Search icone
Permuta de Trabalhos Acadêmicos
Garantias
Leia mais sobre as nossas garantias.

Distúrbios do ciclo menstrual

Informações sobre o autor

Medico
Nível
Especializado
Estudo seguido
Universidad...

Informações do trabalho

MIHAI SORIN D.
Data de Publicação
Idioma
português
Formato
Word
Tipo
estudo
Número de páginas
55 páginas
Nível
Especializado
Consultado
401 vez(es)
Validado por
Comitê Facilitaja
1 Avaliaçao cliente
5
escrever um comentário
  1. Relações embriológicas
  2. Relações evolutivas
  3. Relaçoes fisiológicas
  4. Distúrbios com insuficiencia de fluxo menstrual - amenorréias
  5. Amenorréias uterinas
    1. Síndrome de mayer-rokitanski-kuster
    2. Síndrome de morris (de testículo feminizado)
    3. Síndrome de moricard
    4. Síndrome de ashermann
    5. Tuberculose uterina
  6. Amenorreias ovarianas
    1. Agenesia gonadal xy
    2. Disgenesia gonadal
    3. Disgenesia gonadal xy
    4. Síndrome turner allbright
    5. Síndrome de ovario resistente
    6. A menopausa precoce
    7. Os tumores ovarianos
    8. Os ovarios hipoplasicos primitivos
  7. Amenorreias hipofisarias
    1. Síndrome stein-leventhal (a síndrome dos ovários policísticos)
    2. A síndrome de forbes-allbright (amenorreia-galactorreia)
    3. A síndrome de sheehan
  8. Amenorreias hipotalamicas
  9. Como diagnosticamos uma amenorreia
  10. Hipomenorreia
  11. Disturbios com excesso de fluxo menstrual
    1. Hemorragias disfuncionais
    2. Hemorragias funcionais
    3. Hemorragias de causa organica
  12. Hipermenorreia
  13. Polimenorreia

I. Relações embriológicas
As relações embriológicas são representadas pela evolução do folículo de Graaf.
O folículo de Graaf tem a origem nos cordões do Valentin Pfluger ?estrutura primordial dos folículos, que, fragmentando-se, darão uns formações individuais ? os futuros folículos.
No começo, estes formações são cercadas pelo uma camada de células granulares, dispostas sobre uma membrana basal ? tal chamada de membrana do Slavianski.
Este e o estádio de ovogonia.

II. Relações evolutivas
Na puberdade, a ovogonia dividira-se, para formar o ovócito I. Mas, esta divisão não vai ate o final, enquanto os cromossomos, mesmo separando-se, não desgrudam. O primeiro ovócito então, e diplóteno, e nesta situação ficam tanto as mulheres antes de ovulação quanto as moças. Nesta fase, o ovulo e imatur, e precisa amadurecer para ser fecundado.

[...] Incidência menos freqüente ou rara: cefaléias, perda repentina da coordenação, sensação de falta de ar, tensão maior, anorexia, náuseas, alterações do ciclo menstrual: hemorragia prolongada ou amenorréia. Precauções. Via oral: durante as refeições ou imediatamente após, para reduzir as náuseas. Se houver suspeita de gravidez, interromper imediatamente o tratamento e consultar o médico. O uso prolongado aumenta o risco de câncer do endométrio em mulheres pós-menopáusicas. As injeções intramusculares devem ser administradas de forma lenta e em profundidade. Não é aconselhável usar estrogênios durante a gravidez, pois existem antecedentes de mal-formações congênitas. [...]


[...] Em hipermenorreia: ETINIL-ESTRADIOL administrando depois 4 dias de menstruação PROGESTERONA 4 dias antes do começo do sangramento ESTROPROGESTATIVAS entre a 15-25 dia do ciclo ESTRADIOL Ações terapêuticas. Estrogenoterapia sistêmica, antineoplásico. Propriedades. Os estrogênios aumentam a síntese celular de cromatina de RNA e de diversas proteínas nos tecidos sensíveis. Diminuem a secreção de hormônio liberador de gonadotropina no hipotálamo, o que reduz a de FSH e a de LH na hipófise. As proteínas receptoras específicas dos tecidos formam complexos com os estrogênios nos tecidos sensíveis a estes. [...]


[...] Associação de um progestogênio em mulheres não-histerectomizadas: estudos do acréscimo de um progestogênio por, no mínimo dias num ciclo de administração de estrogênios ou diariamente com estrogênio em esquema combinado contínuo relataram diminuição da incidência de hiperplasia endometrial em relação à terapia com estrogênio isolado. A hiperplasia endometrial pode ser um precursor do câncer endometrial.Em um subgrupo do estudo WHI (ver Farmacodinâmica e Eficácia clínica), não se observou aumento do risco de câncer endometrial após tratamento médio de 5,2 anos com a associação estrogênio/progestagênio em comparação ao placebo. [...]

Estes documentos podem interessar a você

Hormônios que atuam diretamente ou indiretamente nas gônadas

 Biologia e medicina   |  Medicina   |  Estudo   |  23/04/2007   |  BR   |   .ppt   |   27 páginas

Mais Vendidos medicina

Trabalho sobre educação física e a importância do esporte no ensino

 Biologia e medicina   |  Medicina   |  Estudo   |  15/05/2007   |  BR   |   .doc   |   16 páginas

Gestação múltipla

 Biologia e medicina   |  Medicina   |  Dissertação   |  21/11/2007   |  BR   |   .doc   |   21 páginas