Search icone
Permuta de Trabalhos Acadêmicos
Garantias
Leia mais sobre as nossas garantias.

Trombose venosa dos membros inferiores

Informações sobre o autor

 
Nível
Avançado
Estudo seguido
medicina
Faculdade
UFMG

Informações do trabalho

Raphael C.
Data de Publicação
Idioma
português
Formato
.ppt
Tipo
estudo dirigido
Número de páginas
69 diapositivo
Nível
avançado
Consultado
1 vez(es)
Validado por
Comitê Facilitaja
0 Avaliaçao cliente
0
escrever um comentário
  1. Introdução
  2. Trombose Venosa Superficial
  3. Trombose Venosa Profunda
    1. Etiopatogenia
    2. Manifestações clínicas
    3. Diagnóstico
    4. Tratamento
  4. Conclusões
  5. Referências

Introdução As doenças do sistema venoso, por inúmeros aspectos, podem ser mais complexas e de tratamento mais difícil do que aquelas do sistema arterial. Na fase aguda, a dor e o edema que surgem têm fundamental importância, por serem incapacitantes; por outro lado, manifestações sistêmicas podem ocorrer, com grandes mortalidade e morbidade. Tal é o caso da trombose venosa profunda, associando-se a quadros de embolia pulmonar. Nos Estados Unidos, a doença tromboembólica (trombose venosa profunda [TVP], e embolia pulmonar [EP]) é responsável por aproximadamente 600.000 hospitalizações anuais, com incidência de 80.000 embolias pulmonares fatais. A insuficiência venosa profunda crônica de membros inferiores, a síndrome pós-flebite e a ocorrência de úlceras de estase e de episódios de flebites de repetição também se associam com a presença de trombose venosa nos membros inferiores, sendo consideradas mais benignas, em termos de mortalidade e morbidade, se comparadas à embolia pulmonar.

[...] Etiopatogenia: A trombose venosa profunda dos membros inferiores (veia tibial, poplítea, femoral ou ilíaca) é o principal fator predisponente para a ocorrência da embolia pulmonar. Cerca de 85% dos êmbolos pulmonares se originam dos membros inferiores. Como as veias do sistema profundo estão envolvidas pelos compartimentos musculares, o diagnóstico de trombose venosa branda pode ser difícil. Trombose Venosa Profunda Com o desenvolvimento de novas técnicas, como o teste de fibrinogênio marcado com o iodo-125, e mais recentemente, com o duplex-scan venoso, verifica-se que muitos pacientes portadores de trombose venosa não apresentam os sinais clássicos de dor, edema e tensão na panturrilha. [...]


[...] Manifestações clínicas: O aparecimento de sinais e sintomas característicos está relacionado diretamente com a extensão da trombose venosa profunda; entretanto dos casos não apresentam sinais clínicos característicos. A dor é o sintoma mais comum da TVP, causada pela distensão da parede venosa, pelo processo inflamatório local e pelo edema dos músculos circunjacentes. Trombose Venosa Profunda Geralmente a dor é mais intensa com a movimentação, podendo estar presente durante o repouso nos casos mais graves na flegmasia cerúlea, ela pode chegar a ser insuportável. [...]


[...] Trombose Venosa Profunda É utilizada também nas cirurgias de varizes de membros inferiores, para avaliar insuficiências das safenas. O uso de fibrinogênio marcado com I-125 (TFM) tem indicação no diagnóstico precoce da TVP, para avaliar trombos que se encontram ainda na fase de formação, sendo o método mais sensível disponível na atualidade. O teste depende da captação pelo trombo de fibrinogênio marcado in vitro com o I-125. Trombose Venosa Profunda A flebografia com radioisotópos permite a visualização do sistema venoso após a injeção distal de substâncias radioativas no membro. [...]

Mais Vendidos medicina

Trabalho sobre educação física e a importância do esporte no ensino

 Biologia e medicina   |  Medicina   |  Estudo   |  15/05/2007   |  BR   |   .doc   |   16 páginas

Gestação múltipla

 Biologia e medicina   |  Medicina   |  Dissertação   |  21/11/2007   |  BR   |   .doc   |   21 páginas

Últimos trabalhos medicina

Fisiologia e Anatomia em Otorrinolaringologia

 Biologia e medicina   |  Medicina   |  Estudo   |  25/09/2012   |  BR   |   .ppt   |   13 páginas

Diagnóstico e tratamento das Otites

 Biologia e medicina   |  Medicina   |  Estudo   |  25/09/2012   |  BR   |   .ppt   |   27 páginas