Search icone
Permuta de Trabalhos Acadêmicos
Garantias
Leia mais sobre as nossas garantias.

Farmacologia clínica: Antiinflamatórios

Informações sobre o autor

 
Nível
Especializado
Estudo seguido
medicina
Faculdade
ITPAC

Informações do trabalho

Frederico L.
Data de Publicação
Idioma
português
Formato
.ppt
Tipo
estudo
Número de páginas
57 diapositivo
Nível
Especializado
Consultado
793 vez(es)
Validado por
Comitê Facilitaja
0 Avaliaçao cliente
0
escrever um comentário
  1. Mecanismo fisiológico da resposta inflamatória, da febre e da dor
  2. Mecanismo ação
  3. Salicilatos
  4. Derivados da pirazolona
  5. Indometacina
  6. Derivados do para-aminofenol
  7. Derivados do ácido-propiônico
  8. Derivados do ácido enólico
  9. Derivados do ácido fenilacético
  10. Inibidores da ciclooxigenase 2 ou COX2
  11. Ações renais adversas dos anti-inflamatórios não hormonais
  12. Analgésicos opióides

AINES - Grupo heterogêneo composto por medicamentos que apresentam compostos químicos diferentes entre si, apresentando as mesmas ações terapêuticas, bem como, os mesmos efeitos colaterais. É provável, que estes medicamentos ajam pelo mesmo processo bioquímico, inibindo a via da ciclooxigenase, mediado por 2 enzimas diferentes(COX1 e COX2) e desta forma as síntese das PGD e TxA2. A inibição da COX2 parece mediar as ações antipiréticas, analgésica e antiinflamatórias dos AINES, porém a inibição simultânea da COX1 provoca efeitos colaterais indesejáveis, principalmente os que levam às úlceras gástricas resultantes da produção reduzida de PGD e TxA2.

[...] DERIVADOS DO ÁCIDO FENILACÉTICO Propriedades farmacológicas: Efeito antiinflamatório: superior ao ASS; Efeito antipirético: inferior ao ASS; Efeito analgésico: inferior ao ASS. Contra indicação: Hepatopatas, Crianças, Gestantes, Amamentação, Gastrite, Úlcera péptica e Reações de hipersensibilidade. DERIVADOS DO ÁCIDO FENILACÉTICO Toxicidade: Efeitos colaterais incidência de Gastrointestinais (sangramento, ulceração e perfuraÇão da parede intestinal); Hepatotóxico Reações alérgicas; Necrose intra muscular. Indicações Clínicas: Afecções reumáticas inflamatórias e degenerativa; Artrite reumatóide; Osteoartrose, espondilartrites; Dores de coluna vertebral; Pós-operatório. INIBIDORES DA CICLOOXIGENASE 2 OU COX2 Drogas disponíveis Celecoxib (Celebra) 100/200 mg Rocecoxib (Vioxx) 12,5/25/50 mg Etoricoxib (Arcoxia) 60/90/120 mg ICOX-2 Introdução Os AINHs são amplamente utilizados no tratamento da osteoartrite, artrite reumatoíde, e outras condições dolorosas. [...]


[...] como, os mesmos efeitos colaterais. É provável, que estes medicamentos ajam pelo mesmo processo bioquímico, inibindo a via da ciclooxigenase, mediado por 2 enzimas diferentes(COX1 e COX2) e desta forma as síntese das PGD e TxA2. A inibição da COX2 parece mediar as ações antipiréticas, analgésica e antiinflamatórias dos AINES, porém a inibição simultânea da COX1 provoca efeitos colaterais indesejáveis, principalmente os que levam às úlceras gástricas resultantes da produção reduzida de PGD e TxA2. INTRODUÇÃO (Cont.) Histórico Os povos antigos não dispunham de outra fonte de medicamentos que não as naturais (Ácido Salicílico e Salicilatos são encontrados em diferente plantas) Em 1763, ocorre o 1º trabalho científico com a casca do Salgueiro (alívio da febre) Em 1899, foi introduzido na medicina por Dreser, sob o nome de Aspirina Mecanismo Fisiológico da resposta Inflamatória, da febre e da dor Inflamação: MECANISMO AÇÃO Inflamação: SALICILATOS Introduzido na medicina à mais de 100 anos Analgésico antipirético e antiinflamatório mais prescrito Padrão comparação e avaliação Derivados do Ácido Salicílico AAS (Aspirina) 500/325/100 mg Salicilato de sódio; trissalicilato de magnésio; salsalato; diflunisal; ácido salicilsalícico; sulfasalazina; olsalaziina. [...]


[...] Usos: Analgésico e antipirético; Febres hemorrágicas. DERIVADOS DO ÁCIDO-PROPIÔNICO Drogas disponíveis: Ibuprofeno ( Artril); Naproxeno ( Naprosyn); Cetoprofeno ( profenid). Propriedades farmacológicas Efeitos antiinflamatórios: Variável, porém semelhante ao AAS. Efeito antipirético e analgesico: Variável, porém semelhante ao AAS. Outros: Inibi a COX; Úlceras; Gastrintestinais; Função plaquetaria; Hepatotoxicidade. DERIVADOS DO ÁCIDO-PROPIÔNICO Farmacocinética: Absorção gastrintestinal rápida; Metabolismo hepático; Excreção urinaria. Contra indicação: Pólipos nasais; Angioedema; Reatividade broncoespastica a aspirina. DERIVADOS DO ÁCIDO-PROPIÔNICO Ibruprofeno: Gastrintestinais; Erupção cutânea; Prurido; Zumbido; Tonteira; Cefaléia; Meningite asséptica. [...]

Estes documentos podem interessar a você

A utilização da acupuntura na disfunção temporo-mandibular : estudo de casos

 Biologia e medicina   |  Medicina   |  Estudo de caso   |  19/10/2006   |  BR   |   .doc   |   36 páginas

Mais Vendidos medicina

Trabalho sobre educação física e a importância do esporte no ensino

 Biologia e medicina   |  Medicina   |  Estudo   |  15/05/2007   |  BR   |   .doc   |   16 páginas

Gestação múltipla

 Biologia e medicina   |  Medicina   |  Dissertação   |  21/11/2007   |  BR   |   .doc   |   21 páginas