Search icone
Permuta de Trabalhos Acadêmicos
Garantias
Leia mais sobre as nossas garantias.

Icterícia neonatal

Informações sobre o autor

 
Nível
Especializado
Estudo seguido
medicina
Faculdade
ITPAC

Informações do trabalho

Frederico L.
Data de Publicação
Idioma
português
Formato
.ppt
Tipo
estudo
Número de páginas
73 diapositivo
Nível
Especializado
Consultado
391 vez(es)
Validado por
Comitê Facilitaja
0 Avaliaçao cliente
0
escrever um comentário
  1. Introdução
  2. Metabolismo da bilirrubina(BB)
    1. Origem
    2. Transporte
    3. Captação
    4. Conjugação
    5. Excreção
  3. Icterícia Fisiológica
    1. Quadro Clínico mais comum
  4. Relação com aleitamento materno
    1. Icterícia associada ao aleitamento materno
    2. Icterícia do leite materno
  5. Fatores de risco em RN normais
    1. Genético
    2. Ambientais
    3. IG
    4. Peso
    5. Parto
  6. Colestase
    1. Icterícia por
    2. Etiologia multifatorial, entre as mais comuns
    3. Tratamento => depende da causa
    4. Icterícia não fisiológica
  7. Krammer e as Zonas
  8. Icterícia não fisiológica
    1. Diagnóstico
    2. Diagnóstico laboratorial
  9. Doenças Hemolíticas
    1. Incompatibilidade de rh
    2. Formas Clínicas
    3. Forma anêmica ou leve
    4. Forma ictérica ou moderada
    5. Forma hidrópica
    6. Incompatibilidade de ABO
    7. Antigênicos irregulares do sistem rh
  10. Hiperbilirrubinemia
  11. Objetivos do tratamento
  12. Tratamento
    1. Medidas gerais
    2. Medidas específicas
  13. Tipos de tratamento
    1. Fototerapia
    2. Exsangüineo-transfusão ( EST )
    3. Tratamento farmacológico
  14. Fototerapia
    1. A aparelhagem
    2. A eficácia da Fototerapia
    3. Fototerapia: Indicações
    4. Cuidados na fototerapia
    5. Efeitos colaterais da Fototerapia
  15. Exsanguíneo-transfusão (EST)
    1. Indicações de EST
    2. Manejo do RN na EST
    3. Complicações
  16. Tratamento farmacológico
    1. Imunoglobulina ( Gamaglogulina EV)
    2. Metaloporfirinas
  17. Hiperbilirrubinemia: Controle e seguimento
  18. Hiperbilirrubinemia: Fatores de risco
    1. Fatores menores
    2. Fatores de risco diminuído
  19. Kernicterus
    1. Conceito
    2. Quadro clínico
  20. Hiperbilirrubinemia e Tratamento
    1. Controle laboratorial
  21. Conclusão
  22. Bibliografia

Coloração amarelada da pele e mucosas, devido a impregnação da bilirrubina (BB), que se torna visível, em média, 6mg/dl. Ocorre na maior parte dos RN, com ciclo mais ou menos característico, principalmente no RNPT. Proteção, com função anti-oxidante??? Polêmico e alvo de muitos estudos. Alta precoce =Vingitofobia.

[...] Comum casos de icterícia graves que necessitam de fototerapia e EST, com risco para encefalopatia. Doenças Hemolíticas Forma hidrópica: A anemia intensa leva à ICC, com instabilidade cardio-respiratória e hemodinâmica. Alto índice de morte, até mesmo intra-útero. Doenças Hemolíticas INCOMPATIBILIDADE ABO: Possui um quadro menos grave, porém, pode ser mais prolongado ( 2 semanas) e até recorrente. Seu aparecimento é bastante precoce. O Teste do Eluato denota presença de ac anti-A ou anti-B no sangue do RN. Doenças Hemolíticas ANTÍGENOS IRREGULARES DO SIST Rh: Ag Rh ( cc, Kell Duffy Kidd (Jka, Jkb) e MNSs ( que devem ser suspeitados em mulheres sem outro tipo de incompatibilidade, e principalmente quando já hemo-transfundidas. [...]


[...] de Crigler-Najjar ocorre deficiência total ou parcial dessa enzima, assim como no: Hipotireoidismo, Sínd. de Lucey- Driscoll (icterícia familiar transitória). Metabolismo da bilirrubina(BB) Excreção: Agora conjugada, a BD vai para o intestino pelos canalículos biliares. A fração que é metabolizada pelas bactérias e transformada em estercobilinogênio não é reabsorvida pela circulação êntero-hepática. A parte restante sofre a ação da enzima glicuronidase e é novamente transformada em BI e reabsorvida para a circulação. Icterícia Fisiológica Presente na maior parte dos RN, pois em sua gênese estão certos fatores em comum: Maior quantidade de hemácias em relação ao peso corporal; Menor vida média das hemácias; Aumento da circulação entero-hepática; Escassa flora intestinal (aumento da ação da glicuronidase); Diminuição das ligandinas diminuindo o transporte intra-hepático; Diminuição da atividade enzimática (glicuronil-transferase); Diminuição da excreção da BB. [...]

Estes documentos podem interessar a você

Icterícia no recém-nascido

 Biologia e medicina   |  Medicina   |  Estudo   |  07/05/2007   |  BR   |   .ppt   |   27 páginas

Mais Vendidos medicina

Trabalho sobre educação física e a importância do esporte no ensino

 Biologia e medicina   |  Medicina   |  Estudo   |  15/05/2007   |  BR   |   .doc   |   16 páginas

Gestação múltipla

 Biologia e medicina   |  Medicina   |  Dissertação   |  21/11/2007   |  BR   |   .doc   |   21 páginas