Search icone
Permuta de Trabalhos Acadêmicos
Garantias
Leia mais sobre as nossas garantias.

Estudo da tercerização

Informações sobre o autor

 
Nível
Para todos
Estudo seguido
direito...
Faculdade
CESPA

Informações do trabalho

ESMERALDO M.
Data de Publicação
Idioma
português
Formato
Word
Tipo
estudo
Número de páginas
27 páginas
Nível
Para todos
Consultado
6 vez(es)
Validado por
Comitê Facilitaja
0 Avaliaçao cliente
0
escrever um comentário
  1. Conceitos
    1. Terceirização
    2. Como surgiu a terceirização
    3. Onde surgiu a terceirização
    4. Chegada no Brasil
    5. A evolução da terceirização no rasil
    6. O que não é terceirização
    7. Por que terceirizar?
    8. fatores que afetam a terceirização
  2. Parcerias
    1. Cuidados e prejuízos
    2. Principais cuidados no momento da terceirização
    3. Prejuízos
  3. Conceito de Quarteirização
    1. O que é quarteirização?
    2. Vantagens da quarteirização
    3. Cuidados na implantação da quarteirização
    4. Exemplos de quarteirização
  4. Análise dos casos
    1. Seleção das empresas
    2. Descrição dos casos estudados
  5. Conclusão
  6. Referências bibliográficas

Para entender um determinado assunto, é necessário conhecer seus principais conceitos básicos, que trarão uma maior familiaridade sobre o mesmo. Existem muitos conceitos que tratam sobre o assunto da terceirização, deste universo, serão definidos aqui, aqueles considerados mais relevantes, e que serão tidos como referencial para este trabalho.
Segundo Queiroz (ano, pg.):
?[] a terceirização é uma técnica administrativa que possibilita o estabelecimento de um processo gerenciado de transferência, a terceiros, das atividades acessórias e de apoio ao escopo das empresas que é a sua atividade-fim, permitindo a estas se concentrarem no seu objetivo final, ou seja, é o processo da busca de parcerias, determinado pela visão empresarial moderna e pelas imposições do mercado. Não mais poderemos passar para os preços os elevados custos. Isto tem feito com que os empresários se preocupem com a qualidade, competitividade, agilidade de decisão, eficiência e eficácia que acabam resultando na manutenção dos clientes e consumidores?.
Em sua definição, Wilson (2000) vê a terceirização como um processo de gestão empresarial que consiste na transferência para terceiros (pessoas físicas ou jurídicas) de serviços que originalmente seriam executados dentro da própria empresa. Este processo, ainda segundo Wilson, tem como objetivo liberar a empresa da realização de atividades consideradas acessórias (ou atividade meios), permitindo que a administração concentre suas energias e criatividade nas atividades essenciais buscando o alcance da eficiência e a melhoria da qualidade dos produtos e serviços oferecidos e, vale ressaltar que a terceirização não deve ter por objetivo, única exclusivamente, a redução de custos. Esta pode ser verificada como conseqüência do processo e não com seu foco principal. Há situações em que observa um aumento dos custos operacionais e administrativos em processos de terceirização em vez da sua redução. O importante a ser avaliado, neste caso, é a relação ?CUSTOXBENEFICIO? da eficiência, qualidade e produtividade que se observa como decorrência da concentração da atenção nas atividades essenciais (atividades fins).

[...] Porém, esse processo de gestão, pelo qual se atribui a terceiros, atividades secundárias da empresa, que podem ser executadas sem grande urgência, precisou de certos critérios para que pudesse progredir.Nos países subdesenvolvidos, assim como nos países desenvolvidos, deu-se início à implantação do processo de modernização das empresas. À primeira vista tornava-se inviável implementar as técnicas de modernização nas empresas. Tais técnicas visavam à inovação e o uso adequado de novas tecnologias como fator diferencial para as organizações, o desenvolvimento e treinamento do corpo funcional, criatividade e valorização dos talentos humanos e a descoberta de técnicas que tornassem a empresa competitiva. [...]


[...] As atividades quarteirizadas são aquelas que não fazem parte da vocação da IBM, incluindo desde serviço de limpeza até manutenção predial ANÁLISE DOS CASOS Após o estudo da terceirização do ponto de vista teórico, apresentado no capítulo anterior, sentiu-se a necessidade de buscar informações com base prática, ou seja, procedeu-se uma análise do que realmente ocorre quando é feita a opção por deixar de fabricar ou executar uma tarefa dentro da empresa, passando a mesma para as mãos de um terceiro SELEÇÃO DAS EMPRESAS Partindo da necessidade de conhecer melhor o ambiente real em que ocorre a terceirização nos mais diversos setores da economia, foram escolhidas algumas Instituições Financeiras que atuam como prestadores de serviços aos clientes. [...]


[...] Ganhar o suficiente não aumenta a produtividade, não ganhar o suficiente a diminui.Nesse contexto, a terceirização pode contribuir pra elevar os ganhos pecuniários daqueles que participam na produção de bens e serviços alem de servir, em principio, como fator inibição da queda da produtividade. A empresa, ao escolher empregados para prestar serviços ou fornecer-lhes, na maioria dos casos estará proporcionando a possibilidade de maiores ganhos aos terceirizadores. Simultaneamente, a economia obtida com a terceirização poderá ser distribuída entre aqueles continuam na empresa Custos fixos elevados À medida que as empresas crescem, perdem o controle sobre sua estrutura de custos, passando a ter custos fixos mais elevados. [...]

Mais Vendidos enfermagem

Sistema cardiovascular

 Biologia e medicina   |  Enfermagem   |  Palestra   |  13/10/2006   |  BR   |   .ppt   |   56 páginas

Doenças microbianas do sistema cardiovascular e linfático

 Biologia e medicina   |  Enfermagem   |  Palestra   |  02/10/2006   |  BR   |   .ppt   |   72 páginas

Últimos trabalhos enfermagem

A Importância da Enfermagem na Saúde Coletiva

 Biologia e medicina   |  Enfermagem   |  Estudo   |  07/11/2012   |  BR   |   .doc   |   8 páginas

Estudo de Caso: Transtorno Afetivo Bipolar (TAB)

 Biologia e medicina   |  Enfermagem   |  Estudo   |  10/05/2012   |  BR   |   .doc   |   9 páginas