Search icone
Permuta de Trabalhos Acadêmicos
Garantias
Leia mais sobre as nossas garantias.

Laboratório Santo André

Informações sobre o autor

 
Nível
Para todos
Estudo seguido
outros
Faculdade
unifenas

Informações do trabalho

Delourdes A.
Data de Publicação
Idioma
português
Formato
Word
Tipo
estudo dirigido
Número de páginas
15 páginas
Nível
Para todos
Consultado
2 vez(es)
Validado por
Comitê Facilitaja
0 Avaliaçao cliente
0
escrever um comentário
  1. Introdução
  2. Caracterização do laboratório de análises clínicas
    1. Dados do laboratório
    2. Supervisora do estágio
    3. Área física
    4. Tipos de mobiliários, utensílios e equipamentos presentes na empresa
    5. Controle de estoque
    6. número de funcionários
    7. Limpeza do local e dos materiais
  3. Atividades desenvolvidas durante o estágio
    1. Data do início e término do estágio
    2. Setor de coleta de materiais biológicos
    3. Setor de urinálise
    4. Setor de parasitologia clínica
    5. Setor de hematologia clínica
    6. Setor de imunologia clínica
    7. Setor de bioquímica clínica
    8. Convivência com o quadro de pessoal
    9. Bibliografias utilizadas no laboratório
    10. Visita da vigilância sanitária ou do conselho regional de farmácia
    11. Iniciativa por parte do estagiário
    12. Paramentação e vestuário exigido pela empresa

O Laboratório clínico desempenha importante papel na medicina moderna. Dispõe-se de admirável quantidade de métodos laboratoriais, apresentando cada um deles sua utilidade específica e dificuldades intrínsecas, bem como suas vantagens e desvantagens (RAVEL, 1995).
Os Laboratórios clínicos estão em constante mudança para atender as necessidades do público e da profissão médica. Devido aos avanços e às descobertas nas ciências médicas básicas, eles se defrontam constantemente com a montagem de novos testes que sejam mais sensíveis, específicos e eficazes no monitoramento da saúde e da doença. Além disso, novas tecnologias de medida estão sendo desenvolvidas e comercializadas, tornando possível o uso mais amplo destes testes e dos mais antigos. Paralela a estas mudanças está a necessidade de manter e ampliar os níveis de perícia dos laboratoristas clínicos praticantes e de educar a nova geração de estudantes que entrarão no ramo (BURTIS e ASHWOOD, 1998).
A finalidade e função dos laboratórios são de fornecer subsídios clínicos que confirmem ou rejeitem o diagnóstico, providenciar linha de conduta para lidar com o paciente, estabelecer um prognóstico, detectar a doença caso a caso ou por exame de massa, acompanhamento da pós-terapia, realizar análises qualitativas e quantitativas em líquidos biológicos, tais como o sangue, urina e líquor, assim como em fezes, tecidos, cálculos e outros materiais. A satisfação no desempenho do laboratório é alcançada através da garantia de qualidade, visando benefício dos pacientes e atender os fornecedores da saúde de maneira efetiva, eficiente e econômica (BURTIS e ASHWOOD, 1998).
Embora a exatidão e a precisão tenham sido sempre pré-requisito para um bom serviço de laboratório, a rapidez de um relatório de resultado lúcido é igualmente crítico para a excelência total no cuidado do paciente. A produção de valores de qualidade laboratorial deve ser uma característica permanente que se pode alcançar atendendo-se aos princípios básicos de um laboratório como a coleta apropriada, manuseio e processamento da amostra de cada paciente. Tal meta é mais bem atingida pela implementação de programas adequados contra riscos que identificam a utilização ótima do espaço, equipamento, reagentes e pessoais com medidas de resultados de exame (BURTIS e ASHWOOD, 1998).
O maior risco de responsabilidade para o laboratório é o de procurar o consentimento informado do paciente. O consentimento informado se refere em o paciente entender e concordar com a natureza da medição ou do exame a ser realizado, o que vai ser feito com os resultados e o que vai ser feito com a amostra. Os médicos usam os testes de laboratório para diagnosticar doenças, monitorar sua evolução ou resposta ao tratamento, e para fazer a triagem de doenças em indivíduos aparentemente saudáveis. Muitos médicos consideram a doença como a única causa possível de resultados anormais de testes (HENRY, 1999).
O estágio realizado em Análises Clínicas foi de grande valia, pois teve como objetivo permitir que o estagiário possa realizar e vivenciar tarefas de rotina de um laboratório nos setores de bioquímica, hematologia, parasitologia, microbiologia, imunologia, ou seja, praticar a teoria adquirida durante o curso e fazer as adequações necessárias, tendo ao término do estágio segurança e confiabilidade em seu trabalho. Promoveu um maior crescimento profissional e agregou-se valor também para a empresa onde foi realizado o estágio.
Este relatório destina-se à descrição das atividades desenvolvidas durante o estágio no Laboratório Santo André, cumprindo com as exigências do Curso de Farmácia da Universidade José do Rosário Vellano ? Campus Divinópolis MG , para obtenção do título de graduado em Farmácia.

[...] Manual de Exames e Serviços. Editor Laboratório Hermes Pardini; Belo Horizonte, 2006/2007. HERMES PARDINI. Manual de Exames. Editor Laboratório Hermes Pardini; Belo Horizonte 2004/2005. Manual de Urina. MILLER, O. Laboratório para o Clínico. 6.ed. Atheneu: 1986. VALLADA, E. P. Manual de Técnicas Hematológicas. Rio de Janeiro: Atheneu VISITA DA VIGILÂNCIA SANITÁRIA OU DO CONSELHO REGIONAL DE FARMÁCIA Durante o período do estágio não ocorreu visita da vigilância sanitária, nem do CRF 10. INICIATIVA POR PARTE DO ESTAGIÁRIO Um bom andamento do estágio vem da iniciativa do estagiário, pois, o mesmo mostrou interesse em aprender e compreender sobre cada etapa da realização de exames seja da coleta, a preparação de amostras, realização de exames até a impressão do laudo. [...]


[...] Neste setor houve a participação da estagiária da seguinte maneira, as lâminas eram analisadas pela estagiária e conferidas pela bioquímica, para depois serem liberados os resultados SETOR DE HEMATOLOGIA CLÍNICA A tecnologia utilizada neste setor é automatizada, que permite a análise in vitro de amostras de sangue total coletado com EDTA. O aparelho utilizado é o Coulter T 890 que faz a leitura dos hemogramas e são observados (WBC) global de leucócitos; (RBC) hemácias; (HGB) hemoglobina; (HTC) hematócrito; (PLT) plaquetas; (LY linfócitos. [...]


[...] Cadeiras, água mineral, televisão, telefone fazem parte da recepção Área de Parasitologia e Urinálise Esta área do laboratório é mobiliada com uma bancada contendo três gavetas, uma cadeira, caixa de lâminas, cálices, frascos cônicos, gazes, bastões de vidro, canudos, lamínulas, recipiente para descarte de lâminas, dois microscópios (sendo um reserva), óleo de imersão, álcool, uma centrífuga, em cima da bancada tem um armário contendo tiras reativas, ponteiras, pipetas, pêras, tubos de ensaio e reagentes Bioquímica, Hematologia e Imunologia Estes setores estão mobiliados com três bancadas com nove gavetas e seis portas, duas cadeiras, banho-maria, bateria de reagentes, uma geladeira pequena, um homogeneizador, um agitador, pipetas, pêras, ponteiras, reagentes, lâminas, tabela de hematócrito, vasilha para descarte de ponteiras, grades e suportes, seringas descartáveis, cronômetros, termômetros, luvas descartáveis, agulhas descartáveis, calculadora e tubos de ensaio, um aparelho Express plus, que faz os exames de bioquímica e titulometria que fica em cima de uma das bancadas, em cima de outra bancada tem um aparelho MDII de hematologia que fica de reserva e a seu lado um aparelho Coulter T-890 totalmente automático que permite analisar as amostras de sangue total coletado com EDTA Local de Coleta O laboratório Santo André dispõe de um banheiro ao lado da sala de coleta, onde o piso é de cerâmica na cor branca, a parede é de tinta látex de cor branca. [...]

Mais Vendidos farmácia

Controle de qualidade de amostra de plantago major

 Biologia e medicina   |  Farmácia   |  Monografia   |  09/10/2006   |  BR   |   .doc   |   15 páginas

Últimos trabalhos farmácia

Protetores Solares

 Biologia e medicina   |  Farmácia   |  Estudo   |  01/06/2011   |  BR   |   .doc   |   17 páginas

Atividades Estruturadas de Farmácia Hospitalar

 Biologia e medicina   |  Farmácia   |  Estudo   |  01/06/2011   |  BR   |   .doc   |   10 páginas