Search icone
Permuta de Trabalhos Acadêmicos
Garantias
Leia mais sobre as nossas garantias.

Gastrite e doença ulcerosa péptica

Informações sobre o autor

 
Nível
Avançado
Estudo seguido
medicina
Faculdade
Unincor

Informações do trabalho

Bruna S.
Data de Publicação
Idioma
português
Formato
Word
Tipo
estudo
Número de páginas
15 páginas
Nível
avançado
Consultado
0 vez(es)
Validado por
Comitê Facilitaja
0 Avaliaçao cliente
0
escrever um comentário

Gastrite é uma inflamação da mucosa gástrica que pode ser predominantemente aguda, com infiltração neutrofílica, ou crônica, com linfócitos e/ou plasmócitos predominando e associada à metaplasia e atrofia intestinal.

Gastrite crônica é um processo inflamatório da mucosa gástrica, de muitas etiologias, com envolvimento cada vez mais intenso da mucosa como atrofia e metaplasia epitelial - geralmente sem erosões ? acompanhado de atrofia progressiva de suas glândulas. Tem início insidioso de evolução lenta e gradativa ao longo dos anos ou décadas. São assintomáticos ou oligossintomáticos. Diferentes tipos de gastrites agridem diferentes mucosas. As lesões têm grande importância para o diagnóstico (histopatologia dos diferentes tipos de mucosa gástrica). O diagnóstico histológico da gastrite crônica se baseia na presença da reação inflamatória na mucosa caracterizada por exudato de mono e polimorfonucleares em proporção e intensidade variáveis.

A úlcera péptica gastroduodenal é definida como sendo uma lesão escavada profunda da mucosa gastrointestinal, que atravessa a submucosa, seja no estômago ou duodeno.

[...] A Helicobacter pylori predispõe a diversas patologias benignas e malignas: Úlcera péptica gástrica e duodenal; Gastrite Antral e Pangastrite atrófica; Adenocarcinoma gástrico; Linfoma MALT gástrico de células B. DOENÇA ULCEROSA PÉPTICA 1 - DEFINIÇÃO A úlcera péptica gastroduodenal é definida como sendo uma lesão escavada profunda da mucosa gastrointestinal, que atravessa a submucosa, seja no estômago ou duodeno - ÚLCERAS PÉPTICAS São lesões crônicas, geralmente solitárias, que ocorrem em qualquer local do trato gastrintestinal exposto à ação agressiva dos sucos pépticos ácidos. [...]


[...] Embora sejam eficazes no alívio imediato dos sintomas, nos dias de hoje, os antiácidos raramente são usados no tratamento regular da doença ulcerosa péptica Sucralfato Funciona como um protetor de base da úlcera, formando uma película que impede a ação deletéria do ácido, da pepsina e dos sais biliares. Funcionam como uma barreira mecânica, uma proteção viscosa sobre a úlcera. O sucralfato é mais utilizado para as úlceras duodenais, e o esquema é o seguinte: Terapia aguda: 1g 30 minutos antes das refeições e ao deitar ou 2g de 12/12h. [...]


[...] A etiopatogenia da úlcera péptica gastroduodenal está associada a fatores de risco já confirmados e aceitos e a outros, especulativos. Os riscos já confirmados e aceitos são assim representados: Fumo; Fatores genéticos; Sexo masculino; Uso de antiinflamatórios; Metaplasia gástrica; Maior quantidade de células parietais na mucosa gástrica; Infecção por H. pylori. No grupo de fatores que ainda estão sob investigação, destacam-se: Dieta pobre em fibras e leite; Infecção em idades mais avançadas; Resposta imune exacerbada ao H. pylori FATORES ETIOLÓGICOS ENVOLVIDOS NA GÊNESE DAS ÚLCERAS PÉPTICAS - Úlcera péptica associada ao Heliobacter pylori O Helicobacter pylori está presente em aproximadamente 95% dos casos de úlcera gastroduodenal e em 80% dos pacientes portadores de úlcera gástrica. [...]

Estes documentos podem interessar a você

Doença ulcerosa péptica e gastrite

 Biologia e medicina   |  Medicina   |  Estudo   |  27/12/2009   |  BR   |   .ppt   |   40 páginas

Mais Vendidos medicina

Trabalho sobre educação física e a importância do esporte no ensino

 Biologia e medicina   |  Medicina   |  Estudo   |  15/05/2007   |  BR   |   .doc   |   16 páginas

Gestação múltipla

 Biologia e medicina   |  Medicina   |  Dissertação   |  21/11/2007   |  BR   |   .doc   |   21 páginas