Search icone
Permuta de Trabalhos Acadêmicos
Garantias
Leia mais sobre as nossas garantias.

Preparação para o parto

Informações sobre o autor

 
Nível
Avançado
Estudo seguido
enfermagem
Faculdade
centro...

Informações do trabalho

Maurycio J.
Data de Publicação
Idioma
português
Formato
Word
Tipo
estudo
Número de páginas
14 páginas
Nível
avançado
Consultado
1 vez(es)
Validado por
Comitê Facilitaja
0 Avaliaçao cliente
0
escrever um comentário
  1. A dor
  2. Métodos de preparação para o parto
  3. Cursos de preparação para o parto

No âmbito dos conteúdos programáticos da Unidade Curricular de Enfermagem IV, do Curso de Licenciatura em Enfermagem, foi-nos solicitada a realização de um trabalho de grupo subordinado ao tema: Preparação para o parto, tendo como professora orientadora a enfermeira Isabel Serra.
Como metodologia para o trabalho baseamo-nos, essencialmente na revisão bibliográfica com a finalidade de atingir o seguinte objectivo geral:
? Compreender a importância e pertinência da preparação para o parto dirigida aos futuros pais, contribuindo assim para uma maternidade mais segura.
Para atingir este objectivo foram estabelecidos os seguintes objectivos específicos:
? Identificar os factores psicológicos / emocionais relacionados com a dor na mulher grávida.
? Enumerar os diferentes métodos de preparação para o parto.
? Definir o método mais aceite nos nossos dias
? Caracterizar as diferentes técnicas de respiração e relaxamento no controlo da dor / desconforto.
Ao longo deste trabalho será abordada a importância da preparação para o parto para a segurança, conforto físico e psíquico da parturiente. Para tal focaremos sucintamente a dor neste contexto, os vários métodos de preparação para o parto, bem como os cursos de preparação para o parto, onde iremos referir a importância dos padrões respiratórios e de relaxamento e ainda os exercícios de fortalecimento e relaxamento muscular.
É essencial que o enfermeiro se consciencialize sobre a importância de uma adequada preparação para o parto, de forma a que mulher (e cada vez mais o casal) consiga enfrentar o parto como um rito de passagem único e mágico.
Por fim, como conclusão explicitaremos os principais aspectos deste tema, as diferentes dificuldades sentidas na elaboração deste trabalho, assim como também se conseguimos atingir os objectivos traçados.

[...] A preparação para o parto inicia-se normalmente de 12 a 8 semanas antes do dia do parto previsto, isto é entre as 28 e as 32 semanas de gravidez. O fato de se começar a preparação nesta altura, prende-se com o não se iniciar muito cedo, já que muitas mulheres poderiam esquecer aquilo que aprenderam. Por outro lado, um curso muito prolongado, por sua vez desmotivaria pela sua lentidão. Mas também não se deve começar o curso muito tarde (após as 32 semanas) porque muitas mulheres precisam de tempo para aprender a dominar as técnicas de respiração e relaxamento. [...]


[...] enfermeiro se consciencialize sobre a importância de uma adequada preparação para o parto, de forma a que mulher cada vez mais o casal) consiga enfrentar o parto como um rito de passagem único e mágico. Por fim, como conclusão explicitaremos os principais aspectos deste tema, as diferentes dificuldades sentidas na elaboração deste trabalho, assim como também se conseguimos atingir os objectivos traçados A dor Durante muitos séculos o parto foi sempre um dogma, que pertencia exclusivamente à esfera feminina, de onde os seus segredos e mistérios nunca saiam para além das quatro paredes do quarto da parturiente. [...]


[...] Este método salienta o papel importante do ?marido/instrrutor?, onde o marido faz as aulas de preparação para o parto com a mulher, ajudando-a nos exercícios de respiração, de relaxamento corporal, e proporcionando-lhe carinho e conforto. No entanto é preciso ter em atenção a possibilidade dos parceiros se entusiasmarem com as instruções a dar em trabalho de parto, esquecendo a mulher e as suas necessidades. Este método enfatiza a importância das variáveis ambientais como a penumbra e o silêncio para que o parto possa ser uma experiência o mais natural possível, sem uso de anestesia ou analgesia Método de Lamaze (psicoprofilático) Lamaze encontra em Pavlov o caminho para a explicação da dor no parto e a sua extinção, como consequência de processos meramente mecânicos e nervosos. [...]

Estes documentos podem interessar a você

Repercussões psicossociais materna relacionadas a internação prolongada em UTI neonatal

 Biologia e medicina   |  Enfermagem   |  Estudo de caso   |  12/05/2009   |  BR   |   .doc   |   19 páginas

Mais Vendidos enfermagem

Sistema cardiovascular

 Biologia e medicina   |  Enfermagem   |  Palestra   |  13/10/2006   |  BR   |   .ppt   |   56 páginas

Doenças microbianas do sistema cardiovascular e linfático

 Biologia e medicina   |  Enfermagem   |  Palestra   |  02/10/2006   |  BR   |   .ppt   |   72 páginas