Search icone
Permuta de Trabalhos Acadêmicos
Garantias
Leia mais sobre as nossas garantias.

Digitálicos

Informações sobre o autor

 
Nível
Especializado
Estudo seguido
medicina
Faculdade
ITPAC

Informações do trabalho

Frederico L.
Data de Publicação
Idioma
português
Formato
Word
Tipo
estudo
Número de páginas
10 páginas
Nível
Especializado
Consultado
2 vez(es)
Validado por
Comitê Facilitaja
1 Avaliaçao cliente
5
escrever um comentário
  1. Farmacocinética
  2. Mecanismo de ação
  3. Efeitos sobre o coração
  4. Efeitos extracardíacos
  5. Usos terapêuticos
  6. Uso clínico
  7. Contra indicações
  8. Digitalização e dose de manutenção
  9. Efeitos adversos
  10. Fatores de risco para a intoxicação digitálica
  11. Intoxicação digitálica: quadro clínico
  12. Tratamento da intoxicação digitálica

Os glicosídios cardíacos tem sido utilizados a séculos como agentes terapêuticos. Os compostos que contém a porção molecular comum a estes agentes, um núcleo esteróide contendo lactona insaturada na posição C17 e um ou mais resíduos glicosídios em C3, são encontrados em muitas plantas e em várias espécies de sapos, em geral atuando como venenos ou toxinas que servem como proteção contra predadores. A primeira descrição abrangente sobre a utilização de glicosídios digitálicos no tratamento da ICC e em outras doenças foi realizada em 1785, na monografia de William Withering sobre a eficácia terapêutica e a toxicidade das folhas da planta dedaladeira, Digitalis purpúrea. Outros glicosídios clinicamente importantes são derivados das folhas de Digitalis lanata, da qual a digitoxina e digoxina são derivadas, e das sementes do Strophanthus gratus, que contém Ouabaína.
Embora os termos glicosídio digitálico e glicosídio cardíaco sejam, em geral, utilizados como sinônimos, glicosídio cardíaco é um termo muito mais abrangente; o termo glicosídio digitálico deve ser reservado para os agentes derivados das espécies Digitalis. Nos anos de 1990, a digoxina tornou-se o glicosídio cardíaco mais amiúde prescrito, devido à sua farmacocinética conveniente, as vias alternativas de administração e a grande disponibilidade de técnicas de mediação no soro.

[...] Consumo de oxigênio do miocárdio O aumento da contratilidade do miocárdio induzido por digitálicos produz aumento no consumo de oxigênio do miocárdio. A diminuição do volume ventricular, em conseqüência do aumento do tônus muscular e débito cardíaco induzido pelos digitálicos, diminuem o consumo de oxigênio do miocárdio. Atividade eletrofisiológica - Aumentam indiretamente o tônus vagal do coração, prolongam o período refratário do nódulo atrioventricular (NAV) e diminuem a velocidade de condução através do nódulo átrio ventricular. Freqüência cardíaca Nos indivíduos normais , os digitálicos exercem pouco efeito sobre a freqüência cardíaca. [...]


[...] Os digitálicos podem converter flutter atrial em fibrilação atrial. C. A taquicardia atrial paroxística quase sempre responde à terapia com digitálicos, presumivelmente em conseqüência da estimulação vagal reflexa. USO CLÍNICO BENEFÍCIO (IC por) BENEFÍCIO QUESTIONÁVEL (IC por) Hipertensão arterial Estenose mitral sem fibrilação Insuficiência coronariana Cor pulmonale Doença vascular (estenose aórtica Miocardite hipertrófica e insuficiência aórtica) Taquicardia supraventricular Pericardite constrictiva (fibrilação atrial, flutter, taquicardia paroxística) Estados hipercinéticos CONTRA INDICAÇÕES O uso de glicosídios cardíacos (digitálicos) é contra-indicado em casos de: Pacientes intoxicados Tamponamento cardíaco ICC de alto débito Pericardite constrictiva Estenose subaórtica Bloqueio de condução Severa hipopotassemia e hipomagnesemia Hipertrofia idiopática com obstrução da saída DIGITALIZAÇÃO E DOSE DE MANUTENÇÃO CONSIDERAÇÕES GERAIS: 1. [...]

Estes documentos podem interessar a você

Glicosídeos cardiotônicos

 Biologia e medicina   |  Farmácia   |  Estudo dirigido   |  28/01/2008   |  BR   |   .doc   |   11 páginas

Noções básicas sobre farmacologia

 Biologia e medicina   |  Farmácia   |  Estudo dirigido   |  04/04/2008   |  BR   |   .ppt   |   49 páginas

Mais Vendidos farmácia

Controle de qualidade de amostra de plantago major

 Biologia e medicina   |  Farmácia   |  Monografia   |  09/10/2006   |  BR   |   .doc   |   15 páginas