Search icone
Permuta de Trabalhos Acadêmicos
Garantias
Leia mais sobre as nossas garantias.

Aspectos prognósticos do diabetes mellitus tipo 1

Informações sobre o autor

 
Nível
Especializado
Estudo seguido
medicina
Faculdade
ITPAC

Informações do trabalho

Frederico L.
Data de Publicação
Idioma
português
Formato
Word
Tipo
estudo dirigido
Número de páginas
11 páginas
Nível
Especializado
Consultado
218 vez(es)
Validado por
Comitê Facilitaja
0 Avaliaçao cliente
0
escrever um comentário
  1. Introdução
  2. Desenvolvimento

O Diabetes Mellitus Tipo 1(DM1) é o resultado do ataque autoimume conta as células beta pancreáticas. Está incluída em 5 a 10% das patologias diabéticas e associada com alta freqüência de complicações agudas e crônicas, intervindo na qualidade e expectativa de vida dos pacientes.
20 a 30% dos pacientes com DM1 desenvolvem nefropatia diabética, evoluindo para doença renal terminal podendo necessitar futuramente de um transplante renal, resultando em altas taxas de mortalidade atingindo 26 a 44% dos pacientes.
Quanto maior o tempo de início do diabetes, maior a prevalência de retinopatia diabética. No DM1 essa prevalência chega a 98% dos pacientes com mais de 15 anos de evolução da doença. A neuropatia diabética ocorre em aproximadamente em 50% dos indivíduos com DM1 de longa duração relacionada com défict de controle glicêmico.
A cetoacidose diabética se mostrou uma complicação de emergência, sendo importante causa de morbidade com pior prognóstico nos extremos de idade. Ficou evidenciado que grande parte dos diabéticos podem desenvolver depressão chegando a afetar 48% dos indivíduos. Um estudo afirma que durante os 10 primeiros anos após se ter diagnosticado DM1 com idade de 20 anos, 48% dos pacientes desenvolveram algum tipo de distúrbio psíquico.
O transplante de ilhotas pancreáticas tem melhorado grandemente a qualidade de vida dos pacientes, fazendo com que haja a diminuição das crises hiperglicêmicas e as complicações freqüentes do DM. O uso da bomba de insulina também reduziu a dose de insulina. Essas medidas ainda estão em estudo para proporcionar um melhor prognóstico dos pacientes com DM1, não sendo administrada ainda na prática clínica diária, alem da complexidade e dos cuidado

[...] Dificuldades visuais, algumas vezes até mesmo cegueira são umas das conseqüências mais temidas do diabetes de longa duração. Essa doença é atualmente a quarta causa mais importante de cegueira adquirida nos EUA a 80% dos pacientes com diabetes desenvolvem alguma forma de retinopatia diabética aproximadamente 15 a 20 anos após o diagnóstico (15). Além da retinopatia, os diabéticos também têm maior propensão para desenvolver glaucomas e cataratas, ambas contribuindo para as dificuldades visuais. A neuropatia diabética (NpD) é também outra complicação prognóstica do DM1 que pode ser definida com a presença de sinais ou sintomas de disfunção dos nervos periféricos, excluindo-se todas as outras causas de neuropatia periférica. [...]


[...] Foram relatados também desenvolvimento de infecções no local da infusão com bombas de insulina e o aparecimento de cetoacidose por disfunção do aparelho. O transplante de ilhotas pancreáticas tem melhorado grandemente a qualidade de vida dos pacientes, fazendo com que haja a diminuição das crises hiperglicêmicas e as complicações freqüentes do DM Nos primeiros estudos na literatura, em dos pacientes receptores de ilhotas alcançaram a glicose normal. Para essa técnica são administrados imunossupressores aos pacientes de meses a anos, os quais são caros, e podem aumentar o risco de progressão para malignidades e infecções oportunistas levando a ulceras orais, edema periférico, anemia, perda de peso, hipertensão hiperlipidemia, diarréia, fadiga e o uso de drogas (tracrolimus e ciclosporina) que são significativamente nefrotóxicas.(10) Além das toxicidades da imunossupressão outros riscos estão associados com o próprio procedimento do transplante, incluindo hemorragia intra-abdominal e trombose da veia porta. [...]


[...] As infecções são a causa mais freqüente de CAD, com infecção do trato respiratório ou urinário correspondendo a 50% dos casos. Outras causas de CAD incluem abuso de álcool, embolia pulmonar e IAM. As úlceras e as infecções dos pés também estão entre as principais causas de morbidade em indivíduos com DM devido a diversos fatores como: neuropatia, doença arterial periférica e má cicatrização de feridas. A dermopatia diabética são lesões resultantes de pequenos traumatismos mecânicos na região pré-tibial comuns em homens idosos com DM. [...]

Mais Vendidos medicina

Trabalho sobre educação física e a importância do esporte no ensino

 Biologia e medicina   |  Medicina   |  Estudo   |  15/05/2007   |  BR   |   .doc   |   16 páginas

Gestação múltipla

 Biologia e medicina   |  Medicina   |  Dissertação   |  21/11/2007   |  BR   |   .doc   |   21 páginas

Últimos trabalhos medicina

Fisiologia e Anatomia em Otorrinolaringologia

 Biologia e medicina   |  Medicina   |  Estudo   |  25/09/2012   |  BR   |   .ppt   |   13 páginas

Diagnóstico e tratamento das Otites

 Biologia e medicina   |  Medicina   |  Estudo   |  25/09/2012   |  BR   |   .ppt   |   27 páginas