Search icone
Permuta de Trabalhos Acadêmicos
Garantias
Leia mais sobre as nossas garantias.

Toxoplasmose

Informações sobre o autor

 
Nível
Avançado
Estudo seguido
enfermagem
Faculdade
FACESA

Informações do trabalho

Fernanda M.
Data de Publicação
Idioma
português
Formato
Word
Tipo
estudo dirigido
Número de páginas
11 páginas
Nível
avançado
Consultado
518 vez(es)
Validado por
Comitê Facilitaja
0 Avaliaçao cliente
0
escrever um comentário
  1. Introdução
  2. Toxoplasmose congênita
    1. Transmissão
    2. Imunidade
    3. Imunidade humoral
    4. Patogenia
    5. Ciclo biológico
    6. Quadro clínico
    7. Formas clínicas
    8. Diagnóstico
    9. Tratamento
    10. Profilaxia

A toxoplasmose é uma infecção cosmopolita causada pelo T. gondii. E mais prevalente nas camadas sociais mais pobres, nas quais se detecta em até 90% dos indivíduos na vida adulta. O homem se infecta, geralmente, por meio de alimentos conta¬minados com fezes de gato ou ingerindo carnes (não-cozidas) de boi, porco, carneiro ou galinha, contami¬nados com os cistos do parasito. Se expressa de forma aguda ou crônica, e é pouco manifesta, clinicamente, na grande maioria das vezes. Por isso, não é diagnosticada na quase totalidade dos casos agudos.
Esse trabalho abordara o assunto toxoplasmose congênita, bem como manifestações clínicas, transmissão, patogenia, diagnóstico, tratamento e profilaxia.

[...] Crescimento intra-uterino retardado Tratamento A toxoplasmose contraída durante o primeiro trimestre da gravidez foi considerada, no passado, como razão suficiente para indicar-se o abortamento, nos países em que a legislação e a ética médica o permitiam. Atualmente, pensa-se que esta não deve ser uma regra absoluta, pois cerca de metade das crianças nascidas nessas condições nunca apresentou a infecção. Nos casos confirmados o tratamento deve ser iniciado logo após o nascimento, quer seja o caso sintomático ou assintomático. Nos casos assintomaticos, pirimetamina na dose de 1mg/kg/dia + sulfadiazina 100mg/kg/dia + acido folínico 5mg 3/3dias por via oral, são os medicamentos de escolha e devem ser feitos nas primeiras seis semanas. [...]


[...] Já a constatação de alta avidez pela IgG dispensa tratamento por tratar-se de infecção mais antiga Fetal Uma vez diagnosticada a toxoplasmose materna na sua forma infectante, deve-se, quando tecnicamente possível, rastrear a infecção fetal, informação que orientará o esquema terapêutico a ser seguido. Dois são os métodos utilizados na identificação de infecção fetal: Detecção do DNA do protozoário no líquido amniótico pela técnica do PCR (polimerase chain reaction), após 16 semanas de gestação. Dosagem de IgM específica para toxoplasmose no sangue fetal, obtido por cordocentese, após 22 semanas de gestação. [...]


[...] Portanto, a toxoplasmose congênita é uma das formas mais graves da doença, em geral provocando sintomas variados, mas comumente enquadrados dentro da "síndrome ou tétrade de Sabin", assim caracterizada: coriorretinite dos casos), calcificações cerebrais perturbações neurológicas - retardamento psicomotor e alterações do volume craniano - micro ou macrocefalia 50% dos casos) Ciclo biológico Ciclo biológico de toxoplasma gondii: o ser humano (homem e mulher), outros mamíferos e aves, funcionando como hospedeiros intermediários podem adquirir toxoplasmose ao se infectar: ingerindo oocisto maduro encontrado no solo, verdura, água; carne malcozida contendo cisto com bradizoitos ou taquizoitos livres encontrados nos liquidos somáticos. [...]

Estes documentos podem interessar a você

As formas clínicas da toxoplasmose

 Biologia e medicina   |  Medicina   |  Estudo   |  02/01/2007   |  BR   |   .doc   |   23 páginas

Toxoplasmose na grávida

 Biologia e medicina   |  Medicina   |  Estudo   |  09/05/2007   |  BR   |   .ppt   |   31 páginas

Mais Vendidos enfermagem

Sistema cardiovascular

 Biologia e medicina   |  Enfermagem   |  Palestra   |  13/10/2006   |  BR   |   .ppt   |   56 páginas

Doenças microbianas do sistema cardiovascular e linfático

 Biologia e medicina   |  Enfermagem   |  Palestra   |  02/10/2006   |  BR   |   .ppt   |   72 páginas