Search icone
Permuta de Trabalhos Acadêmicos
Garantias
Leia mais sobre as nossas garantias.

Intoxicações na criança

Informações sobre o autor

 
Nível
Especializado
Estudo seguido
medicina
Faculdade
ITPAC

Informações do trabalho

Frederico L.
Data de Publicação
Idioma
português
Formato
.ppt
Tipo
estudo
Número de páginas
47 diapositivo
Nível
Especializado
Consultado
167 vez(es)
Validado por
Comitê Facilitaja
0 Avaliaçao cliente
0
escrever um comentário
  1. Introdução
  2. Intoxicações de maior freqüência
  3. Receita básica: Indução de vômito
  4. Acetominofeno
    1. Dose letal mínima (adulto)
    2. Características
    3. Tratamento do acetominofeno
  5. Acetona
    1. Dose letal mínima
    2. Características
    3. Tratamento
  6. Ácidos
    1. Dose letal mínima
    2. Características
    3. Tratamento dos ácidos
  7. Bases (álcalis)
    1. Dose letal mínima
    2. Características
    3. Seqüelas: estenose de esôfago
    4. Tratamento das bases
  8. Aminofilina
    1. Dose letal mínima
    2. Nível sérico de intoxicação grave
    3. Características
    4. Tratamento da aminofilina
  9. Anti-histamínicos
    1. Doses tóxicas
    2. Características
    3. Tratamento dos anti-histamínicos
  10. Antidepressivos tricíclicos
    1. Dose tóxica
    2. Dose letal em criança
    3. Características
    4. Tratamento dos tricíclicos
  11. AAS e salicilatos
    1. Dose letal mínima
    2. Características
    3. Chave diagnóstica
    4. Tratamento AAS e salicilatos
  12. Barbitúricos
    1. Dose letal mínima
    2. Intoxicação moderada
    3. Intoxicação grave
    4. Dose hipnótica p/ crianças
    5. Características
    6. Tratamento dos Barbitúricos
  13. Carbamazepina
    1. Dose letal
    2. Características da intoxicação
    3. Tratamento
  14. Querosene e gasolina
    1. Dose letal mínima (adulto)
    2. Características
    3. Tratamento da intoxicação por querosene e gasolina
  15. Detergentes aniônicos
    1. São os detergentes que possuem
    2. Características
    3. Tratamento
  16. Detergentes não-aniônicos
    1. Definição
    2. Características
    3. Tratamento
  17. Detergentes catiônicos
    1. Definição
    2. Características
    3. Tratamento
  18. Hidrato de cloral
    1. Dose letal
    2. Dose tóxica
    3. Características
    4. Tratamento
  19. Inseticidas organoclorados
    1. DDT
    2. Lindano
    3. Características
    4. Tratamento
  20. Inseticidas organofosforados
    1. Definição
    2. Características
    3. Tratamento
  21. Metoclopramida
    1. Dose letal
    2. Dose tóxica
    3. Características
    4. Tratamento
  22. Naftalina
    1. Dose letal mínima
    2. Características
    3. Tratamento

A intoxicações em crianças constituem uma das mais freqüentes emergências pediátricas sendo que sua ocorrência envolve um contexto multifatorial; A crianças no seu processo natural de crescimento e desenvolvimento, apresenta fases de descobertas, sentindo-se atraídas por tudo que vê ao seu redor, existindo aí o risco de envenenamento. Geralmente temos o hábito de deixar fármacos em vários locais, sendo que a cor, a forma, sabores e odores agradáveis atraem a atenção da criança. Pra complicar a situação, estas embalagens muitas vezes são facilmente abertas, facilitando a intoxicação.

[...] Características: Ardência na boca, dispnéia; convulsões e coma; lesão hepática; pode haver hipertermia e prostração; o raio X de tórax algumas horas após poderá mostrar consolidações pneumônicas. Tratamento da intoxicação por Querosene e gasolina Esvaziamento gástrico: é Controverso. Segundo a Academia Americana de Pediatria: fazer se >1mL/kg ingerido. Lavagem gástrica: Solução morna de bicarbonato de sódio a 10% no paciente torporoso ou em convulsão; Suporte ventilatório: Oxigenioterapia (Se preciso ventilação mecânica) Catártico salino para eliminar logo do TGI; Exames: Rx de tórax (controle em 6-24 horas), ECG (casos graves), Hemograma, TGO, TGP, protombina, Bilirrubinas. [...]


[...] Casos graves: Excitação do SNC (alucinações, convulsões) depois, coma; alterações ventilatórias e circulatórias finais; Podem estar associados a simpaticomiméticos; Tratamento dos Anti-histamínicos Se a ingesta foi até 3 vezes a dose terapêutica diária: Controle em casa, sem indução de emese. Se a dose foi acima de 4x a dose terapêutica: Hospital Esvaziamento gástrico e carvão ativado; catárticos (para produtos de liberação lenta). Tratar convulsões e controle: ventilatório, térmico (medidas físicas); Se intoxicação do SNC: Fisostigmina Se intoxicação por prometazina: Biperideno ou difenidramina. [...]


[...] Características: Lesões na mucosa ocasionando dor e disfagia, obstrução de vias aéreas por edema e secreção, perfuração esofágica com pneumonia de aspiração, mediastinite. Seqüelas: estenose de esôfago. Tratamento das Bases Contra-indicados vômitos e lavagem e os demulcentes prejudicam a esofagoscopia; Deve-se estimular a ingestão de água (exceto em hidróxido de amônio); Se disfagia, niciar: suporte alimentar parenteral; Atb + corticóide por 20 dias: Se lesões no esôfago Metilprednisolona IV, 2mg/kg de imediato para reduzir o edema; se tiver achado endoscópico; Ampicilina: 150mg/kg/dia Limpeza de pele e olhos, se for o caso. [...]

Estes documentos podem interessar a você

O diagnóstico clínico na toxicologia pediatrica

 Biologia e medicina   |  Medicina   |  Estudo dirigido   |  15/06/2008   |  BR   |   .ppt   |   24 páginas

Algoritmo terapeutico na intoxicação aguda da criança

 Biologia e medicina   |  Medicina   |  Estudo dirigido   |  17/06/2008   |  BR   |   .ppt   |   35 páginas

Mais Vendidos medicina

Trabalho sobre educação física e a importância do esporte no ensino

 Biologia e medicina   |  Medicina   |  Estudo   |  15/05/2007   |  BR   |   .doc   |   16 páginas

Gestação múltipla

 Biologia e medicina   |  Medicina   |  Dissertação   |  21/11/2007   |  BR   |   .doc   |   21 páginas