Search icone
Permuta de Trabalhos Acadêmicos
Garantias
Leia mais sobre as nossas garantias.

Artrites infecciosas

Informações sobre o autor

 
Nível
Avançado
Estudo seguido
medicina
Faculdade
UFMG

Informações do trabalho

Raphael C.
Data de Publicação
Idioma
português
Formato
.ppt
Tipo
estudo dirigido
Número de páginas
28 diapositivo
Nível
avançado
Consultado
89 vez(es)
Validado por
Comitê Facilitaja
0 Avaliaçao cliente
0
escrever um comentário
  1. Introdução
  2. Artrites bacterianas
  3. Quadro clínico
  4. Exames Subsidiários
  5. Tratamento

Introdução As artrites infecciosas podem ser conceituadas como infecções intra-articulares ocasionadas por um agente infeccioso conhecido que geralmente atinge a articulação por via hematogênica ou, mais raramente, por traumatismos ou ainda por contigüidade. Na prática médica, constituem uma ocorrência de grande importância em razão das graves seqüelas articulares e mesmo risco de vida quando não diagnosticadas e tratadas adequadamente. Do ponto de vista didático, as artrites infecciosas podem ser classificadas, de acordo com o agente etiológico, em bacterianas, fúngicas, parasitárias e virais. A lista abaixo reúne os microrganismos mais freqüentemente associados às infecções intra-articulares.

[...] Em relação à etiopatogenia, ressaltamos aqui as condições que predispõem às infecções de uma maneira geral e às infecções articulares. Têm-se assim: diabetes mellitus, alcoolismo crônico, cirrose hepática, tumores malignos, uremia, utilização de imunossupressores, lúpus eritematoso sistêmico, artrite reumatóide, entre outras. A via de disseminação mais freqüente é a hematogênica, embora a infecção também possa ocorrer por inoculação direta (punção ou infiltração articular), contigüidade, ou, ainda, pela via linfática. Quadro Clínico A sintomatologia dependerá não só das condições do hospedeiro, como também da virulência do germe. [...]


[...] A hemocultura também é importante, desde que pode ser positiva em 3/4 dos casos. A pesquisa de foco infeccioso primário deve ser realizada através de vários procedimentos, quer laboratorial (hemocultura, cultura de secreções, urina), quer radiológico. Na fase inicial, a radiologia é inexpressiva, podendo mostrar apenas aumento de partes moles. Com a evolução do processo, surgem osteoporose justa-epifisária, pinçamentos articulares, erosões ósseas e cartilagíneas e reações periostais. Nos casos avançados sem tratamento a destruição osteoarticular é das mais intensas. Tratamento O repouso articular, medida importante, deve ser no leito quando se tratar de articulação de carga, caso contrário, exige-se apenas a imobilização da articulação comprometida. [...]

Mais Vendidos medicina

Trabalho sobre educação física e a importância do esporte no ensino

 Biologia e medicina   |  Medicina   |  Estudo   |  15/05/2007   |  BR   |   .doc   |   16 páginas

Gestação múltipla

 Biologia e medicina   |  Medicina   |  Dissertação   |  21/11/2007   |  BR   |   .doc   |   21 páginas

Últimos trabalhos medicina

Fisiologia e Anatomia em Otorrinolaringologia

 Biologia e medicina   |  Medicina   |  Estudo   |  25/09/2012   |  BR   |   .ppt   |   13 páginas

Diagnóstico e tratamento das Otites

 Biologia e medicina   |  Medicina   |  Estudo   |  25/09/2012   |  BR   |   .ppt   |   27 páginas