Search icone
Permuta de Trabalhos Acadêmicos
Garantias
Leia mais sobre as nossas garantias.

O desempenho do profissional de enfermagem frente aos riscos ocupacionais

Informações sobre o autor

A
Nível
Especializado
Estudo seguido
A

Informações do trabalho

Vinicius N.
Data de Publicação
Idioma
português
Formato
Word
Tipo
monografia
Número de páginas
19 páginas
Nível
Especializado
Consultado
5 vez(es)
Validado por
Comitê Facilitaja
0 Avaliaçao cliente
0
escrever um comentário
  1. Introdução
  2. Objetivos
    1. Objetivos gerais
    2. Métodos
    3. Procedimentos para seleção dos artigos
    4. Delimitações do tempo para a pesquisa bibliográfica
    5. População e amostra
    6. Procedimentos de coleta de dados
    7. Procedimentos de analise de dados
  3. Revisão da literatura
    1. Riscos ocupacionais: desafio para a saúde do trabalhador
    2. Riscos Ocupacionais da Equipe de Saúde ? aspectos éticos e legais
  4. Resultado e discussão

O tema abordado: desempenho do profissional, tem se destacado nos segmentos de produção, como ferramenta indispensável na busca da qualidade, produtividade e satisfação no trabalho. (NAKAMAE, 2000).
Em contra posição ao pensamento empresarial de algumas décadas atrás, que considerava o trabalhador como um ser autômato movido apenas pelas recompensas financeiras, hoje sabemos que a visão humana voltada para o desempenho deste profissional é que tem garantido a qualidade dos produtos e a sobrevivência das empresas. (COFEN, 2001)
Este desempenho do Profissional, consiste num contexto multifatorial, subjetivo (stress, depressão, ansiedade) e individual/biótipo, portanto de difícil e às vezes até impossível diagnóstico, pois juntamente com esses contextos associam-se os diferentes valores e necessidades que estes trabalhadores trazem para seu local de trabalho, muitas vezes este desempenho afetado negativamente causa insatisfação tanto do lado do trabalhador como do empregador, gerando sofrimento psíquico, absenteísmo e até evasão deste profissional, uma vez que no segmento da Enfermagem pela própria história da profissão, sempre esteve pautada em filantropia e na abnegação, assim quando almeja melhorias nas condições ambientais e emocionais nos locais de trabalho, seria um recurso para contemplar esta classe de trabalhadores da saúde que são os cuidadores que tanto cuidam dos outros. (BIANCHI, 2002)
Temos consciência que tudo é difícil, nossas condições de trabalho não são as melhores, mas, cada um de nós deve aprender a se responsabilizar por procurar o que é melhor para si, pois quem vive a Enfermagem no seu cotidiano sabe que não é fácil e não é qualquer um que é capaz de ter um bom desempenho profissional. (REIS, CORREA, 2003)

[...] (MENDES e DIAS, 1999) Riscos Ocupacionais da Equipe de Saúde aspectos éticos e legais Os profissionais de saúde, como os demais trabalhadores, estão sujeitos aos riscos profissionais genérico, específico e genérico agravado portanto, expostos aos acidentes do trabalho, às doenças profissionais e às doenças do trabalho. Sendo assim, além do acidente-típico, pode-se dizer que eles estão expostos às doenças profissionais, ou seja, àquelas que são inerentes ao desempenho de suas atividades laborais, que se apresentam como síndrome típica em outros trabalhadores de mesma situação, que têm um fator etiológico conhecido e que estão relacionadas em ato do Ministério da Previdência Social. [...]


[...] COFEN, Conselho Federal de Enfermagem (BR). População de profissionais de enfermagem cadastrados. Rio de Janeiro: COFEN; 2001. COHN, A. et al. Acidentes de trabalho: uma forma de violência. São Paulo: Brasiliense p. FACCHINI, L. A. Uma contribuição da epidemiologia: o modelo da determinação social aplicado à saúde do trabalhador. In: ROCHA, L. E.; HARNECKER, M. Os Conceitos Elementares do Materialismo Histórico. São Paulo: Global Editora p. ÍNDICES de acidentes de trabalho em 2000. Revista da CIPA. Disponível em www.cipanet.com.br/indacid7.asp> Acesso em: 02 set LAURELL, A. [...]


[...] M. F. Hospital: dor e morte como ofício. 3.ed. São Paulo: HUCITEC REIS J. CORRÊA A. K. Unidade de emergência: stress X comunicação. Anais do 2º Simpósio Brasileiro de Comunicação em Enfermagem USP/EERP; 1996; Ribeirão Preto; SP. Ribeirão Preto: EERP; 2003. RIGOTTO, R. M. Investigando saúde e trabalho. In: ROCHA, L. E. et al. (Org.). Isto é trabalho de gente? vida, doença e trabalho no Brasil. São Paulo: Vozes ROUQUAYROL, M. Z.; GOLDBAUM, M. Epidemiologia, história natural e prevenção de [...]

Mais Vendidos enfermagem

Sistema cardiovascular

 Biologia e medicina   |  Enfermagem   |  Palestra   |  13/10/2006   |  BR   |   .ppt   |   56 páginas

Doenças microbianas do sistema cardiovascular e linfático

 Biologia e medicina   |  Enfermagem   |  Palestra   |  02/10/2006   |  BR   |   .ppt   |   72 páginas

Últimos trabalhos enfermagem

A Importância da Enfermagem na Saúde Coletiva

 Biologia e medicina   |  Enfermagem   |  Estudo   |  07/11/2012   |  BR   |   .doc   |   8 páginas

Estudo de Caso: Transtorno Afetivo Bipolar (TAB)

 Biologia e medicina   |  Enfermagem   |  Estudo   |  10/05/2012   |  BR   |   .doc   |   9 páginas