Search icone
Permuta de Trabalhos Acadêmicos
Garantias
Leia mais sobre as nossas garantias.

Câncer de tireóide

Informações sobre o autor

 
Nível
Avançado
Estudo seguido
medicina
Faculdade
UFMG

Informações do trabalho

Raphael C.
Data de Publicação
Idioma
português
Formato
.ppt
Tipo
estudo dirigido
Número de páginas
66 diapositivo
Nível
avançado
Consultado
190 vez(es)
Validado por
Comitê Facilitaja
0 Avaliaçao cliente
0
escrever um comentário
  1. Anatomia da Tireóide
  2. Remoção Inadvertida das Paratireóides
  3. Fisiologia
  4. Câncer da Tireóide
  5. Anamnese
  6. Exame físico
  7. Fundamentos do Diagnóstico
  8. Avaliação Laboratorial
  9. Diagnóstico por Imagem
  10. Punção Aspirativa por Agulha Fina (PAAF)
  11. Carcinoma Papilar da Tireóide
  12. Patogenia
    1. Excesso de iodo
    2. Irradiação externa
    3. Fatores genéticos
  13. Manifestações clínicas
  14. Tratamento
  15. Carcinoma Folicular da Tireóide
    1. Patologia
    2. Manifestações Clínicas
    3. Tratamento
    4. Prognóstico
  16. Carcinoma Medular da Tireóide
    1. Patologia
    2. Manifestações Clínicas
    3. Tratamento
    4. Prognóstico
  17. Carcinoma Anaplásico (Indiferenciado) da Tireóide
    1. Patologia
    2. Manifestações Clínicas
    3. Tratamento
  18. Linfoma da Tireóide
    1. Patologia
    2. Tratamento
  19. Tireoidectomia
  20. Observações
  21. Pré-operatório
  22. Técnica Cirúrgica
  23. Pós-operatório
  24. Complicações
  25. Hemorragia da Ferida
  26. Lesão do N. Laríngeo Recorrente
  27. Hipoparatireoidismo
  28. Transplante de Paratireóide
  29. Conclusões
  30. Bibliografia

Pele Tela subcutânea com o M. Platisma Fáscia cervical superficial com sua rafe mediana e Vv. Jugulares Anteriores M. Esterno-hióideo M. Esternotireóideo. Anatomia da Tireóide Maior glândula endócrina do corpo. Situa-se profunda aos Mm. Esternotireóideo e Esterno-hióideo, do nível das vértebras C5 até T1. Istmo anterior ao 2º e 3º anéis traqueais. Circundada por fina cápsula fibrosa que envia septos profundamente para a glândula. Meios de fixação: Ligamentos superiores e laterais. A. Tireóidea Superior: 1º ramo da A. Carótida Externa A. Tireóidea Inferior: Maior ramo do Tronco Tireocervical, originário da A. Subclávia. 10%- possuem A. Tireóidea Ima, originária do Tronco Braquiocefálico, ou do arco da Aorta ou das Aa. Carótida Comum, Subclávia ou Torácica Interna. Veias Tireóideas Superiores: pólos superiores. Veias Tireóideas Médias: lobos médios. Veias Tireóideas Inferiores: pólos inferiores. As veias Tireóideas Superior e Média drenam para as veias Jugulares Internas e Tireóideas Inferiores, que drenam para as Braquiocefálicas. Drenagem Linfática: Linfonodos paratraqueais, pré-laríngeos e pré-traqueais. Vasos linfáticos, ao longos das V. Tireóideas Superiores, passam para os linfonodos cervicais profundos inferiores. Alguns drenam para linfonodos braquiocefálicos ou Ducto Torácico. Nervos: Derivam dos gânglios simpáticos cervicais superior, médio e inferior. Estas fibras são vasomotoras.

[...] Tratamento: Carbonato de cálcio ou Gluconato de cálcio a 10% via oral ou gel de hidróxido de alumínio. Eventualmente a 200mil unidades de vitamina D2 diariamente. Autotransplante- criam novo suprimento sanguíneo; função tireoidiana retornará ao normal dentro de 3 meses. Transplante de Paratireóide Glândula em solução salina fisiológica gelada até 2 horas. Fatia da glândula em vários fragmentos. Bolsas no M. Esternocleidomastóideo (habitualmente para colocar os fragmentos. Início da secreção de PTH em poucas semanas ou em, no máximo 2 ou 3 meses. [...]


[...] Maioria dos tumores da tireóide são benignos Tumores malignos da tireóide: de todos os cânceres das mortes por câncer. Proporção muito pequena de nódulos tireóideos clinicamente evidentes é de natureza maligna. O câncer da tireóide constitui o tumor endócrino maligno mais comum. Maioria dos casos de carcinoma da tireóide: entre 3ª e 4ª décadas de vida. Prognóstico: relação com características morfológicas do tumor. Evolução clínica praticamente benigna X Doença rapidamente fatal Anamnese Interrogatório abrange organismo como um todo. Deve determinar se houve história de irradiação sobre o timo ou tratamento radiológico para adenite cervical na infância. [...]


[...] Meios de fixação: Ligamentos superiores e laterais. A. Tireóidea Superior: 1º ramo da A. Carótida Externa A. Tireóidea Inferior: Maior ramo do Tronco Tireocervical, originário da A. Subclávia. possuem A. Tireóidea Ima, originária do Tronco Braquiocefálico, ou do arco da Aorta ou das Aa. Carótida Comum, Subclávia ou Torácica Interna. Veias Tireóideas Superiores: pólos superiores. Veias Tireóideas Médias: lobos médios. Veias Tireóideas Inferiores: pólos inferiores. As veias Tireóideas Superior e Média drenam para as veias Jugulares Internas e Tireóideas Inferiores, que drenam para as Braquiocefálicas. [...]

Estes documentos podem interessar a você

Câncer de Tireóide

 Biologia e medicina   |  Medicina   |  Palestra   |  09/10/2006   |  BR   |   .ppt   |   19 páginas

Doença nodular da tireóide

 Biologia e medicina   |  Medicina   |  Estudo   |  31/05/2007   |  BR   |   .ppt   |   53 páginas

Mais Vendidos medicina

Trabalho sobre educação física e a importância do esporte no ensino

 Biologia e medicina   |  Medicina   |  Estudo   |  15/05/2007   |  BR   |   .doc   |   16 páginas

Gestação múltipla

 Biologia e medicina   |  Medicina   |  Dissertação   |  21/11/2007   |  BR   |   .doc   |   21 páginas