Search icone
Permuta de Trabalhos Acadêmicos
Garantias
Leia mais sobre as nossas garantias.

Farmacocinética em pacientes idosos e crianças

Informações sobre o autor

 
Nível
Especializado
Estudo seguido
medicina
Faculdade
UFPE

Informações do trabalho

DIEGO H.
Data de Publicação
Idioma
português
Formato
Word
Tipo
estudo
Número de páginas
24 páginas
Nível
Especializado
Consultado
5 vez(es)
Validado por
Comitê Facilitaja
0 Avaliaçao cliente
0
escrever um comentário
  1. Medicina geriátrica e o paciente idoso (farmacogeriatria)
  2. Procedimentos visando a farmacocinética em idosos
  3. Farmacodinâmica
  4. História médica
  5. História medicamentos
  6. Reações medicamentosas "iatrogências"
  7. Precauções na administração de medicamentos em idosos
  8. Medicamentos pediátricos
  9. Fatores que alteram a disposição dos medicamentos em crianças
  10. Administração de medicamentos em crianças
  11. Outras ações da farmácia clínica na pediatria
  12. Medicamentos não recomendados ao uso pediátrico

Já se tornou axiomática a referência da explosão demográfica dos idosos todas as vezes em que se analisa algum tema de geriatria ou de gerontologia.
Estes resultados são alcançados nos países em que se destacam os progressões médicos de diagnóstico e terapêutica , acessíveis ao cidadão comum, ao lado de saneamento básico, proteção da saúde e bom nível sócio-econômico.
A farmacoterapia dos idosos, constitui apenas um dos aspectos do tratamento global dos pacientes desta faixa etária. Na realidade, o tratamento racional do idoso é complexo e abrange a integração terapêutica de clínicos gerais, de geriatras, de psicogeriatras, de enfermagem de saúde pública de assistentes sociais. Trata-se de um objetivo difícil de ser atingido, mas talvez no futuro se possa substituir a atual atitude de desprezo benigno do idoso por outra mais adequada. Neste sentido, já foram alcançadas várias conquistas.
O problema, além da superação dos tabus sociogênicos, também acarreta grande ônus econômico. Não foi sem razão que Thomas considerou a manutenção da saúde dos idosos como o maior desafio da medicina atual. Não interessará à sociedade, nem aos próprios velhos, prolongar a vida sem um concomitante nível de saúde compatível com a independência física, mental e social daqueles que tem o privilégio de atingir uma idade avançada.
A farmacogeriatria já começou a adquirir fundamentos científicos, com o advento de inúmeros trabalhos que vem orientando como se deve medicar os pacientes idosos.
Na interação medicamento versus organismo envelhecido, chamam logo a nossa atenção as inúmeras variáveis biológicas alteradas pelo envelhecimento. Tais alterações, que redizem a capacidade e reserva funcionais praticamente de todos os sistemas, influem, às vezes de maneira profunda, na farmacocinética e farmacodinâmica dos fármacos. Passaremos a analisar alguns parâmetros farmacológicos e a extensão da sua variabilidade no organismo do paciente idoso.
As mudanças biológicas associadas ao envelhecimento são influenciadas pela hereditariedade e fatores ambientais. Uma distinção deve ser feita entre o envelhecer fisiológico _ o desgaste normal que ocorre com a passagem do tempo_ e o fenômeno patológico que ocorre em pessoas idosas que são os resultados das doenças ou fatores adversos ao estilo de vida de um indivíduo. As funções em desuso e a decadência física são outros fatores que devem logicamente ser 1diferenciados além do processo de envelhecimento fisiológico. Os termos "idoso" e "cidadão mais velho" são melhores definidos em termos de "status" funcional do que pela idade cronológica, embora em razão das conveniências administrativas são frequentemente usadas: idade 65,idade 75, etc.

[...] O uso de diurético, nos velhos, deve ser realizado com cuidado, pois estes pacientes são mais suscetíveis às complicações desta farmacoterapia Tratamento da hipertensão arterial Embora se aconselhe tratamento conservador em casos benignos de hipertensão, especialmente no tipo sistólico que surge após a idade de 50 anos, deve-se tratar a hipertensão diastólica e a sistólica que se encontram acima da norma da faixa etária. Estes tipos de hipertensão aumentam a incidência de derrame, insuficiência cardíaca congestiva e insuficiência renal. O tratamento anti-hipertensivo deve ser norteado pelas alterações farmacocinéticas e farmacodinâmicas observadas nos idosos. [...]


[...] Nos pacientes mais velhos e saudáveis, verificaram que o volume aparente de distribuição da morfina representa a metade do observado em pacientes mais jovens. Outro aspecto da distribuição das drogas em idosos que tem sido muito estudado é a ligação dos fármacos às proteínas plasmáticas, aos eritrócitos e às proteínas tissulares. A redução da albumina plasmática, que se observa com o avanço da idade, provoca elevação da concentração plasmática da fração livre dos fármacos, tais como salicilatos, sulfadiazina, fenilbutazona, corticosteróides warfarin etc. [...]


[...] Repetir este exercício importante tanto quanto necessário para ter a certeza que a tomada dos medicamentos seja racional e mínima - HISTÓRIA DIETÉTICA Muitos pacientes idosos tem sua nutrição limitada. É importante perguntar sobre a dieta, especificamente sobre a renda e se adequada, problemas com compras e preparações das refeições, hábitos alimentares e diminuição do paladar e olfato e das dificuldades com as próteses dentárias - HISTÓRIA PSIQUIÁTRICA A depressão e a ansiedade resultantes de grave estresse psicológico ou doença orgânica são comuns entre os idosos. [...]

Mais Vendidos medicina

Trabalho sobre educação física e a importância do esporte no ensino

 Biologia e medicina   |  Medicina   |  Estudo   |  15/05/2007   |  BR   |   .doc   |   16 páginas

Gestação múltipla

 Biologia e medicina   |  Medicina   |  Dissertação   |  21/11/2007   |  BR   |   .doc   |   21 páginas

Últimos trabalhos medicina

Fisiologia e Anatomia em Otorrinolaringologia

 Biologia e medicina   |  Medicina   |  Estudo   |  25/09/2012   |  BR   |   .ppt   |   13 páginas

Diagnóstico e tratamento das Otites

 Biologia e medicina   |  Medicina   |  Estudo   |  25/09/2012   |  BR   |   .ppt   |   27 páginas