Search icone
Permuta de Trabalhos Acadêmicos
Garantias
Leia mais sobre as nossas garantias.

Neoplasias hematológicas

Informações sobre o autor

 
Nível
Especializado
Estudo seguido
medicina
Faculdade
ITPAC

Informações do trabalho

Frederico L.
Data de Publicação
Idioma
português
Formato
.ppt
Tipo
estudo
Número de páginas
61 diapositivo
Nível
Especializado
Consultado
141 vez(es)
Validado por
Comitê Facilitaja
0 Avaliaçao cliente
0
escrever um comentário
  1. Leucemias
  2. Classificação
  3. Leucemia mielóide crônica
    1. Sinais e sintomas
    2. Tratamento
    3. Fase blástica
  4. Leucemia linfocítica crônica
  5. Estadiamento: prognóstico de acordo com época do diagnóstico
  6. Leucemia de células pilosas
  7. Leucemia linfolícitica aguda
  8. Leucemia linfóide aguda
    1. Definição
    2. Classificação baseado na
    3. Imunofenotipagem
    4. Citogenética
    5. Citoquímica
    6. Classificação imunológica
    7. Clínica
    8. Exame Físico
    9. Achados Laboratoriais
    10. Diagnóstico diferencial
    11. Tratamento
    12. Prognóstico
  9. Leucemia mielóide aguda
    1. Diagnóstico
    2. Etiologia e patogênese
    3. Epidemiologia:
    4. Quadro clínico
    5. Achados laboratoriais
    6. Diagnóstico diferencial
    7. Terapia, curso e prognóstico
    8. Tratamento
  10. Linfomas
  11. Doença de Hodgkin
    1. Quando sintomática
    2. Histologia
    3. Quadro clínico composto por
    4. Outras manifestações
  12. Classificação quanto à patologia
    1. Esclerose nodular
    2. Celularidade mista
    3. Predominância linfocitária
    4. Depleção linfocitária
  13. Classificação pelo estadiamento de ANN Arbor Modificado
    1. Estadio I
    2. Estádio II
    3. Estadio III
    4. Estádio IV
  14. Investigação diagnóstica
  15. Tratamento
    1. Estádio l e IIA
    2. Estádio II ou IIIA
    3. Estádio IIB
    4. Estádio IIIB ou IV
  16. Linfoma Não-Hodgkin
  17. Diferenciação clínica
  18. Classificação (International Working Formulation e Rappaport)
    1. Linfoma de baixo grau
    2. Linfoma de grau intermediário
    3. Linfoma de alto grau
  19. Classificação imunológica dos linfomas Não-Hodgkin
    1. Neoplasias de cél. B
    2. Neoplasia de cél. T (cél.T tímica)
    3. Cél. T madura
  20. Tratamento
    1. Linfoma de baixo grau ou indolente
    2. Linfoma de grau intermediário ou agressivo
    3. Linfoma de alto grau ou altamente agressivo
    4. Linfomas cutâneos
  21. Conclusão
  22. Bibliografia

É um grupo heterogêneo de doenças malignas que afetam os precursores hematopoéticos da medula óssea. Este acometimento acaba desencadeando proliferação anormal de cél. Monoclonais que infiltram a medula. Expansão descontrolada de todos os elementos medulares adultos (40-50anos) Há presença do cromossoma Philadélfia(Ph) : Demonstra translocação recíproca do braço longo do cromossoma 22 para o cromossoma 9 = proliferação de granulócitos Todas as células com marcador Ph indicam mutação em uma célula tronco pluripotente como fator desencadeador Hemograma: anemia (hg 9,7) leucocitose c/ precursores mielóides ( mielócitos e metamielócitos) no sangue periférico(255.000 - 25.000 até 600.000) trombocitose (plaquetas 485.000 - 25.000 até 1.400.000) cromossoma Ph: presente em 90% diminuição da fosfatase alcalina esplenomegalia hepatomegalia MO: hiperplasia mielóide c/ desvio á esquerda; megacariócitos aumentados

[...] Risco de acometimento do SNC - QT intratecal ou radio + QT + TMO Linfoma de pequenas cél. Não clivadas (Burkitt ou não Burkitt) = QT e TMO TRATAMENTO Linfomas cutâneos Linfoma de cél. T : Início lento, lesões em placa ou eritrodermia, comprometimento cutâneo generalizado, formação de Tu, envolvimento nodal e medular Tratamento: Precoce: radio da pele banho de eletrons, mostarda nitrogenada ou carmustina tópica, ativação de psoralen p/UV, fotoqt extracorpórea Tardio: mono ou poliQT, IFN, retinóides, imunoconjugados ou análogos de purina. Conclusão As neoplasias hematológicas malignas são patologias que etiologia na maioria das vezes obscuras. [...]


[...] A apresentação também pode mostrar-se obscura, com quadros inespecíficos, muitas vezes composto somente por febre e adenomegalias. Portanto quando diante de quadros obscuros e sem pista diagnóstica, nunca devemos deixar de fazer diagnóstico diferenciais com os linfomas e leucemias. Compreensão de aspectos epidemiológicos principalmente quanto a faixa etária acometida é essencial. No imaginário popular está a idéia de que todas [...]

Estes documentos podem interessar a você

Schwanoma gástrico

 Biologia e medicina   |  Medicina   |  Estudo   |  03/01/2007   |  BR   |   .doc   |   18 páginas

Púpuras em pediatria

 Biologia e medicina   |  Medicina   |  Estudo dirigido   |  18/06/2007   |  BR   |   .ppt   |   29 páginas

Mais Vendidos medicina

Trabalho sobre educação física e a importância do esporte no ensino

 Biologia e medicina   |  Medicina   |  Estudo   |  15/05/2007   |  BR   |   .doc   |   16 páginas

Gestação múltipla

 Biologia e medicina   |  Medicina   |  Dissertação   |  21/11/2007   |  BR   |   .doc   |   21 páginas