Search icone
Permuta de Trabalhos Acadêmicos
Garantias
Leia mais sobre as nossas garantias.

Colágeno

Informações sobre o autor

 
Nível
Avançado
Estudo seguido
medicina
Faculdade
universidad...

Informações do trabalho

Priscila D.
Data de Publicação
Idioma
português
Formato
Word
Tipo
estudo dirigido
Número de páginas
12 páginas
Nível
avançado
Consultado
70 vez(es)
Validado por
Comitê Facilitaja
0 Avaliaçao cliente
0
escrever um comentário
  1. Introdução
  2. Discussão

Os dois periódicos a serem comparados neste trabalho possuem como tema central a grande família de proteínas denominadas genericamente como colágenos. O primeiro texto tem como título: ?Collagens ? structure, function and biosynthesis? (Colágenos ? estrutura, função e biossíntese). A partir de tal texto defini-se colágeno como um tipo especial de proteína formada por uma tripla hélice de três cadeias polipeptídicas. Afirma-se que todos os colágenos formam tal estrutura molecular, embora variem no tamanho, função e tecidos em que são encontrados preponderantemente. Neste periódico, o estudo será focado na análise das características bioquímicas e importâncias fisiológicas dos seguintes tipos de colágeno: I, II, III, IV, V, VI, VIII, IX, X, XI, XII e XIV. Existem atualmente 26 tipos descritos de colágenos, sendo a falha na expressão gênica dos mesmos, causa de diversas doenças como a síndrome de Alport, osteogênese imperfeita, síndrome de Ehler's Danlos e epidermólise bolhosa.

[...] Infelizmente, houve pouca pesquisa sobre o estágio inicial da mineralização. Não se sabe com detalhe, por exemplo, a cinética da passagem do fosfato de cálcio amorfo para o CaP cristalino. Porém, de acordo com experimentos realizados pela equipe e outros pesquisadores, a passagem se dá após que íons cálcio são quelados por grupos carboxila e carbonila do colágeno, e esses grupos servirão como local de formação dos cristais. Em contato com fosfato, forma-se CaP amorfo que induz a auto-montagem das fibrilas. [...]


[...] Cerca de 20 tipos de colágeno foram identificados no ser humano que, sendo que os mais comuns formam fibras, enquanto outros tipos têm papel importante na associação com proteínas, por exemplo, algumas que fazem parte do sistema imunológico. Mutações no colágeno podem ser causa de doenças graves, como a osteogênese imperfeita ou o aneurisma aórtico hereditário. Defeitos na formação de fibras de colágeno também poderão implicar nas doenças acima citadas, daí o grande interesse de instituições de pesquisa sobre a síntese, secreção e montagem do colágeno. [...]


[...] Filamentos de colágeno são produzidos pelos osteoblastos na camada mais externa da parede óssea, e depois formam as fibrilas. As fibrilas recém-formadas possuem poucos cristais e se distribuem aleatoriamente, mas à medida que o osso envelhece, as fibrilas migram para o seu interior, ganhando ligações umas com as outras e sendo mineralizadas, o que aumenta seu diâmetro. Daí formam densos feixes de fibrilas e ganham orientação paralela ao eixo longo do osso. Exames realizados em ossos com doenças genéticas mostraram que esses possuem vários defeitos, como paredes ósseas finas, mineralização assimétrica, micro-rachaduras, diferenças no tamanho das fibrilas, entre outros; e esses resultados foram de grande valia para equipes que pesquisam doenças genéticas nos ossos do ser humano. [...]

Estes documentos podem interessar a você

infecções ósseas

 Biologia e medicina   |  Medicina   |  Palestra   |  30/10/2006   |  BR   |   .ppt   |   42 páginas

Trombose venosa profunda

 Biologia e medicina   |  Medicina   |  Estudo   |  17/05/2007   |  BR   |   .ppt   |   36 páginas

Mais Vendidos medicina

Trabalho sobre educação física e a importância do esporte no ensino

 Biologia e medicina   |  Medicina   |  Estudo   |  15/05/2007   |  BR   |   .doc   |   16 páginas

Gestação múltipla

 Biologia e medicina   |  Medicina   |  Dissertação   |  21/11/2007   |  BR   |   .doc   |   21 páginas