Search icone
Permuta de Trabalhos Acadêmicos
Garantias
Leia mais sobre as nossas garantias.

Estudo sobre a fisiologia da lactação

Informações sobre o autor

Medico
Nível
Especializado
Estudo seguido
Universidad...

Informações do trabalho

MIHAI SORIN D.
Data de Publicação
Idioma
português
Formato
Word
Tipo
estudo dirigido
Número de páginas
27 páginas
Nível
Especializado
Consultado
2 vez(es)
Validado por
Comitê Facilitaja
2 Avaliaçao cliente
5
escrever um comentário
  1. Introdução
  2. Unidade morfo-funcional da mama
    1. A estrutura das mamas
  3. Mamogenese
    1. Crescimento e desenvolvimento da mama
    2. Complexo hormonal da lactação
    3. Tireoide
    4. Suprarenala
  4. A lactogênese
    1. Perfil da prolactinemia no ciclo grávido-puerperal: fator inibidor da prolactina (PIF)
    2. Durante a gravidez
    3. Conclusão
    4. Prolactina (PRL).
    5. Lactogênio placentário (LP).
    6. Hormônio do crescimento (GH).
    7. Glicocorticóides
    8. Hormônios tireoidianos
    9. Calcitonina
    10. Hormônio da paratiréoide (PTH).
    11. Insulina e glucagon
    12. Esteróides ovarianos
  5. A galactopoiese
    1. O efeito contraceptivo da lactação
    2. Métodos anticoncepcionais e lactação
    3. Patologias da Lactação. Caracterização clínica. Tratamento

As glândulas mamarias são órgãos complementários do aparelho reprodutor feminino. A função delas e de secretar leite adaptado à nutrição do recém-nascido.
O desenvolvimento da glândula mamaria e a instalação de lactação são controlados pela sistema nervoso central. O controle da SNC se exercita sobre a função gonadotrópica da hipófise anterior. A estação de controle neuro-hormonal e o hipotálamo.
Existem três processos que condiciona a formação do leite:
a) Desenvolvimento da glândula mamaria para aleitamento (mamogénese)
b) O inicio da lactação pós-parto (lactogénese)
c) A manutenção da lactação e a excreção do leite (galactopóiese)
A função da glândula mamaria resulta pela interação dos vários sistemas hormonais, antagônicas ou sinérgicas.

[...] Quase toda constelação hormonal do corpo e implicada na fisiologia da lactação, seja na mamogenese, seja nas outras etapas, mas o que e importante e que a ação deles esta fortemente interligada com a ação da prolactina e do hormônio de crescimento (GH ou STH) 4. Em todo processo da formação e sintese do leite a hipofise tem o papel fundamental. Os estrogênios e a progesterona não tem nenhum efeito sobre a glândula mamaria na ausência da hipófise anterior A semelhança da estrutura química da prolactina e do hormônio de crescimento tem posto em duvida ate a existência da prolactina como hormônio em si, também como hoje o hormônio inibidor da prolactina (PIF) e assimilado ao dopamina as teorias são ainda contraditórias O principal fator que favorece a manutenção da secreção láctea e o reflexo de sucção do feto ele desencadeia uma secreção complexa hormonal que se exprima produzindo o aumento da mama e lactação, tanto em presença quanto em ausência dos ovários isto o reflexo de sucção pode manter ele sozinho a lactação 7. [...]


[...] Não existem doenças medicais em qual a utilização da amenorreia de lactação seja proibida, e não existem comprovantes sobre o impacto negativo sobre a saúde da mãe. No obstante, existem situações em qual o aleitamento pode ser proibido e por isso, o método também não pode ser utilizado: Infecção com HIV Remédios como antimetabolitos, bromocriptina, alguns anticoagulantes, corticóides, ciclosporina, ergotamina, lítio, psico-moduladores, preparados radioativos e reserpina Afecções do recém-nascido (malformações) que podem causar dificuldades de aleitamento. A anovulação durante o aleitamento parece a ser causada pelo altos níveis de prolactina, que agem no hipotálamo e parando a secreção dos hormônios. [...]


[...] ação da progesterona sobre os estrogênios iniba a secreção da prolactina Apoiando essas hipóteses tem as seguintes provas experimentais: ao administrar estrogênios ou progesterona aumenta a neutralização biológica dos corticóides somente os estrogênios podem aumentar a secreção da prolactina e podem mesmo iniciar a lactação. A progesterona tem efeitos contrários se os estrogênios forma dados em concentrações altas eles não tem mais efeito positivo sobre a lactação. CONCLUSÃO: A progesterona tem efeitos negativos para lactogênese. Uma prova da ação desfavorável das progesteronas sobre a lactação e oferecida pela diminuída da lactação usando Norethynodrel (Sattartwaite e Gamble), ou Orthonovum (cada comprimido contem 0.5 mg of norethindrone e 0.035 mg ethinyl estradiol), conseguindo parar a lactação em 32,5% dos casos. [...]

Estes documentos podem interessar a você

Administração de Suprimentos e Logística

 Administração e marketing   |  Administração   |  Projeto   |  30/08/2006   |  BR   |   .doc   |   13 páginas

Ficha de Leitrura: La Escuela del Mundo al Revés

 Sociedade   |  Ciências políticas   |  Fichamento   |  05/01/2012   |  BR   |   .doc   |   6 páginas

Mais Vendidos medicina

Trabalho sobre educação física e a importância do esporte no ensino

 Biologia e medicina   |  Medicina   |  Estudo   |  15/05/2007   |  BR   |   .doc   |   16 páginas

Gestação múltipla

 Biologia e medicina   |  Medicina   |  Dissertação   |  21/11/2007   |  BR   |   .doc   |   21 páginas