Search icone
Permuta de Trabalhos Acadêmicos
Garantias
Leia mais sobre as nossas garantias.

Doenças infecciosas micóticas

Informações sobre o autor

Estagiando na Santa Casa Dona Carolina Malheiros
Nível
Especializado
Estudo seguido
Técnico de...

Informações do trabalho

Carlos César D.
Data de Publicação
Idioma
português
Formato
.ppt
Tipo
estudo dirigido
Número de páginas
26 diapositivo
Nível
Especializado
Consultado
2 vez(es)
Validado por
Comitê Facilitaja
0 Avaliaçao cliente
0
escrever um comentário
  1. Fungos
  2. Morfologia e classificação
  3. Fungos microscópicos
  4. Fungos macroscópicos
  5. Nutrição e parasitismo
  6. Micoses
  7. Micoses sistêmicas ou profundas
  8. Criptococose
    1. Agente etiológico
    2. Reservatório
    3. Período de incubação
    4. Período de transmissão
    5. Modo de transmissão
    6. Quadro clínico
    7. Meios diagnósticos
    8. Tratamento
    9. Profilaxia
  9. Paracoccidioidomicose ou blastomicose sul-americana
  10. Histoplasmose
    1. Agente etiológico
    2. Reservatório
    3. Período de incubação
    4. Período de transmissão
    5. Modo de transmissão
    6. Quadro clínico
  11. Micoses subcutâneas
  12. Esporotricose
    1. Agente etiológico
    2. Reservatório
    3. Período de incubação
    4. Período de transmissão
    5. Modo de transmissão
    6. Quadro clínico
  13. Cromomicose
  14. Micoses superficiais ou dermatomicoses
    1. Modos de transmissão
    2. Meios diagnóstico
    3. Tratamento
    4. Local
    5. Geral
  15. Principais micoses superficiais
    1. Afecção
    2. Agente etiológico
    3. Quadro clínico

Fungos são microorganismos diferentes: crescem em células únicas ? as leveduras - , ou como colônias filamentosas ? os bolores e cogumelos. Necessitam de alimentos orgânicos (heterotróficos), na maioria dos casos são aeróbios obrigatórios e reproduzem-se por meio de ciclos sexuais, assexuais e parassexuais. Os fungos ou cogumelos, antigamente classificados como vegetais inferiores, constituem, hoje em dia, um reino à parte: o reino Fungi. Isso porque possuem características peculiares que os diferenciam basicamente dos vegetais inferiores.

[...] Agente etiológico: Paracoccidioides brasiliensis. Reservatório: o ser humano. Período de incubação: desconhecido. Período de transmissão: não há casos de transmissão inter hominis. Modo de transmissão: pelas vias respiratórias, por aspiração de poeira contaminada ou pelo hábito de colocar na boca folhas, talos ou espinhos de vegetais contaminados. É comum em trabalhadores rurais e em motoristas de caminhão. Quadro clínico: há quatro formas clínicas: cutânea: apresenta-se na face (lesões nasais e orais); linfática linfagite cervical, escapular e axilar; visceral: atinge o fígado, o baço e os linfonodos abdominais; tipo misto: lesões cutâneas, viscerais e linfáticas. [...]


[...] e cogumelos. Necessitam de alimentos orgânicos (heterotróficos), na maioria dos casos são aeróbios obrigatórios e reproduzem-se por meio de ciclos sexuais, assexuais e parassexuais. Os fungos ou cogumelos, antigamente classificados como vegetais inferiores, constituem, hoje em dia, um reino à parte: o reino Fungi. Isso porque possuem características peculiares que os diferenciam basicamente dos vegetais inferiores. Os primeiros estudos científicos sobre fungos foram realizados em 1843 por Gruby, que descobriu o Trichophiton e o Microsporum audouinni. Mais tarde Sabouraud demonstrou a pluralidade dos tipos de fungos nos animais. [...]

Mais Vendidos enfermagem

Sistema cardiovascular

 Biologia e medicina   |  Enfermagem   |  Palestra   |  13/10/2006   |  BR   |   .ppt   |   56 páginas

Doenças microbianas do sistema cardiovascular e linfático

 Biologia e medicina   |  Enfermagem   |  Palestra   |  02/10/2006   |  BR   |   .ppt   |   72 páginas

Últimos trabalhos enfermagem

A Importância da Enfermagem na Saúde Coletiva

 Biologia e medicina   |  Enfermagem   |  Estudo   |  07/11/2012   |  BR   |   .doc   |   8 páginas

Estudo de Caso: Transtorno Afetivo Bipolar (TAB)

 Biologia e medicina   |  Enfermagem   |  Estudo   |  10/05/2012   |  BR   |   .doc   |   9 páginas