Search icone
Permuta de Trabalhos Acadêmicos
Garantias
Leia mais sobre as nossas garantias.

Pneumonia e doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC)

Informações sobre o autor

 
Nível
Avançado
Estudo seguido
enfermagem
Faculdade
centro...

Informações do trabalho

Maurycio J.
Data de Publicação
Idioma
português
Formato
Word
Tipo
estudo de caso
Número de páginas
31 páginas
Nível
avançado
Consultado
1969 vez(es)
Validado por
Comitê Facilitaja
0 Avaliaçao cliente
0
escrever um comentário
  1. Necessidades psicobiológicas
  2. Necessidades psicossociais
  3. Necessidades psicoespirituais
  4. Exame físico
  5. Fisiopatologia das doenças
  6. Medicamentos utlizados
  7. Exames loboratoriais
  8. Processo de enfermagem

A pneumonia, é um processo inflamatório que envolve as vias aéreas terminais e os alvéolos pulmonares, causado por agentes infecciosos. Classifica-se de acordo com seu agente causal.

Fisiopatologia e etiologia:
o organismo ganha acesso aos pulmões através da inspiração do conteúdo orofaríngeo, por secreções respiratórias provenientes de indivíduos infectados, por meio da corrente sanguínea ou a partir da disseminação direta para os pulmões como consequência de cirurgia ou trauma.
Os pacientes com pneumonia bacteriana podem ter uma doença subjacente que comprometa a defesa do hospedeiro; a pnemonia origina-se da flora endógena da pessoa, cuja resistência foi alterada, ou a partir da aspiração das secreções orofaríngeas. Os pacientes imunocomprometidos incluem os que recebem corticosteróide ou imunossupressores, aqueles com câncer, os que estão sendo tratados com quimioterapia ou radioterapia, aqueles que recebem transplantes de órgãos, alcóolicos, viciados em drogas intravenosas (IV) e os que têm doença pelo vírus da imunodeficiência humana (HIV) e síndrome da imnudeficiência adquirida (SIDA); estas pessoas apresentam uma probabilidade maior de desenvolver infecção crítica. Os agentes infecciosos incluem bacilos gram-negativos aeróbicos e anaeróbicos, Stapylococcus, Nocardia, fungos, Cândida, vírus como o citomegalovírus (CMV), Pneumocystis carini, reativação da tuberculose e outros.
Quando a pneumonia bacteriana ocorre em uma pessoa saudável, há, em geral, uma história de doença viral antecedente.
Os outros fatores predisponentes são as condições que interferem com a drenagem normal do pulmão, como um tumor, anestesia geral e imobilidade pós-operatória, depressão do sistema nervoso central proveniente de medicamentos, distúrbios neurológico ou outras condições, e intubação ou instrumentação respiratória.
A pneumonia pode ser dividida por três grupos: adquirida na comunidade devida a diversos organismos, como Streptococcus pneumoniae; contraída em hospitais ou asilos (nasocomial) devido bacilos gram-negativos e estafilococos, pricipalmente; pneumonia na pessoa imunocomprometida.
As pessoas com mais de 65 anos de idade apresentam alta taxa de mortalidade mesmo com a terapia antimicrobiana apropriada.

[...] O enfisema pulmonar é uma doença pulmonar complexa caracterizada por destruição dos alvéolos, aumento dos espaços aéreos distais e uma ruptura das paredes alveolares. Ocorre deterioração lentamente progressiva da função pulmonar durante muitos anos, antes do desenvolvimento da doença. Os pulmões são compostos por incontáveis alvéolos, que são diminutos sacos de ar, onde entra o oxigênio e sai o gás carbônico. Fisiopatologia e etiologia: 1. A pessoa com DPOC pode ter: secreção excessiva de muco e infecção crônica dentro das vias aéreas (bronquite) infecção, irritação, hipersensibilidade, hiperemia local, hipertrofia das glândulas mucosas, aumento no tamanho, em número dos elementos produtores de muco nos brônquios (glândulas mucosas e células caliciformes), inflamação e edema, estreitamento e obstrução do fluxo aéreo. [...]


[...] Problema Volume da diurese diminuído severamente e presença de abaulamento em baixo ventre Diagnóstico de Enfermagem: Eliminação urinária prejudicada. A retenção urinária pode ser causada por três diferentes entidades: obstrução do orifício da bexiga, inadequação do detrusor e deficiência das vias aferentes. Relacionada também com a diminuição da ingesta hídrica e infecção do trato urinário (hematúria, muco, sedimentos, mudança da coloração, odor fétido). Objetivos: Facilitar e intervir na eliminação vesical, oferecendo suportes (ex. sonda vesical) se necessário e prevenir contra infecções do T.U. [...]


[...] Bradicardia e taquicardia. Broncoespasmo, febre. Ginecomastia. Interações: Antiácidos podem diminuir a absorção da ranitidina. Redução da absorção do cetoconazol, itraconazol e diazepam. Pode diminuir os níveis séricos de procainamida e sulfato ferroso. Diminuição dos efeitos de relaxantes musculares não despolarizantes, oxaprozina e cianocobalamina. A ranitidina diminui a toxicidade da atropina. Aumenta a toxicidade da ciclosporina, gentamicina, glipizida, gliburida, midazolan, metoprolol, pentoxifilina, quinidina e fenitoína. Precauções: Usar com cautela em crianças menores de 12 anos e em pacientes com lesões hepáticas ou renais. [...]

Mais Vendidos enfermagem

Sistema cardiovascular

 Biologia e medicina   |  Enfermagem   |  Palestra   |  13/10/2006   |  BR   |   .ppt   |   56 páginas

Doenças microbianas do sistema cardiovascular e linfático

 Biologia e medicina   |  Enfermagem   |  Palestra   |  02/10/2006   |  BR   |   .ppt   |   72 páginas

Últimos trabalhos enfermagem

A Importância da Enfermagem na Saúde Coletiva

 Biologia e medicina   |  Enfermagem   |  Estudo   |  07/11/2012   |  BR   |   .doc   |   8 páginas

Estudo de Caso: Transtorno Afetivo Bipolar (TAB)

 Biologia e medicina   |  Enfermagem   |  Estudo   |  10/05/2012   |  BR   |   .doc   |   9 páginas