Search icone
Permuta de Trabalhos Acadêmicos
Garantias
Leia mais sobre as nossas garantias.

DHEG : Doença Hipertensiva Específica da Gravidez

Informações sobre o autor

 
Nível
Avançado
Estudo seguido
enfermagem
Faculdade
centro...

Informações do trabalho

Maurycio J.
Data de Publicação
Idioma
português
Formato
.ppt
Tipo
palestra
Número de páginas
45 diapositivo
Nível
avançado
Consultado
1 vez(es)
Validado por
Comitê Facilitaja
1 Avaliaçao cliente
5
escrever um comentário
  1. Etiopatogenial
  2. Prognóstico
  3. Fisiopatologia
  4. Alterações renais
  5. Alterações cerebrais
  6. Alterações hepáticas
  7. Alterações sangüíneas
  8. Alterações cardiovasculares
  9. Alterações placentárias
  10. Alterações pulmonares
  11. Sintomas da doença
  12. Incidencia
  13. Tratamento da eclampsia

A DHEG surge, em geral, no terceiro trimestre da prenhez e caracteriza-se pelo aparecimento de hipertensão, edema e proteinuria. Pré-eclampsia e eclampsia constituem quadro clínico distinto dentro de um mesmo processo.A DHEG surge, em geral, no terceiro trimestre da prenhez e caracteriza-se pelo aparecimento de hipertensão, edema e proteinuria. Pré-eclampsia e eclampsia constituem quadro clínico distinto dentro de um mesmo processo

[...] Considerando-se que o diagnóstico da DHEG é difícil de ser estabelecido e muitas vezes firmado principalmente com base em dados clínicos, inúmeros têm sido os esforços no sentido de se determinar parâmetros hemostáticos que tenham um valor preditivo no diagnóstico e prognóstico da doença. CUIDADOS DE ENFERMAGEM Pré - eclampsia leve: Orientar a paciente quanto à importância de acompanhamento médico medicamentos prescritos; Controlar ganho ponderal (edema); Manter repouso; USG e CTG; Pré eclampsia grave: Controlar rigorosamente os SSVV; Manter acesso venoso; Realizar curva ponderal; Manter ambiente tranqüilo; Controlar diurese (proteinúria); Observar sinais de iminência de eclampsia; Administrar medicamentos prescritos; Avaliar e anotar vitalidade fetal; Manter paciente em [...]


[...] CUIDADOS DE ENFERMAGEM Pré - eclampsia leve: Orientar a paciente quanto à importância de acompanhamento médico medicamentos prescritos; Controlar ganho ponderal (edema); Manter repouso; USG e CTG; Pré eclampsia grave: Controlar rigorosamente os SSVV; Manter acesso venoso; Realizar curva ponderal; Manter ambiente tranqüilo; Controlar diurese (proteinúria); Observar sinais de iminência de eclampsia; Administrar medicamentos prescritos; Avaliar e anotar vitalidade fetal; Manter paciente em repouso decúbito lateral esquerdo Eclampsia: Manter ambiente tranqüilo; Proporcionar boa oxigenação (reduzir riscos de broncoaspiração); Manter cabeça lateralizada e leito em fowler leve Administrar e controlar oxigenoterapia; Monitorizar cateterismo vesical de demora, com controle de diurese; Manter acesso venoso; Verificar SSVV de 4/4 horas, observar FR(min rpm) Observar reflexos tendinosos; DHEG Doença Hipertensiva Específica da Gravidez CONCEITO A DHEG surge, em geral, no terceiro trimestre da prenhez e caracteriza-se pelo aparecimento de hipertensão, edema e proteinuria. [...]


[...] FISIOPATOLOGIA As alterações morfológicas e funcionais do organismo da gestante portadora de DHEG têm, como causa fundamental, o espasmo arteriolar, que provoca alterações na parede vascular, representadas por lesão das células endoteliais e redução da circulação dos vasos e aumento da permeabilidade capilar e deposição subendotelial de fobrinogênio e plaquetas. ALTERAÇÕES RENAIS A lesão renal localiza-se no glomérulo, que causa edema e isquemia. Ocorre redução de filtração glomerular e do fluxo sangüíneo renal, relacionados ao vasiespasmo arteriolar. Concentração plasmática de ácido úrico aumentada. [...]

Estes documentos podem interessar a você

Doença hipertensiva específica da gestação

 Biologia e medicina   |  Medicina   |  Estudo   |  24/05/2007   |  BR   |   .ppt   |   47 páginas

Mais Vendidos enfermagem

Sistema cardiovascular

 Biologia e medicina   |  Enfermagem   |  Palestra   |  13/10/2006   |  BR   |   .ppt   |   56 páginas

Doenças microbianas do sistema cardiovascular e linfático

 Biologia e medicina   |  Enfermagem   |  Palestra   |  02/10/2006   |  BR   |   .ppt   |   72 páginas