Search icone
Permuta de Trabalhos Acadêmicos
Garantias
Leia mais sobre as nossas garantias.

A utilização da acupuntura na disfunção temporo-mandibular : estudo de casos

Informações sobre o autor

 
Nível
Para todos
Estudo seguido
direito...
Faculdade
UNITRI

Informações do trabalho

FRANCISCO CARLOS S.
Data de Publicação
Idioma
português
Formato
Word
Tipo
estudo de caso
Número de páginas
36 páginas
Nível
Para todos
Consultado
404 vez(es)
Validado por
Comitê Facilitaja
0 Avaliaçao cliente
0
escrever um comentário
  1. Revisão de literatura
    1. Fundamentos na medicina tradicional chinesa
    2. Disfunção temporomandibular
  2. Metodologia
    1. Tipo de pesquisa
    2. Caracterização da população e amostra
  3. Análise dos dados
    1. Apresentação da amostra
    2. Evolução do tratamento
    3. Dor
    4. Grau de mobilidade

Atualmente um problema que vem se tornando cada vez mais freqüente na sociedade moderna é a disfunção temporomandibular. As ATMs são responsáveis pelos movimentos mandibulares, associados à ação dos músculos mastigatórios. A liberdade dos movimentos mandibulares possibilita as funções de respiração e postura, sucção, mastigação, deglutição, fala e produção da voz.
Uma desordem na harmonia do sistema estomatognático pode provocar uma Disfunção Temporomandibular (DTM), em que os músculos e as articulações não trabalham harmonicamente, causando comprometimentos musculares como: espasmo, tensão, dor e comprometimento das estruturas ósseas (CABEZAS, 1997). Os sintomas dolorosos do aparelho mastigatório podem se localizar na região da nuca e dos ombros, como por irradiação da dor em órgãos que são do domínio da otorrinolaringologia.
Os sintomas das desordens na articulação temporomandibular são bem conhecidas e há geralmente a dor funcional da mandíbula como a característica básica, entretanto um dos problemas relacionados com a disfunção temporomandibular é a cefaléia de tensão. Os pacientes que sofrem deste tipo de cefaléia referem uma sensação de pressão sobre a cabeça como devida à presença de uma faixa; a dor se irradia para nuca, a região periorbital, o ouvido e a mandíbula. É freqüente a tensão da musculatura do pescoço.
É comum a excessiva utilização de analgésicos e antiinflamatórios, seja por automedicação ou por indicação médica, nos casos de dores na região facial. Nos últimos anos, para reduzir as queixas nos consultórios, cirurgiões-dentistas estão aderindo a uma alternativa, que é a aplicação da acupuntura como analgésico e em casos de dores na articulação temporomandibular (ATM). A Fisioterapia também exerce papel importante no tratamento da Disfunção Temporomandibular, utilizando várias técnicas que vão desde massoterapia, cinesioterapia e eletroterapia.
Neste estudo, procura-se para o tratamento das Disfunções Temporomandibulares, apresentar a Acupuntura como proposta.
Na medicina não existem milagres. Toda cura tem causas biológicas. A acupuntura não constitui exceção. A doença não é um estado permanente e imutável, sabemos, por experiência, que a transição entre ?são? e ?doente? é fluída. Bem-estar e mal-estar dependem de inúmeros fatores e nós próprios somos responsáveis pela maioria deles.
Fazer o uso da Acupuntura sem o conhecimento dos seus princípios filosóficos e teóricos é como se usássemos um antibiótico sem conhecermos a fisiologia a farmacologia na concepção ocidental e com isso os resultados seriam imprevisíveis.
Nas últimas décadas a Acupuntura tornou-se cada vez mais popular e parcialmente aceita nos países ocidentais sendo os fatores que mais contribuíram foram o alívio da dor aguda e crônica. Para Lee e Liao (1994) o uso da Acupuntura em pacientes com dor é plausível para sua redução e também para o aumento de temperatura, ativando a liberação de serotonina, encefalina e endorfina. Gerando analgesia de início lento com resultados prolongados podendo ter efeito cumulativo.
A história da Acupuntura demonstra que seu êxito não é modismo passageiro, pois muito antes que se descobrisse a pólvora, o papel, a vacina preventiva contra varíola, a porcelana, a seda, a bússola, os chineses combatiam suas doenças com Acupuntura. Segundo Ernest e White (1999) estudos recentes dão sustentação científica para antigas descobertas empíricas.
O National Institute of Health Norte-Americano, reconheceu a eficácia da acupuntura no tratamento de diversos estados clínicos, como dor, náuseas e entre outras patologias, e a Organização Mundial de Saúde (OMS) recomenda a utilização da acupuntura em 80 afecções ou condições clínicas, incluindo dor. (TEIXEIRA e FIGUEIRÓ, 2001).
Apesar de ser praticada pelos chineses há aproximadamente 5 mil anos, na área odontológica no Brasil, ainda é reduzido o contingente de profissionais capacitados na utilização da acupuntura, abrindo-se assim mais um campo.
A Acupuntura juntamente com a odontologia, a fisioterapia e a medicina, surgem como mais uma ferramenta no combate da disfunção temporomandibular.
Diante exposto, lança-se a pergunta: Qual o efeito de um tratamento de acupuntura na Disfunção Temporomandibular?

[...] Considerando que os dois indivíduos apresentavam dor ou desconforto quando realizado os testes podemos ter um indicativo de que as articulações podem estar prejudicadas Conclusão A presente pesquisa procurou buscar fundamento teórico para que pudesse analisar os efeitos de um tratamento de Acupuntura na Disfunção Temporomandibular, o que mostrou ser bastante eficaz na diminuição do quadro álgico, na melhora da amplitude articular e na função da musculatura mastigatória. Ambos os indivíduos tratados apresentaram uma melhora considerável no quadro álgico das Disfunções Temporomandibulares, sendo que o indivíduo A apresentou uma diminuição de 6 pontos e o indivíduo B apresentou uma diminuição de 5 pontos na escala de dor. [...]


[...] Na região dorsal, cruza o Canal de Energia da Bexiga de onde retorna para a fossa supraclavicular, onde penetra e une-se com coração. Um ramo desse canal de Energia da fossa supraclavicular dirige-se para cima, cruzando o pescoço e a região mandibular, indo até o canto do olho, onde se encontra com o Canal de Energia da Vesíbula Biliar, depois vai para a têmpora e penetra na orelha no ponto ID-19 (Tinggong). Um outro ramo separa-se do primeiro na altura da região maxilar, sobre até a região infra-orbital e depois para o canto interno do olho, onde se encontra o Canal de Energia da Bexiga, indo para a região zigomática. [...]


[...] Nos últimos anos, para reduzir as queixas nos consultórios, cirurgiões-dentistas estão aderindo a uma alternativa, que é a aplicação da acupuntura como analgésico e em casos de dores na articulação temporomandibular (ATM). A Fisioterapia também exerce papel importante no tratamento da Disfunção Temporomandibular, utilizando várias técnicas que vão desde massoterapia, cinesioterapia e eletroterapia. Neste estudo, procura-se para o tratamento das Disfunções Temporomandibulares, apresentar a Acupuntura como proposta. Na medicina não existem milagres. Toda cura tem causas biológicas. A acupuntura não constitui exceção. [...]

Mais Vendidos medicina

Trabalho sobre educação física e a importância do esporte no ensino

 Biologia e medicina   |  Medicina   |  Estudo   |  15/05/2007   |  BR   |   .doc   |   16 páginas

Gestação múltipla

 Biologia e medicina   |  Medicina   |  Dissertação   |  21/11/2007   |  BR   |   .doc   |   21 páginas

Últimos trabalhos medicina

Fisiologia e Anatomia em Otorrinolaringologia

 Biologia e medicina   |  Medicina   |  Estudo   |  25/09/2012   |  BR   |   .ppt   |   13 páginas

Diagnóstico e tratamento das Otites

 Biologia e medicina   |  Medicina   |  Estudo   |  25/09/2012   |  BR   |   .ppt   |   27 páginas