Search icone
Permuta de Trabalhos Acadêmicos
Garantias
Leia mais sobre as nossas garantias.

Intoxicações em medicina

Informações sobre o autor

 
Nível
Especializado
Estudo seguido
medicina
Faculdade
ITPAC

Informações do trabalho

Frederico L.
Data de Publicação
Idioma
português
Formato
.ppt
Tipo
estudo dirigido
Número de páginas
139 diapositivo
Nível
Especializado
Consultado
200 vez(es)
Validado por
Comitê Facilitaja
0 Avaliaçao cliente
0
escrever um comentário
  1. Introdução
  2. Produtos tóxicos comuns
  3. Diagnóstico
  4. Exposição evidente
  5. Exposição possível
  6. Diagnóstico diferencial
  7. Exame físico
    1. Exame físico hálitos
    2. Exame físico boca
    3. Exame físico olhos
    4. Exame físico cardiovascular
    5. Exame físico pele
    6. Exame físico neuropsíquicos
    7. Exame físico digestivos
    8. Exame físico respiratórios
  8. Toxíndromes
    1. Toxíndromes anfetaminas
    2. Toxíndromes aspirina
    3. Toxíndromes of e carbamatos
    4. Toxíndromes cianetos
    5. Toxíndromes fenotiazinas
    6. Toxíndromes barbitúricos
    7. Toxíndromes antidepressivos
    8. Toxíndromes opiáceos em geral
    9. Toxíndromes nafazolina
  9. Abordagem terapêutica em toxicologia
  10. Produtos tóxicos comuns
  11. Abordagem diagnóstica
  12. Abordagem sindrômica
    1. Síndrome anticolinérgica
    2. Síndrome colinérgica
    3. Síndrome simpaticomimética
    4. Síndrome dos sedativos opiáceos e etanol
  13. Abordagem terapêutica
  14. Via de intoxicação digestiva
    1. Indução do vómito
    2. Lavagem gástrica
    3. Catarse
    4. Carvão ativado
    5. Outros agentes adsorventes
  15. Via de intoxicação tópica ou inalatória
    1. Via de intoxicação pele
    2. Via de intoxicação olhos
    3. Via de intoxicação vias aéreas
  16. Abordagem terapêutica vias de excreção
    1. Diurese forçada
    2. Diálise gastrintestinal
    3. Terapia extracorpórea
    4. Outras formas de excreção
  17. Introdução
  18. Conceito de antídoto
  19. Antídotos e suas propriedades
  20. Tabela de antídotos

A intoxicação é o efeito nocivo que se produz quando uma substância tóxica é ingerida ou entra em contato com: Pele e olhos Mucosa: Nasal, do trato gastrintestinal, dos porgãos genitais São situações comuns na prática médica, principalmente em emergências médicas e são a causa mais freqüente de acidentes domésticos não mortais. As intoxicações acidentais ou intencionais, são consideradas uma importante causa de ida a emergências médicas ou internações; A OMS estima que aproximadamente 1,5 a 3% da população é intoxicada por ano. Isto representa para nosso país, até 4.800.000 novos casos a cada ano. De 0,1 a 0,4 % das intoxicações culminam em óbito.

[...] Indicado: Intoxicações por anticoagulantes derivados da cumarina e indandiona (presentes em raticidas) Fitomenadiona (Vitamina K1) Dose: Adultos: 10-20 mg, EV lento, repetir 3 horas depois (SOS). Dose máx: 40 mg/dia Crianças: Se ano: 1 mg IM, doses subseqüentes ( ajuste conforme fatores da coagulação) Se ano: 5-10 mg IM Flumazenil Como age: Faz uma Inibição competitiva com os receptores dos benzodiazepínicos Indicado: Intoxicação por benzodiazepínicos Dose: Dose inicial: 0,3 mg, EV Pode repetir-se até à dose máxima total de 2 mg, se não se obtiver o efeito desejado ao fim de 60 segundos Se o estado de sonolência voltar,: Fazer infusão EV em SG ou SF Fazer 0,1 mg a 0,4 mg/h Folinato Como age: Antagonizando os receptores dos antagonistas do ácido fólico. [...]


[...] Indicação: Na hipertensão grave ocasionada por Intoxicação com IMAO Nos espasmos arteriais periféricos causados por produtos com ergotamina Doses: 0,3-1 ?g/kg/min, EV ( bomba de infusão coberta ) Se necessário, dose pode ser aumentada progressivamente até máximo de 10 ?g/kg/min Oximas (obidoxima e pralidoxima) Como age: Reativa as colinesterases inativadas por organosfosforados, fazendo com que diminua a atividade colinérgica e muscarínica (fasciculações e bloqueios neuromuscular) Indicado nas intoxicações por: Pesticidas (organofosforados e carbamatos) Gases neurotóxicos anticolinesterásicos (gases de guerra) Oximas (obidoxima e pralidoxima) Doses: Obidoxima: 250 mg EV por 5-10 minutos; Repetir 1 ou 2 vezes, se necessário, a intervalos de 2 horas, ou 2-10 mg/kg/dia Metilsulfato de Pralidoxima: 400 mg EV lento; Se necessário mg cerca de 30 min depois; Se após 6-12 h depois persistirem sintomas de intoxicação: administrar 200 mg. [...]


[...] Contra-indicações: Intoxicado com alterações da consciência ou convulsões (somente com intubação prévia); Comprimidos intactos implicam provocar o vômito e só depois a lavagem gástrica; Ingestão de corrosivos tem indicação para endoscopia digestiva precoce Efeitos adversos: Perfuração do esôfago ou estômago; Epistaxe por trauma; Broncoaspiração Lavagem gástrica Técnica: Posicionar em decúbito lateral esquerdo; se alteração da consciência, proteger a via aérea com intubação traqueal; Introduzir o tubo até ao estômago e esvaziar o conteúdo, não esquecendo a possibilidade de colheita para análises toxicológicas; A sonda aconselhada é de 12-13 mm, 36-40F, necessária para a remoção de comprimidos Iniciar lavagem com administração de carvão ativado, Dose: 1 g/kg; Lavar com 200 a 300 mL de soro fisiológico e remover com aspirador; repetir até completar 2 L ou não haver mais remoção de material tóxico. [...]

Estes documentos podem interessar a você

A antropologia forense

 Direito e contrato   |  Outro   |  Estudo   |  19/12/2006   |  BR   |   .doc   |   43 páginas

Mais Vendidos medicina

Trabalho sobre educação física e a importância do esporte no ensino

 Biologia e medicina   |  Medicina   |  Estudo   |  15/05/2007   |  BR   |   .doc   |   16 páginas

Gestação múltipla

 Biologia e medicina   |  Medicina   |  Dissertação   |  21/11/2007   |  BR   |   .doc   |   21 páginas