Search icone
Permuta de Trabalhos Acadêmicos
Garantias
Leia mais sobre as nossas garantias.

Diarréia aguda infecciosa

Informações sobre o autor

 
Nível
Especializado
Estudo seguido
medicina
Faculdade
ITPAC

Informações do trabalho

Frederico L.
Data de Publicação
Idioma
português
Formato
.ppt
Tipo
estudo
Número de páginas
36 diapositivo
Nível
Especializado
Consultado
210 vez(es)
Validado por
Comitê Facilitaja
0 Avaliaçao cliente
0
escrever um comentário
  1. Fisiologia
  2. Secreção
  3. Absorção
  4. Epidemiologia
  5. Conceito de diarréia aguda
  6. Etiologia
  7. Quando investigar?
  8. Avaliação inicial
  9. Quando não investigar
  10. Tratamento empírico
  11. Quando investigar
  12. Tratamento
  13. Tratamento: Antibioticoterapia
  14. Tratamento: Shigella
  15. Tratamento: Campilobacter
  16. Tratamento: Salmonella
  17. Tratamento: Diarréia do viajante
  18. Tratamento: Diarréia hospitalar
  19. Tratamento: Diarréia persistente
  20. Conclusão
  21. Bibliografia

A diarréia é responsável por mais de 2 milhões de mortes anualmente e associa-se com desenvolvimento cognitivo e físico; Nos EUA ocorre um número estimado de 211 a 375 milhões de episódios de diarréia aguda por ano sendo que tais episódios são responsáveis por mais de 900.000 hospitalizações e 6.000 mortes anuais. No Brasil, é importante causa de morbidade mortalidade, principalmente entre crianças, refletindo as condições sócio-econômicas de nossa população. Define-se diarréia aguda como: Aumento da freqüência de evacuações (3 ou mais vezes por dia ou pelo menos 200 gramas de fezes por dia) Em intervalo menor que 14 dias Pode ser acompanhada de: Náuseas Vômitos Cólica abdominal Sintomas sistêmicos

[...] responsável por mais de 2 milhões de mortes anualmente e associa-se com desenvolvimento cognitivo e físico; Nos EUA ocorre um número estimado de 211 a 375 milhões de episódios de diarréia aguda por ano sendo que tais episódios são responsáveis por mais de 900.000 hospitalizações e 6.000 mortes anuais. No Brasil, é importante causa de morbidade mortalidade, principalmente entre crianças, refletindo as condições sócio-econômicas de nossa população. Conceito de diarréia aguda Define-se diarréia aguda como: Aumento da freqüência de evacuações ou mais vezes por dia ou pelo menos 200 gramas de fezes por dia) Em intervalo menor que 14 dias Pode ser acompanhada de: Náuseas Vômitos Cólica abdominal Sintomas sistêmicos Etiologia Os principais patógenos responsáveis por casos de diarréia em 2002 foram: Salmonella (16,1 casos/ 100.000 habitantes); Campylobacter (13,4 casos/ 100.000 habts); Shigella (10,3 casos/ 100.000 habts); Escherichia coli casos/ 100.000 habts); Cryptosporidium casos/ 100.000 habts); Outros: Vibrio, Yersinia, Listeria e Cyclospora(relatados em menos de 1 pessoa por 100.000 Quando investigar? [...]


[...] Tratamento: Antibioticoterapia Controvérsias: É adequada no tratamento da shigellose, diarréia do viajante, diarréia associada a C.difficile se dado precocemente, campylobacteriose; Porém podem: Prolongar a duração da infecção por Salmonella ou C. Difficile Também podem aumentar os riscos de complicações graves a partir das infecções por E. coli produtora de toxina Shiga; Tratamento: Antibioticoterapia Controvérsias: O benefício clínico poderia ser pesado contra: O custo Risco de efeitos colaterais Risco de erradicação nociva da flora Rico de indução da produção de toxina- Shiga Tratamento: Shigella Antibioticoterapias adequadas reduzem a duração média da diarréia da Shigella em 2,4 dias ou mais; Reduzem a duração da febre e do tenesmo; Terapia antimicrobiana é de grande benefício quando iniciada cedo pois reduz a disseminação pessoa a pessoa; Trimetoprim + Sulfametoxazol, Ampicilina, e ácido Nalidíxico: Atualmente devido a resistência aumentad, tem seu uso limitado; Novas Fluroquinolonas: São eficazes para adultos com Shigelose dados recentes, sugerem que Ciprofloxacina é também segura e efetiva em crianças com Shigelose Tratamento: Campilobacter Eritromicina: Excelente opção em imunocompetentes Porém deve ser introduzida dentro de 4 dias após o início do quadro; Pacientes imunocomprometidos (particularmente aqueles com AIDS e grávidas) e pacientes com doença grave: Utilizar sempre a antibioticoterapia Quinolonas: Uso limitado devido a resistência Tratamento: Salmonella Antibioticoterapia é proscrita nos casos não complicados: Pois não aliviam a diarréia; Têm sido associados com presença prolongada e recidiva Indivíduos susceptíveis (risco de ocorrer bacteremia em ) : Devem receber antibióticos Tratamento: Salmonella Situações indicadas (pacientes de risco): <12 a e >50 a Doença linfoproliferativa Neoplasias Hemoglobinopatias SIDA Transplantados Pacientes com enxertos vasculares e próteses articulares; Usuários de corticóides Tratamento: Diarréia do viajante Apesar do quadro ser auto-limitado o uso de Quinolonas: Reduz a duração da diarréia de 3 ou 4 dias para 1ou 2 dias com uma pequena e única dose de antibiótico Contra-indicado: Profilaxia antibiótica para viajantes (mesmo nos imunocomprometidos); Bismuto a 2 comprimidos de 262 mg 4x/ dia): Reduz a incidência de diarréia do viajante em 35-65% e aparenta ser seguro quando utilizado por mais de 3 semanas; Efeito colateral: escurecimento da língua e fezes Tratamento: Diarréia hospitalar Agente mais frequente: Clostridium difficile Tratamento: Suspensão da antibioticoterapia que estiver causando a superinfecção do C. [...]

Estes documentos podem interessar a você

Diarréia aguda

 Biologia e medicina   |  Medicina   |  Estudo   |  18/05/2007   |  BR   |   .ppt   |   49 páginas

Doenças infecto contagiosas

 Biologia e medicina   |  Veterinária   |  Dissertação   |  09/07/2008   |  BR   |   .doc   |   54 páginas

Mais Vendidos medicina

Trabalho sobre educação física e a importância do esporte no ensino

 Biologia e medicina   |  Medicina   |  Estudo   |  15/05/2007   |  BR   |   .doc   |   16 páginas

Gestação múltipla

 Biologia e medicina   |  Medicina   |  Dissertação   |  21/11/2007   |  BR   |   .doc   |   21 páginas