Search icone
Permuta de Trabalhos Acadêmicos
Garantias
Leia mais sobre as nossas garantias.

Câncer de esôfago

Informações sobre o autor

 
Nível
Especializado
Estudo seguido
medicina
Faculdade
Universidad...

Informações do trabalho

Maryana M.
Data de Publicação
Idioma
português
Formato
.ppt
Tipo
estudo dirigido
Número de páginas
42 diapositivo
Nível
Especializado
Consultado
0 vez(es)
Validado por
Comitê Facilitaja
0 Avaliaçao cliente
0
escrever um comentário

Histologia: Revestido por epitélio pseudo-estratificado ciliado não queratinizado com células caliciformes. Divisão ? tipos de fibras musculares - Terço proximal - Terço médio - Terço inferior Camadas - Mucosa: Revestimento epitelial pavimentoso estratificado, uma lâmina própria de tecido conjuntivo. - Submucosa: Pequenas glândulas - Muscular: Externa e interna Epidemiologia: 6ª causa de mortalidade oncológica 3H:1M Raça negra > 40 anos (50-60 anos) Maior incidência: Ásia; China; Cingapura; Irã; Rússia; África Tipos histológicos: Tumores epiteliais - Carcinoma escamoso - Adenocarcinoma - Carcinóide - Carcinoma indiferenciado - Carcino-sarcoma Tumores não-epiteliais - Sarcoma - Melanoma - Rabdmio-sarcoma - Linfoma Carcinoma escamoso (epidermóide) Derivado do epitélio estratificado não-queratinizado Mucosa normal do esôfago Origem 1/3 médio 35 - 50% 1/3 médio superior 15 - 25% Adenocarcinoma Derivado do epitélio de Barrett Epitélio colunar displásico Metaplasia intestinal ? esofagite grave de refluxo Pode preceder CA franco Aneuploidia Mutações de p53 no epitélio displásico Origem 1/3 distal 25-50% Fatores de risco: Carcinoma escamoso: Hábitos de vida; Etilismo; Tabagismo Fatores dietéticos - Alimentos com compostos N-nitroso - Contaminação com fungos produtores de toxina - Deficiência de Selênio, Zinco e vitaminas - Bebidas extremamente quentes

[...] laríngeo recorrente Linfonodos cervicais profundos (supraclaviculares), para-esofágicos, mediastínicos posteriores e traqueobrônquicos 1/3 distal Diafragma, pericárdio e estômago Linfonodos para-esofágicos, celíacos e do hilo esplênico Metástases à distância Fígado, pulmão e pleura Exames para estadiamento US endoscópico de alta freqüência Melhor exame para estadiamento T e N RX tórax Alterada - 50% Adenopatia mediastinal, derrame pleural e metástases pulmonares Exames para estadiamento TC tóraco-abdominal Avalia a espessura da parede esofágica (normal até 5mm), os linfonodos mediastinais e as metástases à distância Broncofibroscopia Inversão tráqueo-brônquica Indicação principal CA 1/3 superior e médio Exames para estadiamento Toracoscopia e laparoscopia com biópsia Avalia linfonodos e metástases à distância PET Tomografia de emissão de pósitrons Avalia viabilidade da ressecção Estadiamento Tamanho do Tumor Primário T0: sem sinais de tumor primário TIS: carcinoma in situ (displasia de alto grau) T1: tumor restrito a lâmina própria ou submucosa T2: tumor restrito à muscular própria T3: tumor invade tecido periesofágico T4: tumor invade tecidos adjacentes linfonodos N0: sem comprometimento N1: metástase para gânglios linfáticos regionais metástase M0: ausência de metástase M1: com metástase Estadiamento Prognóstico Ruim CA totalmente ressecável 40 - 50% Mortalidade operatória entre 5-10% Cura: 10-35% Sobrevida global Estágio 60% Estágio II: 30% Estágio III: 20% Estágio IV: Tratamento Abordagem inicial PoliQT e RT e/ou cirurgia QT junto com RT: melhor sobrevida do que RT sozinha QT + RT Indicação Não candidatos à cirurgia alto risco cirúrgico Esquema 5-fluoracil + cisplatina Resposta clínica 30-70% Sobrevida em 5 anos 10% dos casos Tratamento RT ( 5.500 6.000 cGy) Carcinoma epidermóide Resultado semelhante ao da cirurgia radical Menos eficaz no alívio dos sintomas obstrutivos QT redução significativa de massa tumoral 15 25% - único agente 30 60% - múltiplos agentes inclusive cisplatina Neoadjuvante Redução das micrometástases Tratamento Cirurgia curativa Esofagectomia + linfadenectomia regional com margem de segurança de 8 cm no mínimo Indicação Estágio I e II Reconstrução do trânsito Preferencialmente com o estômago Indicação Razoável estado geral e sem comorbidades preocupantes, na ausência de metástases à distância e de um T4 irressecável Tratamento Técnicas para esofagectomia Esofagectomia transtorácica Mortalidade operatória: 7-20% Esofagectomia trans-hiatal Mortalidade operatória: Esofagectomia em-bloc Cirurgia toracoscópica Tratamento Esôgafo superior Esofagectomia Laringectomia Reconstrução com estômago Microcirurgia com intestino delgado Tratamento complementar Rt 5.040 cGy Cisplatina 75mg/m2 D1 1ª a 5ª semana 5 FU 1.000 mg/m2 D1 a D4 1ª e 5ª semana Tratamento Esôfago médio Cirurgia Toractomia direita Transhiatal Tratamento complementar QT RT Tratamento Esôfago distal Cirurgia Esofagectomia transhiatal Gastrectomia parcial Esvaziamento ganglionar abdominal superior QT RT a partir do estágio II Tratamento Pré-operatório Desnutridos por disfagia Pode-se dilatar a estenose por endoscopia e inserir um catéter de Dobb-hoff para garantir um aporte nutricional de pelo menos 2000Kcal/dia e postergar a cirurgia após melhora nutricional Pós-operatório Jejunostomia para alimentação enteral Tratamento Abordagem paliativa CA incurável e inoperável Para alívio da disfagia, desnutrição e controle das fístulas traqueoesofágicas Dilatadores esofágicos ou stents Reconstituição do trânsito alimentar por período curto Tratamento [...]


[...] Terço inferior Camadas Mucosa Revestimento epitelial pavimentoso estratificado, uma lâmina própria de tecido conjuntivo. [...]

Estes documentos podem interessar a você

Câncer de esôfago

 Biologia e medicina   |  Medicina   |  Estudo dirigido   |  25/07/2007   |  BR   |   .ppt   |   40 páginas

Tumores digestivos

 Biologia e medicina   |  Medicina   |  Estudo dirigido   |  15/10/2007   |  BR   |   .ppt   |   76 páginas

Mais Vendidos medicina

Trabalho sobre educação física e a importância do esporte no ensino

 Biologia e medicina   |  Medicina   |  Estudo   |  15/05/2007   |  BR   |   .doc   |   16 páginas

Gestação múltipla

 Biologia e medicina   |  Medicina   |  Dissertação   |  21/11/2007   |  BR   |   .doc   |   21 páginas