Search icone
Permuta de Trabalhos Acadêmicos
Garantias
Leia mais sobre as nossas garantias.

Os leites não-humanos e a alimentação infantil

Informações sobre o autor

Medico
Nível
Especializado
Estudo seguido
Universidad...

Informações do trabalho

MIHAI SORIN D.
Data de Publicação
Idioma
português
Formato
Word
Tipo
estudo dirigido
Número de páginas
15 páginas
Nível
Especializado
Consultado
1 vez(es)
Validado por
Comitê Facilitaja
0 Avaliaçao cliente
0
escrever um comentário
  1. Indicações e inconvenientes do aleitamento artificial
  2. A composição geral das fórmulas
    1. As proteinas
    2. Carboidratos
    3. Os lipidios
    4. As vitaminas
    5. Minerais e ionos
  3. Comparações dos leites artificiais com o codex
  4. Classificação dos leites não humanos quanto á composição
  5. Fórmulas polimericas
    1. Fórmulas poliméricas para lactentes: Apresentação e reconstituição indicadas pelo fabricante
    2. Fórmulas poliméricas para lactentes: Caracterização e fontes alimentares
    3. Fórmulas para prematuros e RNBP
    4. Fórmulas para prematuros e RNBP: Caracterização e fontes alimentares
    5. Fórmulas poliméricas à base da proteína do soja: Caracterização e fontes alimentares
  6. Fórmulas semielementares e elementares
    1. Fórmulas semi-elementares: Apresentação e reconstituição indicadas pelo fabricante
    2. Fórmulas semi-elementares: Caracterização e fontes alimentares
    3. Fórmulas elementares: Apresentação e reconstituição indicadas pelo fabricante
  7. Fórmulas especiais
    1. Fórmulas infantis completas para nutrição enteral: Apresentação e reconstituição indicadas pelo fabricante
    2. Fórmulas infantis completas para nutrição enteral: caracterização e fontes alimentares
  8. Métodos de preparo e de complementação dos leites artificiais
    1. Preparo do leite de vaca

A ) INDICAÇÕES E INCONVENIENTES DO ALEITAMENTO ARTIFICIAL
A noção de formula láctea foi emprestada da literatura anglo-saxona, significando, praticamente, um leite que sofreu varias transformações em processos industriais com a intenção de fazer dele um preparado mais perto de composição do leite humano.
Existiu uma tendência, alguns anos atrás, de chamar as formulas de leite ?leites humanizados?, mas todos os cientistas tiveram que reconhecer que todas as fórmulas fabricadas ao longo do tempo são somente imitações imperfeitas do leite humano.
As formulas chegaram a ser um necessário para a alimentação correta dos lactentes, porque, mesmo 67% dos recém-nascidos são amamentados o numero dos lactentes que beneficiam de aleitamento diminui rapidamente, especialmente depois o terceiro mês.
A maioria das fórmulas é baseada no leite de vaca, mas indiferentemente dos processos que ele sofre, nunca não vai chegar às propriedades do leite humano.

[...] O principio básico e a modificação físico- quimica seja ela industrial ou caseira, para chegar mais perto possível do ?padrão de ouro? o leite materno Existiu a tendência de chamar os leites não humanos de leites ?humanizados? a expressão foi abandonada, já que todos os cientistas e nutricionistas do mundo aceitaram que todos os preparados de leite para lactentes são imitações longe de ser perfeitas do leite humano, então, a noção de ?formula? foi escolhida como a mais adequada A proporção geral dos lactentes que beneficiam de aleitamento natural e de 67% nos primeiros meses de vida no entanto, a proporção deles diminui vertiginosamente em volta do terceiro quarto mês o que constitui uma preocupação seria isto foi um dos principais fatores que aumentou a necessidade dos preparados de leite e a patologia decorrente Despeito aos avanços de processamento industrial, de estocagem, de esterilização e melhora das formulas de leite, as fórmulas tem serias deficiências em íons e princípios básicos, o que faz que o leite materno fica uma opção muito melhor para alimentação nos primeiros seis meses do lactente Devido as necessidades nutricionais e calóricas padrão dos lactentes, como também para evitar a obesidade infantil, ou, pelo contrario, a desnutrição, varias organizações internacionais (COM/AAP e FDA nos Estados Unidos, ESPGAN e SCF CEC na Europa, IFA, mais novo na America de Norte) ou nacionais impuseram regras obrigatórias para todos os fabricantes de fórmulas para lactentes, que estabelecem claramente a proporção e o conteúdo dos vários componentes do preparado utilizado. [...]


[...] Fórmulas infantis completas para nutrição enteral: Apresentação e reconstituição indicadas pelo fabricante PRODUTO APRESENTAÇÃO RECONSTITUIÇÃO chocolate, baunilha, morango ENERGY PLUS RESOURSE JUST FOR caixa "tetra pronto para uso, baunilha, Sabor baunilha Fórmulas infantis completas para nutrição enteral: caracterização e fontes alimentares PRODUTO CARACTERIZAÇÃO PROTEÍNA GORDURA CARBOIDRATO PEDIASURE fórmula líquida ou em Seroproteína e TCM e amido de milho pó, polimérica para caseinato de vegetal hidrolisado e PEDIATRIC DIET fórmula líquida Caseinatos vegetal maltodextrina polimérica para PEDIATRIC DIET fórmula líquida Caseinatos vegetal maltodextrina ENERGY PLUS polimérica para (hipercalórica) RESOURVE JUST fórmula líquida Caseinato e TCM e amido FOR KIDS polimérica para seroproteínas vegetal hidrolisado, frutose TOTAL fórmula polimérica Caseinatos e TCM e amido de milho NUTRITION para criança acima de hidrolisado vegetal hidrolisado e MÉTODOS DE PREPARO E DE COMPLEMENTAÇÃO DOS LEITES ARTIFICIAIS PREPARO DO LEITE DE VACA Na impossibilidade de se proporcionar aleitamento materno exclusivo nos primeiros meses de vida, por motivos inerentes à saúde da mãe, da criança ou por motivos sociais, a complementação da nutrição do lactente será realizada pela administração de leite de vaca. [...]


[...] A fonte dos lipídios do leite materno pode ser vegetal ou animal com a obrigatoriedade que, se for vegetal, tem que adicionar ao formula o colesterol (especifico animal) 53-423 mg/100 g de lipídios Os ácidos graxos com catena grande, sendo os precursores dos lipídios de estrutura, das prostaglandinas e dos tromboxanos, e sendo que o lactente de idade avançada pode fabricar-los do acido linoléico e linolênico, mas que o recém-nascido não consegue sintetizá-los, as fórmulas de geração recente, especialmente para os prematuros incluem também esta categoria PolyUnsaturated Fatty Acids = Ácidos graxos nesaturados (PUFA) com função em desenvolvimento cerebral precoce são, também, componentes adicionados nas fórmulas. [...]

Mais Vendidos medicina

Trabalho sobre educação física e a importância do esporte no ensino

 Biologia e medicina   |  Medicina   |  Estudo   |  15/05/2007   |  BR   |   .doc   |   16 páginas

Gestação múltipla

 Biologia e medicina   |  Medicina   |  Dissertação   |  21/11/2007   |  BR   |   .doc   |   21 páginas

Últimos trabalhos medicina

Fisiologia e Anatomia em Otorrinolaringologia

 Biologia e medicina   |  Medicina   |  Estudo   |  25/09/2012   |  BR   |   .ppt   |   13 páginas

Diagnóstico e tratamento das Otites

 Biologia e medicina   |  Medicina   |  Estudo   |  25/09/2012   |  BR   |   .ppt   |   27 páginas