Search icone
Permuta de Trabalhos Acadêmicos
Garantias
Leia mais sobre as nossas garantias.

Neoplasia benignas e malignas do ovário

Informações sobre o autor

 
Nível
Avançado
Estudo seguido
medicina
Faculdade
unincor

Informações do trabalho

Renan C.
Data de Publicação
Idioma
português
Formato
.ppt
Tipo
estudo dirigido
Número de páginas
78 diapositivo
Nível
avançado
Consultado
180 vez(es)
Validado por
Comitê Facilitaja
1 Avaliaçao cliente
3
escrever um comentário
  1. Introdução
  2. Etiologia
  3. Classificação das neoplasias
    1. Benignas
    2. Cisto funcional
  4. Cistoadenomas
  5. Tumores sólidos
  6. Cisto endometriótico
  7. Tumores de baixa malignidade (borderfine) e malignos
  8. Tipos histológicos
    1. Cistoadenocarcinoma seroso
    2. Cistoadenocarcinoma mucinoso
    3. Cistoadenocarcinoma endometrióide
  9. Tumores de células claras
  10. Tumores de brenner
  11. Carcinoma de células transicionais
  12. Tumores indiferenciados
  13. Tumores germinativos e estromais
  14. Disseminação
  15. Diagnóstico
  16. Métodos
    1. Estadiamento
  17. Tratamento
    1. Tumores benignos
    2. Tumores malignos
  18. Quimioterapia
  19. Radioterapia

Introdução O câncer de ovário é o quarto tumor ginecológico em freqüência e o primeiro em mortalidade. A idade das pacientes quando o diagnóstico é feito está entre 65 e 69 anos, e 70% destas pacientes já têm doença disseminada. Nos países desenvolvidos, com exceção do Japão, esta doença é mais freqüente do que em países subdesenvolvidos ou em desenvolvimento. A incidência máxima desta doença é encontrada nos países nórdicos - 18/100.00 -, enquanto no Brasil (São Paulo) registra-se 61100.000. Este tumor acomete mulheres de todas as idades, sendo a incidência abaixo de 40 anos de 61100.000, chegando a 501100.000 em mulheres acima de 60 anos. A incidência do câncer ovariano tem diminuído nas últimas décadas nos países desenvolvidos devido, aparentemente, ao aumento do uso de anticoncepcionais orais e das ligaduras tubárias e histerectomias, e aumentado nos países em desenvolvimento, provavelmente devido ao aumento da vida média. Alguns estudos epidemiológicos têm mostrado um aumento na detecção dos tumores borderfine, sugestivos de uma melhora na qualidade do atendimento ginecológico oferecido à paciente.

Mais Vendidos medicina

Trabalho sobre educação física e a importância do esporte no ensino

 Biologia e medicina   |  Medicina   |  Estudo   |  15/05/2007   |  BR   |   .doc   |   16 páginas

Gestação múltipla

 Biologia e medicina   |  Medicina   |  Dissertação   |  21/11/2007   |  BR   |   .doc   |   21 páginas

Últimos trabalhos medicina

Fisiologia e Anatomia em Otorrinolaringologia

 Biologia e medicina   |  Medicina   |  Estudo   |  25/09/2012   |  BR   |   .ppt   |   13 páginas

Diagnóstico e tratamento das Otites

 Biologia e medicina   |  Medicina   |  Estudo   |  25/09/2012   |  BR   |   .ppt   |   27 páginas