Search icone
Permuta de Trabalhos Acadêmicos
Garantias
Leia mais sobre as nossas garantias.

Drenagem linfática do membro inferior

Informações sobre o autor

 
Nível
Especializado
Estudo seguido
medicina
Faculdade
Unincor

Informações do trabalho

Bruna S.
Data de Publicação
Idioma
português
Formato
Word
Tipo
estudo
Número de páginas
5 páginas
Nível
Especializado
Consultado
0 vez(es)
Validado por
Comitê Facilitaja
0 Avaliaçao cliente
0
escrever um comentário

O sistema linfático é constituído de três componentes principais os capilares e plexos periféricos, os vasos coletores e os linfonodos. Os capilares linfáticos são as estruturas mais periféricas no sistema, e se anastomossam para formar o que é conhecido por plexos periférico. Estes plexos consistindo somente de uma camada de células endoteliais situam-se em contato direto com os tecidos adjacentes e dão origem a canais breves, que levam os ductos coletores.
Existem três tipos de ductos coletores. As principais diferenças nos ductos são o número de camadas musculares que cada um deles possui; eles variam, em termos de complexidade, desde os de uma única camada muscular, os com duas camadas e, até três camadas musculares.

[...] A movimentação do membro pode piorar a dor. O edema quando presente é localizado. O tratamento depende da etiologia, da extensão, dos sintomas e da existência ou não de trombose venosa profunda associada. De forma geral, o tratamento é clínico, consistindo no uso de meias elásticas, analgésicos, antiinflamatórios e calor local. Em alguns casos é necessária a retirada do trombo para alívio dos sintomas. O uso de anticoagulantes fica restrito para os casos de flebite extensa e disseminada com evolução para trombose venosa profunda e suspeita de embolia pulmonar. [...]


[...] Geralmente, após um episódio da doença, o membro afetado fica mais suscetível à doença, pois sempre permanece um inchaço residual - que nada mais é que o acúmulo de um líquido rico em proteínas que permanece logo abaixo da pele no tecido subcutâneo. Esse inchaço se deve ao fato da infecção anterior ter destruído muitos vasos linfáticos, dificultando a absorção deste líquido que é um ótimo meio para multiplicação das bactérias. Surtos repetidos de erisipela podem causar a elefantíase, na qual o local apresenta aumento de volume devido a um edema duro e persistente, podendo a pele adquirir aspecto verrucoso. [...]

Mais Vendidos medicina

Trabalho sobre educação física e a importância do esporte no ensino

 Biologia e medicina   |  Medicina   |  Estudo   |  15/05/2007   |  BR   |   .doc   |   16 páginas

Gestação múltipla

 Biologia e medicina   |  Medicina   |  Dissertação   |  21/11/2007   |  BR   |   .doc   |   21 páginas

Últimos trabalhos medicina

Fisiologia e Anatomia em Otorrinolaringologia

 Biologia e medicina   |  Medicina   |  Estudo   |  25/09/2012   |  BR   |   .ppt   |   13 páginas

Diagnóstico e tratamento das Otites

 Biologia e medicina   |  Medicina   |  Estudo   |  25/09/2012   |  BR   |   .ppt   |   27 páginas