Search icone
Permuta de Trabalhos Acadêmicos
Garantias
Leia mais sobre as nossas garantias.

Exposição ocupacional a agentes teratogênicos

Informações sobre o autor

A
Nível
Especializado
Estudo seguido
A

Informações do trabalho

Wanderley M.
Data de Publicação
Idioma
português
Formato
Word
Tipo
estudo
Número de páginas
32 páginas
Nível
Especializado
Consultado
1 vez(es)
Validado por
Comitê Facilitaja
0 Avaliaçao cliente
0
escrever um comentário
  1. Definição
  2. Objetivos
  3. Justificativa
  4. Metodologia
  5. Ambiente de trabalho
    1. Agentes teratogênicos
    2. Efeitos do trabalho na reprodução humana
    3. Conceituação
  6. Mecanismos de ação dos agentes teratogênicos na reprodução humana
    1. Epidemiologia
    2. Alterações menstruais
    3. Abortamentos espontâneos
    4. Malformações congênitas
    5. Partos prematuros e baixo peso ao nascer
    6. Efeitos pós-natais
  7. Efeitos de categorias de risco selecionadas
    1. Riscos químicos
    2. Medidas preventivas
    3. Produtos agrícolas
    4. Solventes orgânicos
    5. Eteres-glicolicos
    6. Esterilizantes
    7. Anestésicos
    8. Drogas antineoplasicas
    9. Radiações

Na atualidade, novas drogas surgem com maior ou menor grau de toxicidade para o ser humano, a somados aos que encontramos no ar, nos alimentos e em uso doméstico. Com o desenvolvimento de um novo ser, através da fusão dos espermatozóide(s) e óvulo(s), diversos fatores agressivos podem interferir, desde a célula-ovo até a organogenese, levando a alterações ao nível de ovo, embrião e feto. Culminando com abortamentos a mal formações, com defeitos, duplicidades , não formações de órgãos, inviabilizando a vida. A intensidade e a natureza das mal-formações dependem do grau de desenvolvimento do ser em formação, do agente desencadeante, da época do contato com o agente agressor e a sua susceptibilidade. Os diversos sistemas do organismo são susceptíveis em suas distintas fases de desenvolvimento. As estatísticas mostram que, 2 a 3% dos recém natos apresentam mal-formação. Se formos considerar os casos de abortamentos este percentual aumenta para 20% em média. Os agentes teratogênicos podem ser de causas genéticas e causas ambientais. Os de causa genética são transmitidos através do material genético dos pais, através dos cromossomos sexuais e dos autossomos. Entre os diversos fatores de má formação podemos citar os agentes infecciosos: rubéola, toxoplasmose citomegalovirus, Calor a energia térmica pode levar a defeito de fechamento do tubo neural, Radiações com seus efeitos danosos. Agentes químicos: Talidomida, warfarin, prostaglandinas, sulfonamidas, feniltoinas, substancias neurotóxicas, solventes, organoclorados, organofosforados, fumo, álcool, metais pesados pesticidas, entre outros. O presente trabalho tem como objetivo principal a analise da exposição à agentes teratogênicos e suas respectivas influências no ser humano. A pesquisa se fundamentará na revisão bibliográfica, em livros, artigos e revistas especializadas no assunto.

[...] Epidemiology of secondary amenorrhea: a retrospective evaluation of etiology with special regard to psychogenic factors and weight loss. Am. J. Obstet. Gynecol., 118:473- GIL. A. C. Como elaborar projetos de pesquisa. São Paulo: Atlas GUIRGUIS, S. S. et al. Hearth effects associated with exposure to anaesthetic gases in Ontario Hospital personnel. Br. J. Ind. Med., 47:490- HARRINGTON, J. M. et al. The occupational hazards of formulating oral contraceptives: a survey of plant employees. Arch. Environ. Health, 33:12- HERDERSON, R., et al. [...]


[...] A maioria desses agentes é substâncias sintéticas, embora alguns dos Antibióticos e inibidores mitóticos sejam derivados de constituintes orgânicos naturais. De longe, a maior parte da população de risco para uma exposição potencialmente significativa é a de profissionais de saúde que diluem e administram as drogas (principalmente enfermeiros e farmacêuticos). Estas atividades podem gerar formas diversas de exposição. O preparo da droga sem a proteção de capelas verticais de fluxo laminar e o uso ou projeto inadequado de EPI resultam em contaminação significativa. [...]


[...] Agentes de ação direta podem agir de duas formas: A primeira é pôr meio de semelhanças estrutural com outra molécula biologicamente ativa. Os melhores exemplos destes mecanismos são as drogas anticoncepcionais orais, que atuam limitando as excursões pré-ovulatórias de gonadotropina. Diversas exposições ocupacionais a compostos estrogênicos resultando em anormalidades menstruais têm sido relatada na literatura (HARRINGTON, 1978). Figura 3. Toxinas reprodutivas, independentemente de seu(s) sítio(s), produzem seu(s) efeito(s) adverso(s) pôr meio de um ou mais destes mecanismos. Fonte: Mattison Um segundo mecanismo de ação tóxica direta é o de reatividade química. [...]

Mais Vendidos medicina

Trabalho sobre educação física e a importância do esporte no ensino

 Biologia e medicina   |  Medicina   |  Estudo   |  15/05/2007   |  BR   |   .doc   |   16 páginas

Gestação múltipla

 Biologia e medicina   |  Medicina   |  Dissertação   |  21/11/2007   |  BR   |   .doc   |   21 páginas

Últimos trabalhos medicina

Fisiologia e Anatomia em Otorrinolaringologia

 Biologia e medicina   |  Medicina   |  Estudo   |  25/09/2012   |  BR   |   .ppt   |   13 páginas

Diagnóstico e tratamento das Otites

 Biologia e medicina   |  Medicina   |  Estudo   |  25/09/2012   |  BR   |   .ppt   |   27 páginas