Search icone
Permuta de Trabalhos Acadêmicos
Garantias
Leia mais sobre as nossas garantias.

Plano fitness para período menstrual

Informações sobre o autor

 
Nível
Para todos
Estudo seguido
outros
Faculdade
CASTELO BRANCO

Informações do trabalho

Armênio C.
Data de Publicação
Idioma
português
Formato
Word
Tipo
estudo
Número de páginas
15 páginas
Nível
Para todos
Consultado
129 vez(es)
Validado por
Comitê Facilitaja
0 Avaliaçao cliente
0
escrever um comentário
  1. Introdução
  2. O ciclo mestrual
  3. Hormônios e exercícios
  4. Aspectos da fisiologia do exercíco na mulher
  5. Menstruação e Desempenho Físico
    1. Exercício, níveis hormonais e repercussões sistêmicas
    2. Climatério
  6. Prescrição de Exercícios
  7. Conclusão
  8. Referências Bibliográficas

O corpo da mulher está em constante transformação desde o seu nascimento até a velhice, por isto, é importante conhecer estas mudanças e saber lidar com elas a fim de se ter uma vida mais saudável. São vários os fatores orgânicos que podem ser modificados em mulheres que praticam atividades físicas regulares, os de maior importância são os níveis hormonais, a massa muscular, a massa óssea e o sistema cardiorespiratório.
O ciclo menstrual (CM) dura, em média, 28 dias, podendo ser dividido em três fases distintas: folicular, ovulatória e lútea. A fase folicular inicia-se no primeiro dia da menstruação e dura entre nove e 23 dias; a fase ovulatória pode durar até três dias e a fase lútea vai do fim da ovulação até o início do fluxo menstrual1. Cada uma dessas fases caracteriza-se por um número específico de dias e por perfis específicos de concentrações séricas dos hormônios sexuais.
Na fase folicular e ovulatória, grandes quantidades de estrogênio são secretadas, enquanto na fase lútea ocorre o predomínio de progesterona e, em menor grau, do estradiol.
A fase lútea caracteriza-se pelo aumento acentuado dos níveis séricos de progesterona, alcançando o seu pico máximo logo após a ovulação e que são responsáveis pelo aumento da temperatura corporal basal observada nesta fase. Simultaneamente, o estrogênio sérico volta a aumentar nessa fase, após redução importante durante a ovulação.
Nos últimos dias do ciclo menstrual, o corpo lúteo vai-se degenerando e os níveis de progesterona e estrogênio caem, provocando o início do fluxo menstrual e um novo ciclo se repete.
Após um estudo sobre como funciona os hormônios femininos e conhecendo esse mecanismo, é possível montar um plano de fitness muito mais eficiente.

[...] O ciclo menstrual é o período que se estende do primeiro dia do fluxo sangüíneo até o primeiro dia do fluxo seguinte (DIBRIZZO; FORT,1991). Dura, em média dias, mas pode haver mais curtos: 25 ou 26 dias, ou mais longos: 31 ou 32 dias. Irregularidades no ciclo menstrual podem, dentro de certos limites, não contrastar com uma boa saúde. O ciclo menstrual está sob a dependência da hipófise, que influencia na função ovárica mediante dois hormônios: a folículo-estimulina e a lúteo- estimulina, chamadas também "prolan" (prolan A e prolan ou gonadotropina. [...]


[...] Devem sim ser um sinal de alerta para o médico e a intervenção deve ser precoce (HOBART; SMUCKER, 2000). O manejo da amenorréia do exercício baseia-se principalmente na redução geral do programa de treinamento, na correção de hábitos alimentares e na terapia de reposição hormonal (CARVALHO et al., 1996). A osteoporose se caracteriza por uma redução da densidade óssea, que está associada a uma maior incidência de fraturas. Na mulher praticante de atividade física de caráter competitivo ou não é conseqüência da cadeia de eventos descritos anteriormente (CARVALHO et al., 1996) Climatério O climatério é caracterizado pela diminuição fisiológica da função ovariana. [...]


[...] Estudos futuros utilizando populações, amostras maiores e definição hormonal mais precisa das fases do ciclo menstrual são necessários para que essa questão possa ser respondida de forma mais definitiva. A maioria dos estudos relata uma melhor performance na fase pós- menstrual, e uma redução acontecendo na fase pré-menstrual, não esquecendo que as funções fisiológicas e a especialização desportiva são altamente individuais. Os treinadores que conhecem e aceitam essa hipótese, planejam os treinos respeitando as mudanças que ocorrem durante o ciclo menstrual. [...]

Mais Vendidos fisioterapia

Síndrome de Ehlers-Danlos

 Biologia e medicina   |  Fisioterapia   |  Estudo   |  02/08/2011   |  BR   |   .doc   |   5 páginas

A Atuação do Naturólogo Avaliando a Prática de Shiatsu Express para o Alívio do Estresse dos...

 Biologia e medicina   |  Fisioterapia   |  Estudo   |  24/04/2012   |  BR   |   .doc   |   76 páginas

Últimos trabalhos fisioterapia

A Atuação do Naturólogo Avaliando a Prática de Shiatsu Express para o Alívio do Estresse dos...

 Biologia e medicina   |  Fisioterapia   |  Estudo   |  24/04/2012   |  BR   |   .doc   |   76 páginas

Síndrome de Ehlers-Danlos

 Biologia e medicina   |  Fisioterapia   |  Estudo   |  02/08/2011   |  BR   |   .doc   |   5 páginas