Search icone
Permuta de Trabalhos Acadêmicos
Garantias
Leia mais sobre as nossas garantias.

Assistência clínica ao parto

Informações sobre o autor

 
Nível
Especializado
Estudo seguido
medicina
Faculdade
ITPAC

Informações do trabalho

Frederico L.
Data de Publicação
Idioma
português
Formato
.ppt
Tipo
estudo
Número de páginas
32 diapositivo
Nível
Especializado
Consultado
2 vez(es)
Validado por
Comitê Facilitaja
0 Avaliaçao cliente
0
escrever um comentário
  1. Introdução
  2. Períodos clínicos
  3. Período premunitório
  4. Período de dilatação - 1º período
  5. Período explusivo - 2º período
  6. Secundamento - 3º período
  7. 4º período
  8. Assitência ao primeiro período
    1. Controle de sinais vitais maternos
    2. Realização de enema glicerinado
    3. Dieta
    4. Punção venosa e infusão de líquidos
    5. Avaliação fetal
    6. Analgesia
    7. Partograma
    8. Manejo ativo do TP
    9. Uso de ocitocina
    10. Parto normal com cesariana prévia
  9. Assitência ao segundo período
    1. Posicionar paciente
    2. Anti-sepsia e colocação de campos esterelizados
    3. Bloqueio pudendo e infiltração em leque e se necessária a realização de episiotomia
    4. Realização de episiotomia
    5. Auscultar BCF
    6. Controle do desprendimento da cabeça
    7. Aspiração da boca e nariz do feto com pêra de borracha
    8. Assistência ao desprendimento dos ombros
    9. Profilaxia da hemorragia puerperal
  10. Assitência ao terceiro período
    1. Manejo ativo
    2. . Revisão do trajeto
  11. Assitência ao quarto período
  12. Bibliografia

A assistência clinica ao parto estuda as medidas e procedimentos que devem ou podem ser adotadas no acompanhamento do trabalho de parto. Períodos clínicos: estuda as alterações maternas que ocorrem durante o trabalho de parto e as medidas de diagnóstico e conduta. Dividem-se em 3 períodos: Dilatação (1º ) Expulsivo (2º) Secundamento(3º) Antes de iniciar o trabalho de parto o útero se prepara durante várias semanas para o parto, chama-se pré-parto ( premunitório).

[...] ASSISTÊNCIA AO SEGUNDO PERÍODO 3. Bloqueio pudendo e infiltração em leque e se necessária a realização de episiotomia Realização de episiotomia: deve ser realizada seletivamente, somente nos casos em que exista indicação para seu uso (sofrimento fetal, uso de fórcipe, fetos grandes, cardiopatia materna, período expulsivo prolongado, etc). Realizar preferencialmente a episiotomia médio-lateral, que apresenta menor risco de extensão para reto e esfíncter anal Auscultar BCF a cada 5 minutos durante o período expulsivo, imediatamente antes, durante e após a contração uterina. [...]


[...] ( Globo de Pinard) Trombotamponagem: Formação de trombos nos grandes vasos uteroplacentários e hematoma intrauterino que recobre a ferida aberta no sítio placentário ASSISTÊNCIA AO PRIMEIRO PERÍODO Diagnosticado o trabalho de parto, está indicado a internação hospitalar Controle de sinais vitais maternos: no momento da admissão e a cada 60 minutos Realização de enema glicerinado: não deve ser realizado de rotina, pois não se mostrou capaz de reduzir infecção materna ou fetal e traz desconforto à paciente e aumenta o custo do procedimento. [...]

Estes documentos podem interessar a você

Repercussões psicossociais materna relacionadas a internação prolongada em UTI neonatal

 Biologia e medicina   |  Enfermagem   |  Estudo de caso   |  12/05/2009   |  BR   |   .doc   |   19 páginas

Mais Vendidos medicina

Trabalho sobre educação física e a importância do esporte no ensino

 Biologia e medicina   |  Medicina   |  Estudo   |  15/05/2007   |  BR   |   .doc   |   16 páginas

Gestação múltipla

 Biologia e medicina   |  Medicina   |  Dissertação   |  21/11/2007   |  BR   |   .doc   |   21 páginas