ácido láctico a partir do glicogênio do epitélio vaginal por ação do Lactobacillus acidophilus. [...]


[...] Felix de Freitas MUCOSA ORAL prejudicada caracterizada por edema, hiperemia e sangramento da gengiva. Objetivos: A cliente deverá: identificar métodos realizar a higiene oral sem traumatizar as gengivas Prescrição de enfermagem: encorajar a cliente a realizar a higiene oral com freqüência; orientar a gestante para utilizar escova de dentes de cerdas macias; Resultados esperados: A cliente deverá: manter boca em boas condições de higiene; realizar a escovação sem provocar sangramentos gengivais. Sandra L. Felix de Freitas CONHECIMENTO deficiente sobre: ?preparo das mamas para a amamentação 7. [...]


[...] A hipervolemia inicia-se no primeiro trimestre, a partir da 6º a 8º semana, aumenta rapidamente no segundo, diminui a velocidade de aumento no terceiro trimestre e estabiliza em torno das 32-34 semanas O aumento do volume sanguíneo resulta do aumento de: plasma (40 a e da massa eritrocitária (30 a 33%). A hemodiluição (anemia fisiológica) ocorre porque o aumento da massa eritrocitária é menor que a expansão plasmática. A contagem de leucócitos aumenta durante o 2º trimestre e atinge seu pico no 3º. [...]

Mais Vendidos enfermagem

Sistema cardiovascular

 Biologia e medicina   |  Enfermagem   |  Palestra   |  13/10/2006   |  BR   |   .ppt   |   56 páginas

Doenças microbianas do sistema cardiovascular e linfático

 Biologia e medicina   |  Enfermagem   |  Palestra   |  02/10/2006   |  BR   |   .ppt   |   72 páginas

Últimos trabalhos enfermagem

A Importância da Enfermagem na Saúde Coletiva

 Biologia e medicina   |  Enfermagem   |  Estudo   |  07/11/2012   |  BR   |   .doc   |   8 páginas

Estudo de Caso: Transtorno Afetivo Bipolar (TAB)

 Biologia e medicina   |  Enfermagem   |  Estudo   |  10/05/2012   |  BR   |   .doc   |   9 páginas